Inteligência ao feminino está em “Contos de Alice”

Escritora Alice Schuch trabalha o empoderamento de mulheres e meninas em mais uma obra literária

O recente livro “Contos de Alice”, da escritora e palestrante Alice Schuch empodera as mulheres visando desenvolver a humanidade. Os textos partem de vivências traduzidas na obra, tendo como base uma pesquisa de 15 anos alinhada, hoje, com a Agenda 2030 da ONU.

O livro mostra fatos da vida real vivenciados pela autora. Eles ilustram a importância do empoderamento feminino ao desenvolvimento de toda a humanidade e expõem 15 anos de pesquisa, diversos eventos e congressos da autora. De acordo com Alice, são contos que apresentam o modelo feminino de ser, agir e realizar, dependendo da flexibilidade que a mulher trabalha dentro de si a partir do empoderamento que busca para as suas conquistas profissionais, afetivas e pessoais. “O sucesso vem da força que a mulher otimista exercita no seu íntimo e aplica nos seus projetos individuais”, completa Alice.

Em um dos textos, no conto “Por novas Alices”, a personagem decidida pensou: “entrarei naquele jardim de qualquer modo e não importa o que poderá suceder”. Segundo Alice, é preciso despertar para o terceiro milênio desinvestindo-se do passado e andando em frente com feminilidade, poder e graça.

A inspiração ao “Contos de Alice” surgiu no Projeto Empodera, formatado no Instituto e Desenvolvimento de Líderes (IDL) com sede no Distrito Recanto Maestro, Rio Grande do Sul. Por uma série de palestras e eventos didáticos, o programa lança sementes de uma nova gênese pelos eventos que gera. Os resultados, de acordo com a autora, são considerados positivos quando mulheres e meninas compreendem concretamente que a inferioridade feminina é simbólica, uma construção social a ser transcendida.

Além da divulgação de seus livros e toda a sua pesquisa baseada no universo feminino, a escritora atua difundindo o Projeto Empodera pelo IDL. No mês de setembro, apresentou o seu trabalho no II Congresso Internacional – Uma Nova Pedagogia para a Sociedade Futura. Em outubro, mediou o encontro literário entre mulheres na Feira do Livro de São João do Polêsine e já organiza uma conferência magna a ser realizado em novembro, Minas Gerais.

Fonte: Wh Comunicação