Três Lagoas-MS: Produtores rurais e assentados têm apoio gratuito para regulamentar e adquirir selo do SIM

A diretoria de agronegócio presta todo o suporte para produtores atenderem às exigências da vigilância sanitária e receber o certificado

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA), por meio da Diretoria de Agronegócio, inova mais uma vez e disponibiliza serviços em benefício dos pequenos produtores rurais da região de Três Lagoas.

O departamento está levando orientações e apoio técnico aos sitiantes e assentados que produzem hortifrútis ou alimentos de origem animal para se adequarem às exigências do Serviço de Inspeção Municipal (SIM).

O SIM  é uma certificação necessária para que o produtor possa comercializar seu produto com segurança e dentro das normas municipais.

Na manhã desta terça-feira (15), a equipe da Diretoria de Agronegócio esteve no Assentamento Pontal do Faia auxiliando alguns sitiantes interessados em  aderir ao SIM.

Estiveram no sítio Santo Expedito, para prestar apoio à família de dona Joana dos Anjos Oliveira,  o coordenador de gestão de políticas públicas, Célio Lopes de Barros, a veterinária Andréia Santana e o estagiário em veterinária, Marlon Donegatti.

A família tem um mini laticínio onde produzem queijos, doce de leite pastoso e doce de frutas cristalizadas, garantindo o sustento através da venda desses produtos. Para que esses alimentos possam ser comercializados em atacado e varejo, o selo do SIM é indispensável.

“O intuito da assessoria que fazemos, é levar informação aos pequenos produtores sobre os procedimentos para adequar o local de produção, manejo de animais e derivados conforme exige a Vigilância Sanitária. Nossa equipe presta todo apoio gratuito a esse público, sem contar que o registro do SIM também não tem custo nenhum”, esclarece Célio.

Para o casal Fabiano Marques e Adriana dos Anjos Oliveira, a visita da equipe foi muito importante. “Todas as informações que estamos tendo, são muito úteis para trabalharmos dentro das normas. Com isso, podemos ampliar o mercado e agregar valor aos nossos queijos e doces, já que terão selo de reconhecimento de qualidade e procedência”, salienta o casal.

A veterinária Andréia orienta que todo pequeno produtor que produza e comercialize qualquer tipo de alimento deve se adaptar a esta exigência, para que seu produto possa ter o certificado do SIM. Assim como a família da dona Joana, os produtores rurais terão orientação, apoio técnico profissional e registro gratuitos. Para isso, o sitiante ou assentado pode solicitar uma visita da equipe pelo telefone: (67) 3929-9965.

uc?export=download&id=1_oop1jvTfrZp3lwzn1XncMg2Ewxx05cl&revid=0B5eNSletlMHQSDI2NkhyaERNTFZxL0ZYMnpGUldDbk9XY1pnPQ

Galeria de Imagens: Divulgação