Curso de Entrevista na Atividade de Inteligência capacita profissionais da segurança pública

Curso de Entrevista na Atividade de Inteligência capacita profissionais da segurança pública

23 de julho de 2019 0 Por raysantos

Campo Grande (MS) – Profissionais da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) de Mato Grosso do Sul e de outros dez estados da Federação – Distrito Federal, Alagoas, Bahia, Mato Grosso, Paraná, Piauí, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Sergipe – participam da 2ª edição do Curso de Entrevista na Atividade de Inteligência, da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI/MJS).

As instruções que seguem até sexta-feira (27.7), estão sendo realizadas nas dependências da Academia de Polícia Civil do Estado (Acadepol), sob a coordenação da Superintendência de Inteligência da Sejusp e visa capacitar profissionais da área de inteligência por meio de uma conversação para obter dados, incutir informação e influir sobre conduta.

Durante a abertura do curso, realizada nesta segunda-feira (22.7), o titular da Sejusp, Antonio Carlos Videira, destacou a importância da integração entre as áreas de inteligência das forças de segurança estaduais e federais para o sucesso das ações. “Treinamentos como esse, além de capacitar o nosso servidor, também possibilita troca de experiências entre os órgãos e a formação de novas parcerias”, enfatizou.

Já representante da SEOPI, Alessandro Gonçalves Barreto, destacou que a previsão do Ministério da Justiça e Segurança Pública para o ano de 2019 é realizar 56 capacitações, sendo 11 com a Embaixada Americana. “O policial precisa se aprimorar constantemente, e esse curso de entrevista vem contribuir com as atividades do dia a dia, uma vez que estamos na era digital e a informação é muito rápida causando dificuldades até mesmo para distinguir o que é verdade ou mentira”, pontuou.

O superintendente de Inteligência da Sejusp, Antonio Carlos Costa Mayer, agradeceu o secretário pelo apoio que tem dado à área de inteligência, que tem proporcionado avanços significativos. “Mato Grosso do Sul tem feito o dever de casa não só em relação a redução dos índices de criminalidade e o número de apreensões de drogas, mas também tem sido referência na transposição de dados para o Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material Genético, de Digitais e de Drogas (Sinesp), atualmente são aproximadamente três milhões de boletins de ocorrências que já foram migrados”.

O treinamento de 40 horas/aulas, prevê o estudo de disciplinas de: Fundamentos de Operações de Inteligência, Estória de Cobertura, Análise Comportamental para Entrevista e Entrevista. Cerca de 40 profissionais participam desta capacitação, incluindo agentes da Polícia Militar, da Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Federal, Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), entre outros.

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp)