Com Natália, Seleção feminina vence a Argentina nos Jogos Pan-Americanos de Vôlei dos Surdos

Após estrear com derrota para os Estados Unidos, as brasileiras entraram em quadra nesta sexta-feira (1) e se reabilitaram com vitória por 3 sets a 1

Natália foi o destaque do Brasil nos dois jogos (João Neto/Fotojump)

<p>Natália foi o destaque do Brasil nos dois jogos (João Neto/Fotojump)
Alta  | Web

Equipe feminina tem uma vitória e uma derrota (Divulgação)

Equipe feminina tem uma vitória e uma derrota (Divulgação)
Alta  | Web

Natália está atuando com a camisa 3 (Divulgação)

Natália está atuando com a camisa 3 (Divulgação)
Alta  | Web

Masculino segue invicto com duas vitórias (Divulgação)

Masculino segue invicto com duas vitórias (Divulgação)
Alta  | Web

São Paulo (SP) – Depois de estrear com derrota para os Estados Unidos, a seleção brasileira feminina de vôlei de surdos se reabilitou nesta sexta-feira (1) ao superar a Argentina, por 3 sets a 1, parciais de 25/11, 23/25, 25/12 e 25/19. A partida foi válida pela segunda rodada dos Jogos Pan-Americanos de Vôlei dos Surdos, competição que está sendo disputada no ginásio da Universidade de Gallaudet, em Washington, nos Estados Unidos. No terceiro e último jogo da fase de classificação, o Brasil encara o Canadá, neste sábado (2), às 16h.

A central Natália Martins, jogadora do Vôlei Nestlé, esteve em quadra nas duas partidas e elogiou a reação da equipe após o revés da estreia. “A equipe entrou mais tranquila depois de ter passado pela estreia. Conseguimos sacar e atacar com eficiência e esses foram aspectos fundamentais para a nossa vitória. Estamos no caminho certo e esse resultado foi muito importante para recuperarmos a confiança e seguirmos acreditando que é possível conquistar esse título”, afirmou a atleta.

A seleção masculina entrou em quadra após a vitória das mulheres e confirmou o segundo resultado positivo na competição. O técnico Xandó e seus comandados haviam vencido o Canadá, por 3 a 0, na abertura do campeonato e nesta sexta-feira ganharam da seleção venezuelana, pelo mesmo placar, parciais de 25/18, 25/14 e 25/14. Os homens encerram a participação na etapa classificatória neste sábado (2), às 18h, diante dos Estados Unidos.

Por ser campeão Sul-Americano masculino e segundo colocado no feminino, o Brasil já está classificado para o Mundial, que será realizado na sequência do Pan-Americanos, de 05 a 15 de julho, também em Washington. Se ficar entre os três primeiros no Pan, as duas seleções garantem vaga direta para a Surdolimpíadas da Turquia em 2017.

A equipe masculina conta com os apoios do BB Seguridade e da AT&T, entidade da Flórida que se sensibilizou pela causa. Já o time feminino está sendo patrocinado pela Ellmar Foundation. As duas delegações tiveram também o apoio das prefeituras de Santos e São Bernardo e do Sesc Jundiaí.

Tabela
30/06 (quinta-feira) – Brasil 3 x 0 Canadá (masculino)
30/06 (quinta-feira) – Brasil 0 x 3 Estados Unidos (feminino)
01/07 (sexta-feira) – Brasil 3 x 1 Argentina (feminino)
01/07 (sexta-feira) – Brasil 3 x 0 Venezuela (masculino)
02/07 (sábado) – 16h – Brasil x Canadá (feminino)
02/07 (sábado) – 18h – Brasil x Estados Unidos (masculino)
03/07 (domingo) – Semifinais (masculino e feminino)
04/07 (domingo) – Finais e disputa pelo bronze (masculino e feminino)

Mais informações:
ZDL – Rafael Zito
rafaelzito@zdl.com.br
F: 11 991988505

Siga a ZDL no twitter: twitter.com/ZDLcomunica
e no facebook ZDL Comunicação

Deixe uma resposta