Cassems realiza oficina de Arteterapia para mulheres em tratamento contra o câncer nesta quarta-feira


Para esta edição da oficina, as participantes irão produzir caixas de MDF
Na próxima quarta-feira (17), às 9h, a Cassems realiza, na Clínica da Família, mais uma oficina de Arteterapia para mulheres em tratamento contra o câncer. A atividade é conduzida pela equipe da diretoria de Assistência à Saúde, com assistente social, psicóloga e uma terapeuta ocupacional que conduz a produção dos artesanatos. O objetivo da ação é promover a socialização entre as pacientes, autoestima e despertar de novas habilidades.
A terapeuta ocupacional, Elizângela de Carvalho Silva, ressalta a importância de atividades que despertem sentimentos positivos nas pacientes. Para a terapeuta, o propósito é tirar o foco da dificuldade ocasionada pela doença. “É uma forma de descontraírem, elas chegam desmotivadas e saem com a certeza de que podem muito mais”.
A paciente Maria Rosa Paulino de Souza está em tratamento no Hospital da Cassems e participou da oficina de Arteterapia. “Eu fiz uma caixinha que vou reproduzir em casa para presentear as pessoas que me ajudam no tratamento”. Maria Rosa explica que possui apoio familiar, mas sente falta de pessoas que entendem a sua terapia. “Esses encontros engrandecem e fortalecem, faz com que a gente se sinta mais leve pois temos a oportunidade de conviver com outras pessoas que passaram pelo que eu estou passando”.
A coordenadora da Assistência Social na Cassems, Solene Lopes, aponta que as ações realizadas para pacientes da Oncologia são feitas mensalmente com cerca de 30 a 40 pacientes com câncer de mama. “Tudo o que estamos desenvolvendo é de acordo com as sugestões delas. Tivemos uma roda de conversa e as maiores necessidades era a nutrição e a recreação, então fizemos a ‘Cozinha Experimental’ e a Arteterapia”.
Câncer de Mama
Vários estudos demonstram que, se diagnosticado em fase inicial, o câncer é curado e a qualidade de vida da mulher se diferencia em relação às que foram diagnosticadas em estágio avançado. O câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres, no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca).
Os números da incidência de câncer no país, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), continuam alarmantes. A pesquisa ponta que a expectativa é que 1,2 milhão novos casos surjam entre 2018 e 2019. O câncer de mama é relativamente raro antes dos 35 anos, porém, acima dessa idade, a sua incidência cresce progressivamente, principalmente depois dos 50 anos.
Assessoria de Comunicação Cassems
Rua Antônio Maria Coelho, 6065 – Vivendas do Bosque – Campo Grande/MS
Fone: 67 3309-5365 / 9 9983-3869 / 9 9974-0628