Recorde, ineditismo e competição noturna marcam encerramento do Mundial de Saltos em Penhasco 2016

Red Bull Content Pool

Estreia de Dubai, novata campeã do mundo e prova disputada à noite foram os destaques da última etapa do ano

Após nove etapas, a temporada 2016 do Red Bull Cliff Diving chegou ao fim nesta sexta-feira (28), com uma prova inédita em Dubai (UAE) – a cidade recebeu pela primeira vez uma etapa do Mundial e foi palco da primeira competição noturna da história do evento. Sobre plataformas com mais de 20 metros de altura instaladas no Pier 7, icônico edifício turístico de Dubai, 23 atletas saltaram em busca da vitória na última etapa do ano, com a estreante australiana Rhiannan Iffland consagrando-se campeã mundial, enquanto o britânico Gary Hunt já havia assegurado o hexacampeonato antecipadamente, no Japão.

Com uma vista para o Golfo Pérsico todo iluminado pela vida noturna de Dubai e seus arranha-céus, os 23 melhores atletas do mundo saltaram em busca da vitória nas categorias masculina e feminina. Entre os homens, o título mundial já estava definido, com o britânico Gary Hunt consagrado hexacampeão mundial de forma antecipada na etapa anterior, realizada no Japão. A disputa era pelos segundo e terceiro lugares do ranking geral, que ficaram com o mexicano Jonathan Paredes e o americano Andy Jones, respectivamente. Este último foi quem subiu ao topo do pódio em Dubai, seguido por Hunt e Paredes.

Gary Hunt fecha a temporada 2016 fazendo ainda mais história dentro do esporte. Ele segue com a sua supremacia no Red Bull Cliff Diving: aos 32 anos, é o único atleta a ter competido em absolutamente todas as etapas do Mundial desde sua criação, em 2009, e o mais vitorioso entre todos os participantes, tendo estabelecido mais um recorde com o recém conquistado hexacampeonato – ou seja, entre oito títulos disputados desde então, Hunt venceu seis.

Quem também fez história foi a australiana Rhiannan Iffland. Em seu primeiro ano no Red Bull Cliff Diving, tendo sido uma das convidadas (wildcards) do evento, venceu cinco de sete etapas femininas – incluindo a prova desta sexta-feira em Dubai – e se tornou a primeira wildcard mulher a ser campeã do Mundial de Saltos em Penhasco. Quem completou o pódio desta noite foi a australiana Helena Merten, em segundo, e a mexicana Adriana Jimenez, em terceiro. A brasileira Jaki Valente ficou com a sexta colocação da noite. No ranking geral, a canadense Lysanne Richard e a americana Cesilie Carlton se juntaram a Iffland.

“Estou nas nuvens. Ainda estou tentando acreditar em tudo o que aconteceu. É muita, muita felicidade”, disse a campeã Iffland.

Em 2016, nove etapas masculinas e sete etapas femininas foram disputadas ao longo de todo o ano, com o Red Bull Cliff Diving passando pelo Texas (EUA), Copenhagen (DIN), Açores (POR), La Rochelle (FRA), Polignano a Mare (ITA), País de Gales (GBR), Mostar (BIZ), Shirahama (JPN) e Dubai (UAE).

Confira os resultados do Red Bull Cliff Diving Dubai:

Masculino

1. Andy Jones (USA); 2. Gary Hunt (GBR); 3. Jonathan Paredes (MEX); 4. Steven LoBue (USA); 5. Sergio Guzman (MEX); 6. Michal Navratil (CZE); 7. Orlando Duque (COL); 8. Artem Silchenko (RUS); 9. Alessandro De Rose (ITA); 10. Kyle Mitrione (USA); 11. Andrei Mikau (BY); 12. Owen Wyemouth (GBR); 13. Alain Kohl (LUX)

Feminino

1. Rhiannan Iffland (AUS); 2. Helena Merten (AUS); 3. Adriana Jimenez (MEX); 4. Cesilie Carlton (USA); 5. Lysanne Richard (CAN); 6. Jaki Valente (BRA); 7. Ginger Huber (USA); 8. Rachelle Simpson (USA)

Para mais informações:

Red Bull Communications

Mariana Rennhard – (11) 3016-2010

Red Bull Content Pool
Red Bull Content Pool | Contact | Imprint

© 2016 Red Bull Media House GmbH – all rights reserved.

All use is subject to our Terms and Conditions.

Red Bull Media House GmbH
Oberst-Lepperdinger Straße 11-15
5071 Wals near Salzburg, Austria

  Register Court: Landesgericht Salzburg
Company Register: FN 297115i
UID/VAT: ATU 636117000

Information regarding the media owner may be found here.
Disclosure according to § 25 Austrian Media Act.