Cresce a troca de fatura online após o expediente

2 de maio de 2019 0 Por daniel

(Em uma amostragem com 16 mil transações, 2,5 mil recebíveis foram negociados após o fechamento dos bancos)

A WEEL, primeira fintech de negociações online de duplicatas para a liberação de capital de giro, está registrando um crescente movimento de transações em sua plataforma em horários alternativos, após o expediente bancário, e até em domingos e feriados. 

A WEEL credita este fenômeno, em parte, ao maior tempo disponível dos profissionais de administração e contabilidade para a realização dessas tarefas após o fechamento dos bancos. E, além disto, ao interesse em garantir a obtenção do capital líquido desejado já nas primeiras horas do dia seguinte às operações.

De acordo com o levantamento da WEEL, em uma amostragem mensal com cerca de 16 mil transações de antecipação envolvendo 2,6 mil empresas, cerca de 2,5 mil faturas (ou 16% do total) foram negociadas pelas empresas após as 16 horas. “Desde o início das nossas operações em 2016, ficou clara a grande utilização da plataforma em horários alternativos, mas os volumes negociados e as quantidades de transações realizados nessas condições são cada vez mais expressivos”, afirma Simcha Neumark, fundador e CEO da WEEL. 

Na avaliação do executivo, o avanço dos bancos digitais e das fintechs com funcionamento 24×7, como é o caso da WEEL, já está promovendo maior sintonia entre o sistema financeiro e os profissionais da geração millenium, que não são adeptos de horários rígidos.  

A plataforma de negociações de recebíveis da WEEL propõe um modelo de acesso a capital de giro através da antecipação de receitas expressas em notas fiscais eletrônicas a vencer. Além das milhares de operações efetivamente concluídas, as empresas clientes da WEEL registram na plataforma um volume muito maior de notas fiscais online. Com isto, elas obtêm uma planilha online com cotação individualizada de cada uma dessas faturas, podendo então optar pela transação mais vantajosa, ou simplesmente não antecipar nenhuma das notas.

Diferentes do empréstimo ou financiamento bancário, as transações com recebíveis na WEEL não trabalham com juros ou encargos tabelados e estabelecem um pequeno percentual de administração de risco que resulta principalmente da avaliação do potencial de adimplência do cliente (sacado) contra o qual a nota é emitida. A WEEL utiliza também um sistema de inteligência artificial que cruza dados fiscais, financeiros e de mercado de 15 mil pontos na nuvem para definir a cotação de cada título. 

Com esta tecnologia, a WEEL reduziu para menos de 1% a taxa de inadimplência em suas operações e consegue oferecer capital de giro para as empresas em uma questão de minutos.   Sobre a WEEL Com escritório em São Paulo, a WEEL mantém um laboratório de inteligência artificial e tecnologia operacional em Israel, cuja equipe é composta por cientistas de dados egressos de instituições como MIT, American Express e universidades de ponta de Israel, Europa e EUA. Seu centro de P&D dedica-se ao desenvolvimento de algoritmos de risco, aprendizado profundo de máquina e análise de big data aplicada à análise, seleção, validação e precificação dinâmica de recebíveis.  Iniciada em 2016, a WEEL utiliza estas tecnologias para produzir ofertas de financiamento instantâneas para as PMEs brasileiras através de uma interface gratuita e intuitiva. A WEEL firmou parcerias estratégicas com empresas de software de gestão que abrangem milhares de usuários empresariais em todos os segmentos da indústria, incluindo SAP Business One, Omie, ERPFlex e Arquivei. Atualmente, a WEEL tem mais de R$ 640 milhões (aproximadamente US $ 160 milhões) em faturas registradas em sua plataforma e continua a crescer mais de 30% mês a mês desde sua criação.  “Pela opção eletrônica de esteira operacional e de análise e validação, podemos individualizar a seleção de cada recebível, de forma escalável, gerando condições dinâmicas de acesso e preço competitivo. Trata-se de um benefício especialmente expressivo para as PMEs, que se viam desassistidas diante das dificuldades impostas pelo processo tradicional, além de seus altos custos”, afirma o diretor geral da WEEL no Brasil, Carlos Guidi.  Com isso, complementa o diretor, “contribuímos com a evolução do ambiente de negócios no Brasil, pois atuamos na inclusão financeira, propiciando acesso e redução dos custos de financiamento, fomentando o crescimento e a sustentabilidade dos negócios”. Com este conjunto de vantagens para as PMEs, a WEEL planeja crescer exponencialmente no mercado brasileiro nos próximos três anos e, já ao final de 2019, iniciar sua expansão global, começando a operar no México e Chile.

Fn | Press Consult,.