Agora é o momento de trocar de emprego?

Especialista da Randstad aponta que mudar apenas por mudar pode ser armadilha para a carreira e dá dicas para fazer a transição com segurança

Com o início do ano, muitas pessoas fizeram resoluções para 2019: juntar dinheiro para comprar o tão desejado carro, viajar para um lugar exótico, fazer novas amizades e até mudar de emprego. Mas algumas dessas metas não são fáceis, e trocar de emprego é uma delas! “As expectativas do mercado são positivas e o momento de euforia pode levar a decisões por impulso. É importante ter calma para não trocar de emprego simplesmente por trocar”, explica Ricardo Fazanaro, gerente de carreiras da Randstad.

Antes  de fazer um movimento profissional, é necessário estabelecer um plano de carreira, considerando curto, médio e longo prazo. “O  profissional precisa ter seus objetivos em mente, sabendo onde está e onde quer chegar. Desta forma, será muito mais simples avaliar se uma oportunidade irá ajudar a alcançar suas metas”, explica o especialista.

Depois de definir as metas profissionais, a primeira coisa que deve ser feita é  conversar com o seu gestor direto, para alinhar expectativas e objetivos dos dois lados. Muitas vezes ficamos preocupados em falar com o RH, mas é o gestor quem define o seu futuro na empresa. Se vocês estiverem muito  desalinhados, procure entender quais são as possibilidades de melhoria e os caminhos para isso.

Antes de procurar novas oportunidades é importante avaliar as possibilidades que sua empresa pode oferecer: “Como alternativa à troca de emprego, você pode pleitear uma promoção, mudar de departamento ou liderar um projeto  fora da sua área”, explica Fazanaro, lembrando que negociação é a palavra-chave para o sucesso.

Porém, se você realmente não enxerga mais possibilidades de desenvolvimento em sua atual empresa possivelmente é o momento de começar a procurar um emprego. Mas o especialista alerta: não dispare currículos indefinidamente. “Procure com cautela para encontrar boas propostas e entender quais não estão alinhadas com seus objetivos. As melhores oportunidades surgem quando o profissional não está desesperado, pois ele tem clareza para avaliar as possibilidades”, explica.

Como última dica, Fazanaro diz que durante o processo de seleção, o mais importante é não falar mal da atual empresa, pois pode ser referência negativa sobre você para o entrevistador.

Sobre a  Randstad

A Randstad é líder global em soluções de Recursos Humanos, presente em 39 países e com 4.452 escritórios distribuídos pelos cinco continentes do mundo. A corporação emprega cerca de 33 mil colaboradores em seus países de operação. Com posicionamento inovador focado em tecnologia, a empresa está no Brasil com 21 filiais localizadas em todas as regiões do país, desenvolvendo serviços especializados para o mercado nacional, como: recrutamento & seleção; recrutamento especializado; outplacement; gestão do talento temporário; gestão integrada do talento alocado, assessment, RPO e Outsourcing. Pelo segundo ano consecutivo, a Randstad foi listada no Dow Jones de Sustentabilidade como referência em sua área. A empresa é listada na Bolsa de Valores NYSE Euronext.

Informações para a Imprensa
JeffreyGroup Brasil – randstad@jeffreygroup.com

Gisele Barata – (11) 3185-0872
Beatriz Garcia – (11) 3185-0881