Implantação do Registro de Identidade Civil (RIC) precisa ser imediata

Segundo o presidente executivo da ABRID, Célio Ribeiro, o registro único é o caminho seguro para a diminuição de fraudes e para um impulso no crescimento da indústria de identificação digital no Brasil

O risco de ser vítima de fraudes e golpes que envolvem o roubo de identidade é iminente: segundo a Serasa Experian, a cada 17 segundos um brasileiro sofre uma tentativa de fraude. Para o presidente executivo da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia em Identificação Digital (ABRID), Célio Ribeiro, uma solução que pode minimizar o problema já existe: o Registro de Identidade Civil (RIC).

“Temos condições de efetivar esse projeto rapidamente. A indústria de identificação digital acreditou e investiu pesado em equipamentos, construção, ampliação e modernização de plantas no Brasil, além de qualificar e treinar pessoal para a execução desse projeto”, afirma o presidente executivo da entidade.

O projeto que visa centralizar todos os documentos de identidade dos brasileiros em um único número de registro já é lei devidamente regulamentada e em vigor, mas a sua implantação precisa de continuidade. O Registro de Identidade Civil (RIC) é um documento em forma de cartão com chip semelhante aos de cartão de crédito, que centraliza e armazena dados biométricos e as informações pessoais do usuário.

“O RIC objetiva a identificação unívoca e inequívoca das pessoas e é um projeto que teve enorme apoio popular, com vantagens comprovadas, sem qualquer tipo de invasão à privacidade das pessoas”, afirma Ribeiro, que acrescenta ainda os benefícios do registro único: “deixaríamos de ter os famosos “laranjas” ou “fantasmas”. Não teríamos pessoas mortas ou que não existem recebendo valores da Previdência e benefícios dos programas de governo. Também seria evitado, por exemplo, que eleitores que não existem votassem em candidatos nas eleições”.

Indústria de identificação digital – Para Ribeiro, embora o setor de identificação digital e biometria no Brasil tenha avançado nos últimos anos, trata-se ainda de um mercado incipiente. “Espero que, em 2017, tenhamos a retomada de importantes projetos que, com certeza, trarão segurança à população, credibilidade ao governo e, consequente, aceleração na indústria de identificação digital”, afirma. Segundo ele, ainda que as empresas brasileiras venham ganhando significativo espaço no mercado de identificação digital, é preciso a implantação de muitas políticas de incentivo à pesquisa para o desenvolvimento local de soluções tecnológicas voltadas ao setor.

A implantação do RIC, a indústria voltada ao segmento e as frentes de atuação da associação serão alguns dos assuntos abordados na palestra “Os desafios da identificação digital’, ministrada pelo presidente executivo da ABRID, Célio Ribeiro. A apresentação integra o módulo de segurança corporativa do VI Seminário de Segurança LAAD, a ser realizado paralelamente à feira LAAD Defence & Security 2017. O evento, que acontece de 04 a 07 de Abril, no Riocentro, Rio de Janeiro, conta com o apoio institucional da ABRID e de outras importantante entidade das áreas de segurança e defesa.

“A LAAD é uma grande ocasião de mostrar e ver os avanços tecnológicos dos setores de defesa e segurança. Mas, mais do que tudo isso, nos dá a oportunidade de juntar forças, de agregar opiniões e experiências de pessoas do bem, para enfrentar os desafios de manutenção de um mundo seguro para se viver”, ressalta Ribeiro.

Alguns outros temas que serão abordados no módulo de segurança coorporativa do VI Seminário de Segurança LAAD são ”Estratégias de prevenção de danos e ataques nocivos em infraestruturas críticas” e “Questões atuais em cibersegurança corporativa”. A programação completa do pode ser acessada no endereço: http://www.laadexpo.com.br/files/forms/vi-seminario-seguranca-laad-2017.pdf.

Sobre a LAAD Defence & Security – Maior e mais importante feira de defesa e segurança da América Latina, a LAAD Defence & Security chega em 2017 a sua 11ª edição. Reúne bienalmente no Riocentro, no Rio de Janeiro, empresas brasileiras e internacionais especializadas no fornecimento de soluções para as três Forças Armadas e Forças Policiais. Além de exposição, o evento conta com programa de conteúdo exclusivo como o Seminário de Defesa LAAD e o Seminário de Segurança LAAD. Na última edição, em 2015, o evento reuniu 642 marcas expositoras de 41 países, 36.250 visitantes de 90 países e 170 delegações oficiais de 74 países.

Clarion Events – Por mais de 65 anos, a Clarion Events dedica-se à promoção e organização de feiras de negócios, eventos e congressos. Reúne aproximadamente 700 mil visitantes e congressistas e 12 mil expositores e patrocinadores em mais de 200 eventos realizados ao redor do mundo. A Clarion Events tem presença global – atua em 12 escritórios em 9 países e está no Brasil desde 2008.

LAAD Defence & Security 2017 – Feira Internacional de Defesa e Segurança
Data: 04 a 07 de abril
Local: Riocentro – Av. Salvador Allende, 6.555 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ
Horário da Exposição: 04 e 06 de Abril – das 10h às 18h e 07 de Abril – das 10h às 17h
Horário dos Seminários: 04 de Abril – das 14h às 17h / 05 e 06 de Abril – das 10h às 17h

Fonte: Conteúdo Empresarial Integrada