Encontro de cientistas brasileiros sobre Zika vírus é realizado no Instituto Butantan

Evento reuniu principais pesquisadores do vírus no Brasil e teve o objetivo de compartilhar experiências e debater possíveis formas de cooperação entre as diferentes linhas de pesquisa que estão sendo desenvolvidas

O Instituto Butantan, um dos maiores centros de pesquisas biomédicas do mundo e um dos principais produtores públicos de soros e vacinas da América Latina, ligado à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, sediou o Encontro de Cientistas Brasileiros sobre Zika Vírus. O evento, organizado pela Fiocruz, Instituto Evandro Chagas e o próprio Butantan, reuniu mais de 80 especialistas de cerca de 30 instituições de todo e país. Durante dois dias, pesquisadores e médicos de diversas áreas trocaram informações e debateram sobre características clínicas, epidemiologia, diagnóstico, terapias e vacinas, entre outros aspectos relacionados ao Zika vírus.

Mais do que apresentarem seus trabalhos, os pesquisadores presentes compararam e discutiram os dados apresentados, com o intuito de melhor compreender a doença e as possibilidades de intervenção. Como resultado, foram estabelecidas novas colaborações entre os grupos de pesquisa, bem como a criação de plataformas de intercâmbio de informações e material biológico, que darão mais agilidade ao processo de produção de conhecimento e à criação de produtos para diagnóstico e tratamento.

 “Uma reunião como essa é fundamental para a disseminação de conhecimento entre institutos de pesquisas, classe médica, acadêmicos e todos os estudiosos que participam desta discussão”, afirma o diretor do Instituto Butantan, Jorge Kalil. “Nos últimos dois dias tivemos a oportunidade de enriquecer o debate a respeito do Zika vírus”, diz Kalil.

“Precisamos estabelecer formas cooperativas em busca de respostas para mitigar os problemas de saúde que afetam toda a população e, nesse Encontro, foi possível reunir alguns dos principais estudiosos brasileiros do assunto”, destaca o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha. “Tivemos uma oportunidade única de conhecer as pesquisas que outros cientistas têm realizado sobre o vírus. Essa troca vai enriquecer os trabalhos que todos fazem sobre o Zika”, finaliza.

Já o diretor do Instituto Eduardo Chagas, Pedro Vasconcelos, ressalta a importância do Encontro em função dos resultados que podem surgir a partir dos debates realizados. “Grande parte dos principais pesquisadores que estão trabalhando com esse vírus dividiu suas dúvidas e avanços já conquistados”, afirma. “Há vários desafios e que não se esgotam aqui. Ainda existem muitas questões e essa reunião é um passo importante na busca dessas respostas”, completa Vasconcelos.

A próxima reunião do grupo deverá acontecer nos dias 7 e 8 de novembro de 2016 no Instituto Evandro Chagas, em Belém, no Pará.

Sobre o Instituto Butantan

Vinculado à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, o Instituto Butantan é um dos principais produtores de imunobiológicos do Brasil, responsável por grande parte da produção nacional de antivenenos e antitoxinas bacterianas e virais, além de grande volume da produção nacional de vacinas utilizadas no Programa Nacional de Imunizações – PNI, do Ministério da Saúde. A instituição se destaca pelo desenvolvimento de estudos e pesquisas, básicas e aplicadas, relacionados direta ou indiretamente com a saúde pública nas áreas da Biologia, Biomedicina e Biotecnologia. O Butantan mantém importantes coleções zoológicas e também promove atividades culturais e de ensino, relacionadas à educação formal e não formal, com foco na difusão do conhecimento científico.

Fonte: FSB Comunicação

Um comentário em “Encontro de cientistas brasileiros sobre Zika vírus é realizado no Instituto Butantan

  • 22 de julho de 2016 em 23:51
    Permalink

    I just want to mention I’m newbie to weblog and definitely savored this blog site. Probably I’m planning to bookmark your website . You definitely come with terrific writings. Bless you for revealing your website.

Deixe uma resposta