Polícia Militar Ambiental da Capital autua paulista em R$ 135 mil por desmatamento de vegetação nativa e exploração ilegal de madeira

Polícia Militar Ambiental da Capital autua paulista em R$ 135 mil por desmatamento de vegetação nativa e exploração ilegal de madeira

17 de julho de 2019 0 Por daniel

Campo Grande, (MS) – Uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Campo Grande recebeu denúncias de desmatamento e exploração de madeira em duas propriedades rurais pertencentes ao mesmo proprietário nos municípios de Porto Murtinho e Jardim e confirmou a denúncia. As vistorias aconteceram ontem (15), quando os Policiais verificaram na propriedade rural de Porto Murtinho o desmatamento de 18,7 hectares, bem como a derrubada de 53 árvores nativas de grande porte da espécie aroeira para a exploração de madeira, tudo sem autorização ambiental.

Na vistoria de outra área na propriedade do município de Jardim, os Policiais verificaram o desmatamento ilegal de 21,8 hectares e a derrubada de árvores nativas de grande porte de várias espécies para exploração da madeira, em uma área de 113 hectares. As atividades foram interditadas e as madeiras nas duas propriedades foram apreendidas.  

O gerente das fazendas afirmaram não haver documentação ambiental para a atividade realizada. Os Policiais identificaram o proprietário, residente em Jaguariuna (SP) e o autuaram administrativamente, aplicando multa de R$ 135.300,00. O autuado também responderá por crime ambiental de desmatamento que prevê pena de três a seis meses de detenção e por exploração ilegal de madeira com pena prevista de seis meses a um ano de detenção. Além disso, ele foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

Polícia Militar Ambiental