Produtores de hortaliças solicitam espaço dentro da Feira Livre durante reunião no gabinete municipal

Para o produtores de hortas urbanas conseguirem um espaço terão que criar uma associação

Por intermédio do vereador Luiz Akira, o prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro, acompanhado do secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Antônio Empke Junior, e do secretário Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio, Celso Yamaguti, recebeu os representantes dos produtores de hortaliças na área urbana de Três Lagoas que tinham como objetivo intermediar por um espaço dentro da feira livre para comercializar seus produtos.

Durante a reunião, foram expostas as diversas alterações que a atual administração tem feito dentro da feira livre no sentido melhor administrar os recursos recebidos e aplicados no local, além ainda de expor a expectativa da Prefeitura de criar uma Central de Recebimento e Comercialização de Produtos da Agricultura Familiar, bem como a possível criação de um espaço especificamente construído para a realização da feira.

Porém, segundo Antônio Empke, atualmente, não há espaço disponível que permita atender todos os produtores. “O que sugerimos é a cedência de um espaço de 20 metros de testeira nas segundas e quartas-feiras, mas para que isso seja possível, esse produtores terão que criar uma associação que administre esse espaço, ou seja, um grupo de produtores se beneficiarão do mesmo ponto dentro da feira, mas que será mantido por essa associação”, explica.

Os produtores gostaram da ideia e afirmaram que vão se movimentar para criar, o mais rápido possível, essa associação, além ainda de reunir outros produtores e apresentar a ideia de diversificar a produção, saindo do ciclo das hortaliças e passando a produzir, também, leguminosas.

O prefeito ressaltou que não basta montar a associação, tem que se empenhar em manter o fluxo de produtos. “Após conseguirem esse ponto dentro da feira livre, é necessário que se empenhem em manter a produção de produtos diversos para que valha apena, não apenas para a gestão da feira de manter esse espaço cedido para a associação, mas também para os produtores que se beneficiarão desse espaço”, explica.

Guerreiro enfatizou ainda que é necessário que todos cumpram com as suas obrigações para que possam cobrar seus direitos. “Quando pegamos a feira livre, no início do ano, estávamos gastando mais do que arrecadando e, com algumas mudanças simples, conseguimos reverter isso. Além disso, identificamos que muitos produtores estavam inadimplentes em relação ao pagamento de alvará e isso estava onerando ainda mais a administração, por isso é importante que todos cumpram com suas obrigações para que a feira livre consiga se manter forte e organizada”, finaliza.

uc?export=download&id=0B5eNSletlMHQTkktcjZ4RGJ1XzA&revid=0B5eNSletlMHQL0t3RUtIMmdvVytWdUdhTWg0TDJBTEVBOUJZPQ

Galeria de Imagens: Divulgação

feiralivretl feiralivretl2 feiralivretl3 feiralivretl4 feiralivretl5