Especialista do Hospital Sepaco alerta sobre saúde das cordas vocais

Cerca de 70% da população brasileira ativa é formada por profissionais da voz, como professores, atores, músicos entre outros, fato que comprova, segundo o especialista, a necessidade de conscientizar a sociedade sobre o cuidado efetivo da saúde vocal e o uso correto desta ferramenta de comunicação.

O Dr. Paulo Lazarini, otorrinolaringologista do Hospital Sepaco, chama a atenção da população sobre a importância de estar atento a qualquer alteração que ocorra na voz. É fundamental perceber os sinais de alerta das cordas vocais para prevenir algumas doenças, principalmente o câncer de laringe, que ainda figura na lista dos principais do país.

Muitas vezes, as pessoas que costumam ficar roucas não procuram ajuda médica e optam por fazer uso de mel, gengibre ou xaropes. “Mas o que elas precisam entender é que isso já pode ser um sintoma de que algo está errado no organismo e essas receitas caseiras apenas mascaram os sintomas e não curam”, avalia o otorrinolaringologista.

A voz é o som básico produzido pela laringe, por meio da vibração das cordas vocais e, quando apresentam algum distúrbio, o indivíduo pode ter a voz alterada, comprometendo sua fala e comunicação. A disfonia pode manifestar-se na forma de dificuldade em manter a voz, cansaço ao falar, rouquidão, falta de volume e projeção, perda da eficiência vocal e pouca resistência ao falar.

Segundo o Dr. Paulo, existem algumas medidas que podem ajudar a manter a saúde da voz, entre elas estão ingerir bastante água durante o dia, evitar a automedicação e soluções caseiras, fazer repouso da voz após muito tempo de fala, além de manter uma postura correta da cabeça e do corpo durante uma conversa. Porém, a dica primordial do médico é a PREVENÇÃO: ficar atento às variações da voz e buscar ajuda de um especialista o quanto antes, pois o diagnóstico precoce possibilita um tratamento mais adequado e rápido.

Sobre o Sistema Sepaco de Saúde O Sepaco, fundado em 1956, inicialmente para atender o setor papeleiro, transformou-se em um Sistema Integrado de Saúde, agregando hospital e operadora de saúde de autogestão. Pioneiro no controle de infecção hospitalar no Brasil, o Hospital Sepaco atualmente atende operadoras de saúde, assim como clientes particulares. Focado em alta complexidade e pediatria, o hospital está localizado na Vila Mariana, São Paulo, e possui 242 leitos, sendo 82 de UTI (40 para adultos e 25 Neonatais e 17 Pediátricos), um corpo clínico com alta qualidade profissional e modernos equipamentos para diagnósticos, como tomografia, ressonância magnética, hemodinâmica e uma área própria para oncologia. Para realização de pequenas cirurgias, com alta no mesmo dia, a instituição oferece ainda o Hospital Dia Sepaco, na região do Jardim Paulista, São Paulo/SP. Acesse: www.sepaco.org.br Facebook: www.facebook.com/hospitalsepaco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *