Saúde do Trabalhador intensifica plano de redução de acidentes por queimaduras oculares em Três Lagoas

Plano deverá ser executado até junho, como prevê nova etapa do concurso, conquistado em 2018

A equipe do Setor de Vigilância em Saúde do Trabalhador do Departamento de Vigilância em Saúde e Saneamento da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, a partir da conquista do “Prêmio de Incentivo à Promoção, Prevenção, Proteção e Vigilância em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora”, vem intensificando plano de ações para redução de acidentes ocupacionais por queimaduras oculares.

O prêmio de um veículo WV Gol, novo, adesivado e equipado, avaliado na época em mais de R$ 40 mil, foi conquistado em junho de 2018 e promovido pela Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul, por meio da Superintendência Geral da Vigilância em Saúde e Coordenadoria Estadual em Saúde do Trabalhador.

Representando a microrregião de Três Lagoas, participou do concurso e foi um dos vencedores o trabalho da professora de Educação Física e técnica do Setor de Vigilância em Saúde do Trabalhador, Darlene Heloísa Ferrari Ruiz; e da psicóloga e também técnica em Vigilância em Saúde do Trabalhador, Luciana Assi de Lima.

Seguindo as regras e etapas estabelecidas no Concurso, foi elaborado “o Diagnóstico Situacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora de Três Lagoas”, informaram as servidoras da Saúde.

Conforme revelou esse “diagnóstico”, um trabalho de 64 páginas, os principais acidentes de trabalho que resultaram em prejuízos para a saúde do trabalhador de Três Lagoas são traumas oculares, provocados por queimaduras por solda, queimaduras químicas e queimaduras por fagulhas.

A segunda etapa, como também já previa o regulamento do concurso, “é a elaboração de um plano de ação de implantação ou implementação de promoção, prevenção, proteção e vigilância em saúde do trabalhador e da trabalhadora”.

EXECUÇÃO DO PLANO

A execução desse plano, como informaram as técnicas da Vigilância em Saúde do Trabalhador, começou a ser trabalhado, a partir de julho de 2018 e deverá estender-se até junho de 2019.

Entre essas ações, como informaram Darlene e Luciana, foi realizado treinamento direcionado aos profissionais das Unidades Notificadoras sobre o “Organograma para Notificação Compulsória de ATG” – Acidente de Trabalho Grave.

Em novembro de 2018, houve treinamento de toda a equipe de Vigilância em Saúde do Trabalhador e, em dezembro, o mesmo treinamento foi direcionado aos coordenadores e coordenadoras de Unidades Básicas de Saúde, Clínicas e integrantes do NASF (Núcleo de Apoio à Saúde da Família).

Esse mesmo treinamento já foi também disponibilizado às equipes do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e à equipe do SESMT (Serviços Especializados de Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho) da Prefeitura de Três Lagoas.

Ainda antes do recesso de final de ano, em 13 de dezembro de 2018, a equipe do Setor de Vigilância em Saúde do Trabalhador expôs o andamento das etapas do Prêmio de Incentivo e o prosseguimento das ações do Plano à Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador (CIST).

Todas essas ações já realizadas começaram c tiveram seu fundamento na elaboração de uma “Recomendação para Definição dos Casos de Queimaduras Graves para fim de Notificação Compulsória de Acidentes de Trabalho Grave – ATG”, explicou Darlene.

Essa “Recomendação” foi elaborada e construída em conjunto com uma equipe multidisciplinar, “formada por profissionais médicos dermatologistas, cirurgião plástico, oftalmologistas, médicos do trabalho e coordenadores de unidades de atendimento de urgência e emergência, entre outros profissionais da rede pública e particular de Saúde “, informaram as servidoras da equipe de Vigilância em Saúde do Trabalhador.

Asc | PTL’s