Melo e Kubot estão na segunda rodada do US Open

Melo e Kubot estão na segunda rodada do US Open

2 de setembro de 2019 0 Por daniel

Com o mesmo ritmo e confiança da conquista do título em Winston-Salem, dupla – vice-campeã do ano passado e cabeça de chave número 2 – comemorou nesta sexta-feira (30) a vitória diante de Molchanov e Sitak para avançar no Grand Slam

São Paulo, (SP) – Com ótima atuação, impondo seu jogo e não dando chances aos adversários,  Marcelo Melo e Lukasz Kubot confirmaram o favoritismo e estrearam com vitória na edição 2019 do US Open. Cabeça de chave número 2 do Grand Slam, a dupla derrotou o ucraniano Denys Molchanov e o neozelandês Artem Sitak, nesta sexta-feira (30), na primeira rodada em Nova Iorque (EUA), por 2 sets a 0, parciais de 6/2 e 6/4, em apenas 1h12min. Os próximos adversários serão o eslovaco Josef Kovalik e o espanhol Albert Ramos-Vinolas.

“Estamos muito felizes aqui com a primeira vitória. Fizemos um belo jogo, diante de dois duplistas que vêm jogando bem também. O importante é seguir nesse ritmo que temos mantido desde a semana passada, com o título em Winston-Salem. Muitos brasileiros aqui torcendo. Agora é focar na próxima rodada”, afirmou Marcelo, patrocinado por Centauro, BMG, Itambé e Taroii, com apoio da Volvo, Orfeu Cafés Especiais, VOSS e Confederação Brasileira de Tênis, que agradeceu a torcida de todos neste primeiro passo no Grand Slam.

Melo e Kubot mantiveram o ritmo e a confiança dos jogos da semana passada, quando foram campeões do ATP 250 de Winston-Salem, para comemorar a quinta vitória seguida. Já começaram quebrando os adversários no primeiro game, abrindo depois 2/0 e seguindo no domínio do set. Com novo break, fizeram 5/2 e fecharam em 6/2. A segunda série foi mais equilibrada até o 2/2. No quinto game, os cabeças de chave 2 conseguiram a quebra, 3/2, e administraram a vantagem para marcar 6/4 e avançar para a segunda rodada.

Esta é a 13ª participação de Marcelo no US Open, em que foi vice no ano passado, com Kubot, e duas vezes semifinalista (ambas com o croata Ivan Dodig – 2013 e 2014). Em Grand Slam, já comemorou dois títulos – em Wimbledon 2017, com Kubot, e em Roland Garros 2015, com Dodig, e foi duas vezes vice – no US Open e, em 2013, em Wimbledon (Dodig).

Terceiro na Corrida para Londres – Com o título em Winston-Salem, Melo e Kubot subiram para o terceiro lugar na Corrida para Londres, torneio que reúne as oito melhores parcerias da temporada, em novembro, na Inglaterra. Eles somam 3.265 pontos, bem próximos da dupla segunda colocada, do sul-africano Raven Klaasen e do neozelandês Michael Venus, com 3.280. Os líderes são os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, com 5.940. No ranking mundial individual de duplas, Melo é o quinto colocado, com 6.390 pontos. Kubot aparece em quarto, com 6.570.

Trinta e três vitórias em 2019 – O mineiro Marcelo Melo, 35 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 37 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada 2017. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Na temporada 2019, conquistaram 33 vitórias, quatro no Masters 1000 de Indian Wells, com o vice-campeonato, três no Masters 1000 de Miami, duas no Masters 1000 de Monte Carlo, uma em Barcelona, duas em Madri, três em Roma, duas em Roland Garros, uma em s-Hertogenbosch, três em Halle (com o vice), três em Wimbledon, duas em Washington, duas em Cincinnati, quatro com o título em Winston-Salem e uma agora na estreia no US Open. 

Principais conquistas na carreira – Marcelo conquistou em Winston-Salem o seu 33º título na carreira, recordista brasileiro, todos em duplas. Dois são Grand Slam – Roland Garros, na França (2015) e Wimbledon, em Londres (2017) e nove Masters 1000, além de sete ATP 500 e 15 ATP 250. Em 2019, pelo 13º ano consecutivo comemora no mínimo um título por temporada. Foi a 13ª conquista ao lado de Kubot. Juntos, Melo e Kubot, ganharam pelo menos um torneio por ano desde 2015. Nesta temporada, Marcelo atingiu mais um recorde, ao somar 500 vitórias, maior vencedor entre os tenistas do país, passando a ser o 35º jogador de todos os tempos a atingir essa marca.

O primeiro título em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam, além de um vice em Londres (2013) e um vice (2018) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Xangai 2018 chegou ao nono, depois de ganhar Xangai (2013 e 2015), Paris (2015 e 2017), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).

Temporada 2019

Título
ATP 250 – 
Winston-Salem (EUA), rápida

Vice-campeonato 
Masters 1000 – 
Indian Wells (EUA), rápida
ATP 500 – Halle (Alemanha), grama 

Mais informações:
Site:  
www.melomarcelo.com Fanpage:  facebook.com/marcelomelo83 Instagram: @marcelomelo83