Comlurb coleta mais de 11 toneladas de lixo nos blocos de rua no Rio

Publicado em 17/02/2019 – 18:35

Por Nielmar Oliveira – Repórter da Agência Brasil

A Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) coletou 11,1 toneladas de lixo deixado pelos milhares de foliões que desfilaram nos 15 blocos que o órgão atuou.

Segundo a companhia, foram montadas equipes com 165 garis e 32 agentes de limpeza urbana. Somente no Imprensa Que Eu Gamo, que desfilou em Laranjeiras, na zona sul da cidade, foi coletada 1 tonelada de resíduos.

A Banda de Ipanema, um dos mais tradicionais blocos do carnaval do Rio, foi a que mais lixo deixou pelo caminho: 5,2 toneladas. Primeiro Amor, em São Conrado, chegou a 2,1 toneladas. Já o Desliga da Justiça, na Gávea, e o Spanta Neném, na Lagoa, acumularam, cada um, meia tonelada.

A Comlurb iniciou nesse sábado (16) a Operação Carnaval 2019 com o objetivo de coletar resíduos na passagem dos blocos de rua durante todo o período momesco.

Lixo Zero

Paralelamente a Operação Carnaval, a Comlurb colocou nas ruas as equipes do Lixo Zero, com o objetivo de coibir ações e atitudes irregulares por parte dos foliões na passagem dos blocos de rua.

As duas principais infrações neste período são o descarte irregular de pequenos resíduos, como jogar no chão papel de bala ou palito e embalagens de sorvete, garrafas PET e latinhas de alumínio.

Nesses casos o infrator pode pagar multa de R$ 205,60. Já para os foliões flagrados urinando em vias públicas, o valor é R$ 563,30.

Foram registradas até as 17h30 de sábado, 80 infrações por urinar em vias públicas e 33 para o descarte de pequenos resíduos no chão.

Edição: Talita Cavalcante