AUMENTO DA DISPUTA NO MERCADO DE GLP MANTEVE O PREÇO DO BOTIJÃO ESTÁVEL EM 2019, APONTA SINDIGÁS

6 de fevereiro de 2020 0 Por daniel

Por Davi de Souza (davi@petronoticias.com.br) –

Aurélio Ferreira

A inflação em 2019 no Brasil fechou em 4,31%, mas essa variação não resultou em aumento do preço do gás de cozinha (gás liquefeito de petróleo ou GLP). O valor do combustível permaneceu praticamente estável no ano passado, com ligeira alta de apenas 0,13%. O dado foi levantado pelo Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás), usando informações da Agência Nacional do Petróleo (ANP). E a explicação para esse cenário está na maior concorrência por consumidores travada pelas distribuidoras do produto, conforme avaliou o presidente do Sindigás, Sergio Bandeira de Mello. “A margem das empresas distribuidoras caiu 15% [em 2019]. O que aconteceu foram as pressões competitivas que se dão no mercado de GLP. Ou seja, as companhias estão disputando entre si por mercado”, explicou. Mello ainda lembrou que 2019 foi marcado por uma demanda reprimida, o que acabou criando uma pressão concorrencial e, por tabela, diminuição da margem das distribuidoras e estabilização do preço. Para 2020, ainda é cedo fazer previsões, diz o presidente do Sindigás, mas fatores como o coronavírus e o inverno do hemisfério Norte podem reduzir os preços do GLP nas refinarias.

LEIA A ENTREVISTA COMPLETA NO NOSSO SITE.