Energia solar deve quadruplicar no Brasil até 2029

21 de fevereiro de 2020 0 Por raysantos

Apesar desse crescimento nas renováveis, Brasil reduzirá participação de fontes limpas na matriz elétrica devido ao aumento das usinas térmicas a gás natural.

A matriz energética brasileira já mostra sinais de transformação e, até 2029, a geração hidráulica reduzirá significativamente, correspondendo por 42% do total produzido, abrindo espaço para forte participação das fontes solar e eólica. As estimativas constam do Plano Decenal de Expansão de Energia 2019-2029, divulgado no dia 11 de fevereiro pelo Ministério de Minas e Energia (MME), que ainda prevê um investimento de R$ 2,34 trilhões até 2029 no setor para acompanhar o crescimento da demanda no país.

Apesar da fonte solar ter participação quatro vezes maior e a fonte eólica, praticamente dobrar, a parcela das fontes limpas, incluindo as hídricas, deve cair dos atuais 83% para 80% em dez anos. Isso porque as usinas térmicas a gás natural vão saltar de 7% para 14% no período.

Ver Notícia Completa

Portal Solar