No Dia Internacional da Reciclagem crianças visitam indústrias na capital

Estudante de 11 anos salienta a importância da aula para abranger conhecimentos e desenvolver uma consciência socioambiental

40 crianças visitaram indústrias para comemorar o Dia Internacional da Reciclagem, ocorrido nesta quarta-feira (17/05). Os estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental do Sesiescola participaram da aula de campo em duas empresas de reciclagem de papel e de resíduos da construção civil em Cuiabá. Com objetivo de ensinar a importância da reciclagem para o meio ambiente e o bem-estar da cidade, os alunos aprenderam o funcionamento das indústrias e a transformação de um material descartado em algo reutilizável.

O evento que contou com a presença de empresários e professores faz parte do projeto ‘Educar para Reciclar’. Esta foi a primeira edição do projeto, sem fins lucrativos, promovido pelo Sindicato das Indústrias da Reciclagem (Sindirecicle-MT), em parceria com escolas públicas e privadas. Entre as instituições de ensino, o Sesiescola de Cuiabá foi escolhido por meio de sorteio para inaugurar o projeto.  Além da aula de campo, os alunos passaram a recolher óleo de cozinha utilizado para ser destinado a uma indústria de reciclagem.

Para o estudante Felipe Oliveira Renó, de 11 anos, a aula de campo foi uma oportunidade para abranger os conhecimentos a respeito da reciclagem e políticas socioambientais. “Dentro da sala de aula temos a teoria de como funciona a reciclagem. Agora na aula de campo, meus colegas e eu pudemos entender na prática a realidade das empresas. Foi importante vermos embalagens de produtos que temos em casa, e que foram jogados no lixo, agora na indústria de reciclagem para produzir algo novo”, explicou o aluno.

Os estudantes desenvolverão uma redação a respeito da aula de campo, com o tema ‘Importância da reciclagem para a vida humana’. Como premiação, as cinco melhores redações serão expostas no site do sindicato, no endereço www.sindirecicle.com.br. De acordo com a professora de ciências, Bárbara Becker, a promoção de projetos de reciclagem é essencial para a formação de adultos com responsabilidade socioambiental. “A educação se concebe, principalmente, em três pontos estratégicos: teoria, realizada na escola; prática na aula de campo; e produção de conhecimento que serão as redações”, disse a professora.

Segundo o presidente do Sindirecicle-MT, Fabrício Margreiter, o projeto visa conscientizar a população sobre a importância de políticas públicas que possam favorecer a reciclagem. “Com a aula de campo estaremos a abrir caminho para que debates como a limpeza da cidade, meio ambiente e a precaução contra doenças que possam advir do descarte incorreto do lixo. As indústrias mato-grossenses são responsáveis por uma grande limpeza nos meios urbanos e rurais, contudo ainda reciclamos muito pouco”, afirmou.

Texto e fotos: Lousdembergue Rondon / Sindirecicle-MT

Fonte: Imprensa Social Ortogonal*