Fashion Mall apresenta a exposição Cinza Photogallery

Com curadoria de Joaquim Nabuco, mostra terá 20 imagens de fotógrafos renomados

O Fashion Mall apresenta a exposição “Cinza Photogallery”, com curadoria de Joaquim Nabuco, localizada no segundo piso, próximo ao Brigadeiros Fabiana D’Angelo. Com imagens de fotógrafos renomados, como Joaquim Nabuco, Antonio Guerreiro, Paulo Garcez, Beto Gatti, entre outros, a mostra estará aberta ao público durante dois meses e terá novas obras no fim do primeiro mês. Coloquei abaixo mais informações.

Além de imagens do Rio de Janeiro por diversos ângulos e lentes, a exposição exibe também ícones brasileiros dos anos 70, 80 e 90, como Tom Jobim, Vinicius de Moraes e Bruna Lombardi em momentos de intimidade, imagens submersas da vida marítima e retratos espontâneos que revelam para o espectador um novo olhar. As obras serão apresentadas de maneiras especiais, como a foto de Fabio Ludmer, emoldurada como se fosse uma janela de um submarino; e a foto da vista do Rio de Janeiro feita no Parque da Cidade, por Joaquim Nabuco, que estará na janela original de uma Brasília 1977.

— A exposição mostrará uma nova forma de retratar imagens, além de revelar momentos curiosos de ícones brasileiros. A exposição vai mostrar obras de artistas consagrados e revelar novos talentos — explica Joaquim Nabuco.

Conheça um pouco mais sobre os artistas:

Joaquim Nabuco

Joaquim Nabuco nasceu no Rio de Janeiro e é autor dos livros “Braziliangels”, “The Art of Brazilian Architecture” e “Paradise in Brazil”, lançados nos EUA pela editora Schiffer Books. Começou a carreira como fotojornalista no Jornal O Globo, além de ter atuado também na Editora Abril, Estado de SP e Revista Trip. Abriu seu primeiro estúdio em São Paulo (1998) e, depois, no Rio de Janeiro (2002), de onde saem muitas fotos que ilustram campanhas das principais agências de publicidade, capas de CDs de grandes músicos, obras de conceituados arquitetos e catálogos de moda para marcas nacionais e internacionais.

Antonio Guerrero

Antonio Guerreiro nasceu em Madrid mas veio para o Brasil ainda criança. Se tornou referência na fotografia editorial brasileira entre os anos 70 e 90, construindo um grande acervo com retratos das maiores personalidades do país nesse período. Criou o famoso estúdio Studium, onde se especializou em nu artístico. As maiores beldades do país posaram para suas lentes, como Bruna Lombardi, Sônia Braga e Sandra Bréa.

Paulo Garcez

Paulo Garcez era o fotógrafo oficial da Presidência da República na época da ditadura militar, quando trocou o cargo para ser editor do Pasquim, jornal de oposição ao regime. No Pasquim, fotografou os maiores ícones da cultura brasileira nos anos 60 e 70, como Vinicius de Moraes, Drummond, Tom Jobim, Elis Regina, Leila Diniz, Nelson Rodrigues, Glauber Rocha, Jorge Amado, Oscar Niemeyer e muitos outros. Os registros com naturalidade, como se fossem (e eram) amigos íntimos do fotógrafo, são a marca de sua obra.

Fabio Ludmer

Fabio Ludmer registra a beleza submersa dos peixes e outros animais marinhos, com suas formas e cores exuberantes, verdadeiras obras de arte da natureza. Entre todos os habitantes dos sete mares, o que mais lhe fascina é tubarão. Fabio, inclusive, já viajou até as Bahamas para registrar o temido predador.

Beto Gatti

O carioca Beto Gatti desenvolveu o gosto pela arte e pelo novo. Cursou design e começou a se apaixonar pela fotografia. Após uma temporada em Londres, começou a fotografar profissionalmente e assinou grandes campanhas, atuando na área de lifestyle. Fotografando a essência de marcas, pessoas, produtos, que vão do esporte à publicidade, já participou de editoriais para revistas como Vogue, Life Style Magazine, Glamour e Caderno Ela, dentre outras. Por suas lentes já passaram empresas conceituadas como Adidas, Coca-Cola, Pretorian L.A, CR7, do astro Cristiano Ronaldo, entre outras.

Céline Perrier

Céline Perrier é francesa, de Paris, especializada em fotos sensuais. O estilo “erotic chic” de seu trabalho levou a revista Photo Francesa a publicar várias vezes suas fotos. Antes de ser fotógrafa, trabalhou 10 anos como modelo e estudou história da arte. Céline se guia pelo instinto, preferindo poses espontâneas e naturais, jogando com a luz natural para melhor esculpir o corpo e suas curvas, sublimada pela sensualidade e erotismo do preto e branco.

Danilo Moscon

Engenheiro por formação e fotógrafo por paixão, Danilo Moscon viaja pelo mundo a caça de imagens impactantes. Uma das suas jornadas favoritas é fazer a Route 66, já tendo atravessado várias vezes os EUA “from Chicago to LA” como diz a música.

Fonte: Tools Comunicação