Presidente do Sistema Famasul solicita apoio ao BB para produtores de MS

 4 HORAS   – Jornal do Estado MS

© Divulgação
O presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Mauricio Saito, solicitou ao superintendente do Banco do Brasil, Gláucio Fernandes, medidas para atenuar a situação financeira dos produtores da pecuária de Mato Grosso do Sul.
A demanda foi feita durante uma reunião realizada nesta quarta-feira (18), na sede da instituição, após o anúncio do JBS em relação às paralisações nos abates das sete plantas frigoríficas no Estado.
“Diante do atual panorama, precisamos de uma flexibilidade nas negociações, uma vez que a empresa responde por 45% dos abates bovinos do Estado. Solicitamos, portanto, a prorrogação dos contratos vincendos vinculados a pecuária de corte”, destacou Saito.
Durante o encontro, Fernandes destacou analisará a demanda ressaltando que “o Banco do Brasil confia nos produtores de Mato Grosso do Sul. Neste momento em que haverá menor liquidez, devido ao atual momento, manteremos a parceria com os produtores efetuando eventuais prorrogações”.
O superintendente esteve com o presidente do Sistema Famasul acompanhado do diretor do Banco do Brasil, Reinaldo Kazufumi, que destacou a possibilidade de alternativas de acesso ao crédito específicas à linha pecuária.
“Temos, também, a tradicional linha de Custeio Pecuário MCR e o Custeio Pecuário LCA, que possibilita a retenção de bovinos e matrizes. São alternativas viáveis para os produtores. Nossa orientação é que procure nossas sedes para que as particularidades sejam analisadas”, destacou o diretor.
ICMS – Ainda na manhã desta quarta-feira (18), Mauricio Saito esteve na Governadoria onde solicitou a redução de 12% para 7% da alíquota do ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços Interestadual – de comercialização de gado em pé para outros estados.
Fonte: ASSECOM