Quero ser voluntário no 5º Desafio dos Rochas!

Além de ajudar atletas, quem contribui para o evento ganha muito mais que novas amizades

O 5º Desafio dos Rochas está chegando! Nos dias 11 e 12 de março a cidade de Pomerode (SC) vai receber atletas de todo o país, inclusive estrangeiros, para a maior ultramaratona de mountain bike do Sul do Brasil. Quem ainda não se inscreveu precisa agilizar: as inscrições serão aceitas somente até dia 26 de fevereiro. Acesse o site oficial do evento: www.twinsadventure.com.br.

E você sabe por que é possível fazer um evento tão grandioso e que já se tornou exemplo para o país? Porque existem pessoas voluntárias que dedicam seu tempo para contribuir para o sucesso do evento. E são pessoas que vêm de todos os lugares do país só para transformar o Desafio dos Rochas na competição referência nacional de mountain bike.

Paulo Eduardo Ribeiro é um exemplo disso. O empresário que reside em Itajubá (MG) vai participar do evento pelo terceiro ano consecutivo. Nos primeiros dois ele, que atua no ramo de ciclismo, ministrou palestras aos atletas. Agora, em 2017, como já entende do evento, além de palestrar vai ajudar na logística. “Esta prova é uma referência no Sul do país pela organização. E é um prazer ajudar e ver as coisas acontecerem. Nem penso duas vezes em ajudar neste evento. A organização transmite muita energia positiva”, disse Ribeiro que viaja cerca de 900 quilômetros para chegar a Pomerode.

Se para quem é de fora de Santa Catarina o evento contagia, imagina para quem mora em Pomerode. Maitê Taís Luemke, professora de ioga em Pomerode, viu no Desafio dos Rochas uma oportunidade de fazer amizades. Mas o que ela encontrou foi muito mais! “Já saiu da linha de amizades para tornarmos a ‘Família dos Voluntários do Desafio’”, disse, salientando o orgulho de ajudar o evento. Este ano será a quarta vez que Maitê vai atuar como voluntária. Apesar de ainda não saber a função exata, ela está ansiosa. “É um final de semana em que a cidade toda fica cheia de atletas e se envolve com o turismo. Compensa muito ser voluntária e ver a cidade ser tomada por atletas”, disse, orgulhosa.

Outro pomerodense que se dedica integralmente ao evento é Everton Horongoso. Ele só não participou da primeira edição. Mas desde a segunda está 100% focado no evento. “No primeiro ano atuei como batedor de moto na prova dos 100km. Depois, me envolvi mais, ajudando inclusive no limpa trilhas, e na logística do evento, fazendo de tudo, desde montagem de kits dos atletas até sinalização na madrugada e resgate”, disse Horongoso. Ele que é bombeiro voluntário há um ano sente orgulho de poder ajudar a cidade. “É muito bom poder fazer uma coisa pela cidade. Além de gerar divertimento, o Desafio dos Rochas traz dividendos para o município, pois movimenta o turismo como um todo”, falou.

De tanto envolvimento no evento e com a família Rocha – organizadora do evento -, Horongoso até já incorporou o sobrenome “Rocha” ao seu nome. Agora, ele brinca: “Meu nome é Everton Horongoso ‘Rocha’. Somos uma grande família”, disse.

Se interessou? Quer se voluntário? Então, saiba como:

O que é necessário:
– disponibilidade de um ou dois dias inteiros (11 ou 12 de março);
– ser maior de 18 anos;
– ter espírito e entusiasmo pela experiência;
– ter vontade de aprender, ser aventureiro e procurar o profissionalismo nas tarefas.

O que você ganha:
– certificado de participação;
– camiseta do evento;
– seguro de vida;
– alimentação e transporte até o local do trabalho.

Para saber mais acesse o site oficial do evento:

www.twinsadventure.com.br/voluntario

Crédito da foto: Simone/Esportenafoto

Fonte: Comunicação Contraste