Para Longen, eleições deste domingo não podem frear retomada do crescimento do Brasil

Ao analisar os números positivos das exportações de industrializados de Mato Grosso do Sul, que já somam US$ 2,35 bilhões de janeiro a agosto deste ano, e da geração de empregos pelo setor industrial no Estado, que no mesmo período registra saldo positivo de 2.064 novos postos de trabalho, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, aproveitou para lembrar aos eleitores que vão às urnas neste domingo (07/10) que a retomada do crescimento da economia brasileira não pode parar em razão das eleições.

“Em primeiro lugar, o eleitor tem de pensar no voto para o bem do Brasil e, depois, na condição do Estado, que tem atualmente uma política muito transparente, quando se fala em geração de empregos e atração de novas empresas. É uma política que precisamos manter, pois é séria e permite a retomada do nosso desenvolvimento”, pontuou Sérgio Longen, completando que o cenário de recuperação da economia brasileira já vem acontecendo.

“Quando você tem os números oficiais que mostram que a atividade industrial vem se recuperando, temos de comemorar, mas as pessoas ainda estão muito pessimistas em relação à retomada do crescimento porque sempre imaginam um salto de 0 a 100 em pouco tempo. A recuperação da nossa economia é lenta em razão dos gastos públicos, entendo que o Brasil vai voltar a crescer, tenho confiança que o País vai retomar o desenvolvimento e o brasileiro tem, inclusive, uma oportunidade grande de contribuir com isso ao decidir neste domingo de que forma quer essa recuperação: truculenta ou democrática?”, questionou o empresário.

Ele salienta que nessas eleições é preciso passar credibilidade para o resto do mundo. “É época de o Brasil mostrar que tem crédito, hora de mostrar que está maduro e que tem condições de avançar com as políticas de desenvolvimento. Portanto, domingo é o dia da democracia e nós temos essa grande oportunidade de mudar o Brasil e, em Mato Grosso do Sul, é da mesma forma: que Estado queremos? Precisamos continuar com as políticas de crescimento do setor industrial, que deve ter números ainda mais positivos até o fim deste ano. Sei que é um trabalho duro e constante, mas que, com certeza, nós acreditamos e vamos continuar insistindo”, afirmou.

O presidente da Fiems reforça que o brasileiro precisa analisar muito bem em que vai votar para presidente, para governador, para senadores e deputados federais e estaduais. “Aquele brasileiro que está revoltado com a política, precisa entender que, neste momento, é necessário repensar a sua condição de simplesmente negar o seu voto pensando que com isso vai resolver o problema. O alerta é muito claro: com esse gesto, ele vai criar um problema ainda maior para o Brasil”, destacou.

Sérgio Longen acrescenta que é o brasileiro precisa entender que o País precisa dele agora. “O Brasil precisa espantar de vez as sombras do passado que fizeram com que o País se encontre hoje nessa condição de desemprego pleno. Foram as políticas populistas do passado que fizeram com que o nosso Brasil esteja nesta situação”, lembrou, esperando que o eleitor leve tudo isso em consideração na hora de confirmar o seu voto.

Leia mais no site www.fiems.com.br ou pelo link http://www.fiems.com.br/noticias/para-longen-eleicoes-deste-domingo-nao-podem-frear-retomada-do-crescimento-do-brasil/27323

Sistema FIEMS