Castramóvel ficará mais uma semana na Vila Piloto e depois atenderá na região dos ranchos do Sucuriú

Equipe estará na Pousada do Sucuriú, no período de 25 a 29 de março, em atenção aos donos de ranchos e trabalhadores, que residem nessa região

A equipe do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Diretoria de Vigilância em Saúde e Saneamento da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, responsável pelo Castramóvel e coordenada pelo médico veterinário Everton Ottoni, permanecerá até dia 22 (sexta-feira), no pátio da Escola Municipal Professora “Maria de Lourdes Lopes”, na Vila Piloto.

Em seguida, como informou Ottoni, atendendo ao pedido da Associação das Mães Unidas, a equipe irá para a Pousada do Sucuriú, na região dos ranchos às margens do rio, onde deverá permanecer no período de 25 a 29 de março.

“Escolhemos esse local, porque ali já se encontra instalada a unidade móvel de atendimento à saúde bucal, o Trailer Odontológico, e a Pousada do Sucuriú oferece gentilmente todas as condições favoráveis ao nosso trabalho”, observou Ottoni.

Na Vila Piloto, desde o dia 25 de fevereiro até esta sexta-feira (15), haviam sido castrados mais de 80 animais de estimação, entre cães e gatos.

Pelos resultados verificados, a população vem aplaudindo positivamente a iniciativa da Prefeitura de Três Lagoas pela implantação deste serviço público de atenção à saúde animal.

“É muito bom e só tenho ouvido elogios das minhas vizinhas e amigas que também têm cães e gatos”, comentou Waldomira Fagundes Lima, moradora no Jardim Alvorada. Ela aguardava passar o efeito da anestesia em seu cachorro “um cão malhado de raça desconhecida, mas muito querido por toda a família”, disse Waldomira. “Fiquei sabendo deste serviço pela amiga de minha filha que trabalha no CCZ”, completou.

“Meu cachorro, um mestiço de dálmata com americano, em quatro anos de vida, deve ter, pelo menos uns 30 filhos jogados no mundo, por aí. Na última ninhada, do cruzamento com uma cachorra da minha rua, nasceram oito filhotes, que estão por lá, aguardando adoção”, contou Maria Aparecida Biffi Santana, sorrindo e acariciando o seu cão, já castrado, mas ainda sob o efeito da anestesia.

“Junto com a campanha da importância da posse responsável, este serviço é muito bom e a equipe atende muito bem a gente”, observou Maria Aparecida, que reside no Condomínio Bosque das Araras.

“Eu tinha mais um cão para ser castrado, mas o coitado, no dia que era para eu trazê-lo aqui, fugiu de casa e foi atropelado. Graças a Deus está se recuperando bem’, contou emocionada Maria Aparecida, como estivesse falando de um filho.

Na equipe do Castramóvel, muito elogiada pelos donos de cães e gatos, junto com o médico veterinário Everton Otonni, trabalha um grupo de estagiários do Curso de Medicina Veterinária das Faculdades Integradas AEMS de Três Lagoas.