CENTRO DE TECNOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO NUCLEAR ENTRARÁ EM NOVA FASE DE PROJETO PARA PRODUÇÃO DE GRAFENO

7 de fevereiro de 2020 0 Por daniel

Por Davi de Souza (davi@petronoticias.com.br) –

Luiz Carlos Ladeira

O grafeno é um nanomaterial considerado revolucionário por conta de propriedades especiais, como alta condutividade elétrica e alta resistência mecânica. Com inúmeras aplicações possíveis, trata-se é uma fronteira que os pesquisadores do Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear (CDTN) querem explorar. A unidade, instalada em Belo Horizonte (MG), terminou no ano passado a primeira fase de um projeto que visava a produção de grafeno em escala piloto. O próximo passo a ser dado é ampliar essa produção para uma escala industrial, conforme explicou o diretor do CDTN, Luiz Carlos Ladeira. O material poderá ser de grande valia para o setor de energia nuclear, por exemplo. “Um dos grandes problemas da indústria nuclear são os rejeitos, que precisam de cuidados por muitos anos. Existem estudos que mostram que a utilização do grafeno reduz enormemente o volume e a maneira de tratamento, de forma que é possível otimizar essa função de guardar os rejeitos por longo tempo“, explicou.

LEIA A ENTREVISTA COMPLETA NO NOSSO SITE.