Sport ganha do Vitória em Salvador, quebra jejum de nove jogos e deixa a degola

IstoÉ Online com Estadão Conteúdo

Na briga direta contra o rebaixamento, o Sport levou a melhor para cima do Vitória ao vencer por 2 a 1, nesta tarde de quinta-feira, no Barradão, em Salvador, pela 27.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time pernambucano quebrou longo jejum de nove jogos sem vencer na competição, deixou a zona de rebaixamento e conquistou seis posições, da 17.ª para a 11.ª, agora com 33 pontos. O Vitória continua com 32 pontos, em 12.º lugar.

Antes do jogo o Sport mostrava um retrospecto bastante negativo: dono da pior campanha do returno e com apenas um gol marcado nos últimos sete jogos. Coincidentemente, a última vitória do Sport havia acontecido há quase dois meses diante do Bahia, por 3 a 1, também na capital baiana.

O Vitória faz boa campanha de recuperação no segundo turno, mas tem números decepcionantes em casa. Agora, são 14 jogos e apenas dois triunfos em seus domínios, diante de Atlético-MG e Ponte Preta.

Por isso, mesmo na condição de visitante, o Sport começou com mais domínio de bola nesta quinta. A marcação no meio-campo funcionou bem, inclusive com os volantes dando cobertura para os dois laterais. O Vitória iniciou da mesma forma que faz fora de casa, quando fica na defesa para tentar o contra-ataque.

O time baiano ameaçou em uma cobrança de falta na frente da área aos 22 minutos. Fillipe Soutto bateu do lado da barreira e Magrão se esticou para rebater. No minuto seguinte, Diego Souza fez jogada individual e chutou de pé esquerdo, mas o grandalhão Caíque, de 1,98m, caiu no chão e espalmou para escanteio.

Aos 39, o Sport quase marcou. Após cruzamento de Patrick, o atacante André desviou de cabeça e Caíque conseguiu dar um tapa com a mão direita. Melhor em campo, o time visitante finalmente abriu o placar aos 45 minutos, em uma falta bem cobrada por Diego Souza. Na frente da área, ele encobriu a barreira e acertou o ângulo.

No segundo tempo, o Vitória se viu obrigado a adiantar a marcação. Fez pressão no ataque, porém, encontrou o Sport bem fechado na defesa, com a boa proteção dos volantes Anselmo e Patrick. Além disso, abriu espaços para os contra-ataques do visitante.

Desta forma, o Sport ampliou aos 20 minutos. Diego Souza foi lançado pelo lado esquerdo, carregou a bola, invadiu a área e tocou de lado para o complemento de chapa de Lenis. Foi um balde de água para os baianos, que sentiram o golpe.

O técnico Vagner Mancini ainda tentou por o Vitória no ataque com a entrada de Danilinho no lugar do lateral Caique Sá. A pressão surtiu efeito aos 38 minutos, com o colombiano Tréllez. Ele pegou de primeira, da entrada da área, depois da ajeitada de cabeça de Danilinho. Os últimos minutos foram de pressão, mas desta vez a sorte não ajudou. Aos 44 minutos, André Lima ainda fez falta imprudente e foi expulso.

Pela 28.ª rodada, o Vitória vai sair de casa, desta vez para encarar o Santos, na segunda-feira, às 20 horas, no Pacaembu. Já o Sport vai receber o Atlético Mineiro, domingo, às 17 horas, na Ilha do Retiro, no Recife.

FICHA TÉCNICA:

VITÓRIA 1 X 2 SPORT

VITÓRIA – Caíque; Caíque Sá (Danilinho), Ramon, Wallace Reis e Juninho; Fillipe Soutto (Patric), Uillian Correia e Yago; Neilton, Tréllez e David (André Lima). Técnico: Vagner Mancini.

SPORT – Magrão; Raul Prata, Osvaldo Henríquez, Ronaldo Alves e Mena; Anselmo, Wesley (Rodrigo), Patrick e Diego Souza; Osvaldo (Lenis) e André (Juninho). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOLS – Diego Souza, aos 45 minutos do primeiro tempo. Lenis, aos 20, e Tréllez, aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Marcelo Aparecido de Souza (SP).

CARTÕES AMARELOS – Uillian Correia e André Lima (Vitória). Diego Souza e André (Sport).

CARTÃO VERMELHO – André Lima (Vitória).

RENDA – R$ 285.574,00.

PÚBLICO – 15.638 pagantes (17.538 total).

LOCAL – Estádio Barradão, em Salvador (BA).