Frio aumenta e deve bater recorde em SP no domingo

Temperatura caiu de 8° a 10°C no estado em 24 horas. Ar polar atua forte nos próximos dias.

A frente fria que virou o tempo em São Paulo no sábado, 19 de maio, provocou chuva forte, muito vento e fez a temperatura despencar. No começo da tarde, os termômetros marcavam, em média, 8°C a 10°C a menos do que no início da tarde da sexta-feira, 18, quando o ar quente ainda predominava sobre São Paulo. Na cidade de São Paulo, o INMET registrou quase 28°C na tarde da sexta-feira e por volta das 14 horas do sábado, mesmo com um solzinho, a temperatura não passava muito dos 21°C.

Domingo frio

O domingo, 20 de maio, será mais frio em todo o estado de São Paulo. O ar polar atua forte o dia todo e mantém a temperatura baixa.  Sensação de frio vai predominar em todas as regiões paulistas, mesmo com a presença do sol.

O dia amanhece frio e com temperatura próxima dos 10°C , e até um pouco abaixo desta marca, no oeste do estado. O vento por vezes moderado e nebulosidade em algumas áreas vão colaborar para aumentar a sensação de frio.

Recorde de frio na capital

Este domingo poderá ser o dia mais frio do ano, até agora, na cidade São Paulo. A expectativa é que ocorra um duplo recorde de frio. Segundo o INMET, a menor temperatura em 2018 em São Paulo, até 9h do dia 19/5/18, foi de 13,8°C no dia 21 de abril. A tarde deste domingo, 20 de maio, poderá ser a mais fria do ano na capital paulista

Mas na segunda-feira, 21, pela primeira vez este ano, a temperatura pode ficar abaixo dos 10°C ao amanhecer na cidade de São Paulo. A última vez que o termômetro atingiu o dígito de 10°C na capital foi em 7 de agosto de 2017, com a marca de 10,3°C. A menor temperatura em 2017 foi de 7,9°C, em 18 e 19 de julho.

Se considerarmos só o mês de maio, a última vez que a temperatura atingiu a marca de  10°C ou menos na cidade de São Paulo foi em 24 de maio de 2016, quando a mínima foi de 9,5°C. Em maio de 2017, a menor temperatura registrada pelo Instituto Nacional de Meteorologia em São Paulo foi de 13,4°C.

Névoa e nevoeiro

Várias regiões do estado pode amanhecer o domingo com problemas de má visibilidade por causa de uma névoa forte e até de nevoeiro. O resfriamento acentuado do ar é um dos principais fatores meteorológicos que possibilitam a formação destes fenômenos.

Foto: Foto de Diogo Souza, Campos do Jordão (SP) / Climatempo

Dias frios

A próxima semana será marcada por noites e manhãs frias no estado de São Paulo . Nos dias 21 e 22 de maio , segunda e terça-feira, praticamente todo estado de São Paulo deve amanhecer com temperatura abaixo ou pouco acima dos 10°C, incluindo a capital. Até mesmo o litoral deve ter temperaturas em torno dos 10°C. Estes dois dias devem ser os mais frios do ano, até agora , na maioria das regiões paulistas. Vai ser o primeiro frio intenso do outono-inverno, até agora, e muita gente vai ter dificuldade para sair da cama para trabalhar ou ir para a escola.

A partir de quarta-feira, 23 de maio, a sensação de frio diminui à tarde, mas continua à noite e ao amanhecer. Outra massa de ar polar forte vai influenciar São Paulo no fim da próxima semana e reforça o frio sobre o estado .

Geada

O frio será intenso ao amanhecer dos dias 21 e 22 de maio em todo o estado de São Paulo. O sul do estado e a serra da Mantiqueira devem registrar temperaturas iguais e abaixo de 5,0°C e por isso não se pode descartar a chance de geada . A geada que ocorrer deve ser de fraca intensidade, mas o resfriamento acentuado será prejudicial para os bananais do Vale do Ribeira.

Ressaca

Um ciclone extratropical se forma no litoral da Região Sul e entre o domingo, 20, e a terça-feira, 22, vai provocar vento forte no mar, entre o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro. Isto vai deixar o mar bastante agitado também no litoral de São Paulo. A agitação marítima começa a aumentar no domingo. Na segunda, 21, e na terça-feira, 22 de maio, há risco de ressaca, com ondas 2,0 a 3,0 metros.

Climatempo