Camila Giannella conquista o segundo lugar no GFNY Brasil em Conservatória (RJ)

Header
Siga-nos ... Siga-nos ... Siga-nos ... Website ... Entre em contato ... Segunda-feira, 06 de agosto do ano 2018

Também no Estado do Rio de Janeiro, Giuliana Morgen fatura a 1ª Copa Imperial de MTB, em Petrópolis

São Paulo, (SP) – Pelo segundo ano consecutivo contando com a realização do Suporte Neutro da Shimano, o GFNY Brasil ocorreu neste domingo (5), em Conservatória, no interior do Rio de Janeiro. Na disputa da distância completa, a de 158,4 km e 2.832 m de altimetria acumulada, o Shimano Sports Team esteve representado no pódio geral feminino, com o vice-campeonato de Camila Giannella (LuluFive Team). Camila completou o percurso 2min13 atrás da vencedora, Victória Martins Reimali, com o tempo de 4h51min19. O top 3 do pódio teve ainda Daniela Genovesi, em 4h51min45.

“Estou super feliz, porque participar de provas de granfondo é um grande desafio, além de ser um estilo de competição que me agrada muito. Neste ano me inscrevi em três GFNY. No do Uruguai, que foi cancelado por conta de más condições climáticas, em Nova Iorque (EUA) meu pneu furou e não consegui repetir o pódio de 2017, quando fui terceira colocada, mesma colocação obtida na temporada passada no GFNY Brasil”, relembrou Camilinha. “Brinquei dizendo que estava com a prova deste último fim de semana entalada na garganta, porque queria ir bem. Assim, cheguei confiante, mas sabia do alto nível das adversárias. E com certeza, treinar e competir com o medidor de potência Dura Ace da Shimano ajudou bastante”, contou.

“No decorrer da prova achei, em determinado momento, que não teria o resultado que eu gostaria, mas infelizmente teve um acidente e duas meninas saíram da prova. Depois disso, comecei a acreditar. Consegui chegar no pelotão da frente, num ritmo forte. Administrei e no final deu certo. Em provas longas, tudo tem que encaixar. São vários fatores envolvidos, como a tomada de decisões de escolher a hora certa de fazer força. Me encaixei em pelotões com atletas fortes fisicamente e com boa performance. Perto do fim, me desvencilhei de algumas adversárias e subi a Serra da Beleza de forma agressiva. Nos quilômetros finais fiz muita força”, finalizou Giannella.

Também subiram no pódio outras duas ciclistas da equipe LuluFive Team. Erika Soares conquistou a primeira colocação na categoria de idades entre 18 e 39 anos e Gisele Gasparoto foi a terceira nas duplas mistas sub-90 (soma das idades do time não pode atingir 90 anos), competindo ao lado de Vitor Medrado.

O apoio à equipe e assessoria esportiva LuluFive é uma das principais apostas da Shimano nesta temporada para motivar mais mulheres a praticarem o ciclismo. Trata-se de uma referência para um público que vem crescendo muito nos últimos anos, de mulheres praticando ciclismo de estrada. O objetivo da marca japonesa é de reforçar a equipe, influenciar e inspirar mais mulheres e apresentar produtos como o medidor de potência FC-R9100-P, presente na bike das quatro atletas da equipe, assim como o grupo e rodas Dura-Ace da Shimano.

Copa Imperial de MTB – O município de Petrópolis, na região Serrana do Rio de Janeiro, foi sede neste domingo da primeira edição da Copa Imperial de Mountain Bike, disputa de XCM, que contou com percursos de 50 e 25 km. Na prova de maior duração, o título ficou com a atleta local Giuliana Morgen (Sense Factory Racing), integrante do Shimano Sports Team. Além de vencer a disputa feminina, Giugiu também foi destaque na classificação geral, ao completar a prova na sétima colocação.

Espaço das mulheres – A Shimano dá destaque especial a suas atletas, com releases, postagens em mídias sociais, eventos, entre outras ações de comunicação específica para o público feminino. O objetivo é difundir ainda mais o ciclismo feminino e dar atenção às ciclistas que crescem em quantidade e nível de profissionalismo a cada temporada.

Novidades Shimano – Em 2018, a Shimano fez o lançamento do tradicional grupo de ciclismo de estrada 105 R7000, totalmente remodelado: são novas tecnologias herdadas do Dura-Ace, alavancas de STI adequadas para mãos menores (de mulheres por exemplo) e freio a disco hidráulico – finalmente regulamentado pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). Vale destacar que o ciclismo de estrada é uma modalidade bastante praticada por atletas de MTB, como complemento aos treinos.

Também neste ano, a marca lançou o XTR M9100 e atendeu o pedido dos fãs com a configuração de 12 velocidades, trazendo muitas outras inovações. O grupo apresenta um cassete totalmente inovador com pinhões de amplo alcance de 10-45D ou 10-51D, freios com 2 ou 4 pistões, e um novo cubo com a nova tecnologia Shimano Micro Spline. Um novo projeto de configuração de freios e alavancas, que permite ao ciclista posicionar seus comandos, incluindo a alavanca de canote retrátil de selim “dropper post” XTR, em uma situação otimizada para máximo conforto e acionamento rápido.

Mais informações no site: bike.shimano.com.br
Twitter:@shimanobrasil
Fanpages no Facebook: https://www.facebook.com/ShimanomtbBrasil/
https://www.facebook.com/ShimanoroadBrasil/
Instagram: www.instagram.com/ShimanoBrasil

Site: www.zdl.com.br
Facebook: www.facebook.com/ZDLSports
Instagram: www.instagram.com/zdlsports
Twitter: www.twitter.com/ZDLcomunica

Pódio geral feminino no GFNY Brasil (Divulgação)

Pódio geral feminino no GFNY Brasil (Divulgação)
Alta  | Web

Pódio feminino 18-39 anos no GFNY Brasil (Divulgação)

Pódio feminino 18-39 anos no GFNY Brasil (Divulgação)
Alta  | Web

Pódio dupla sub-90 no GFNY Brasil (Divulgação)

Pódio dupla sub-90 no GFNY Brasil (Divulgação)
Alta  | Web

Giuliana Morgen (Pedro Cury / PedroCury.com)

Giuliana Morgen (Pedro Cury / PedroCury.com)
Alta  | Web