Procon finaliza pesquisa de combustíveis mesmo após furto dos dados

22 de fevereiro de 2020 0 Por raysantos

Campo Grande (MS) – Como forma de dar condições ao consumidor para  economizar quando da necessidade de abastecer seus veículos, a Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast, realizou pesquisa em 122 postos de combustíveis em Campo Grande enfocando preços, em diversas modalidades (à vista em dinheiro,  cartões de débito e de crédito) de produtos como gasolina comum e aditivada, etanol e diesel S 500 e S 10, totalizando 15 itens pesquisados.

Os dados da pesquisa estavam armazenados no notebook que foi furtado da sede do Procon Estadual na noite do dia 19 de fevereiro (quarta-feira passada). Entretanto esse incidente não prejudicou os trabalhos  uma vez  que lançando mão de tecnologia, todas as informações foram recuperadas dando condições para se poder  divulgar os resultados à população, alvo maior do trabalho do órgão estadual de defesa do consumidor.

Após a apuração foi possível detectar  diferença de 15,999 por cento na comercialização de  diesel – S 10 na modalidade de venda  por meio do cartão de crédito, uma vez que o produto pode ser encontrado  por R$ 4,14 no posto Caravagio e o mesmo produto, na mesma modalidade é vendido por R$ 3,59 no Posto 2 017.

Em relação aos preços da gasolina comum na modalidade de venda a vista, o menor preço (R$ 4,299) está sendo oferecido pelo posto Morenão, na avenida Costa e Silva, enquanto o maior (R$ 4,729) está no Posto Platinão, na BR 163. Vários outros itens e índices constam da pesquisa demonstrando ser essencial para que  o consumidor consiga economizar cada vez que necessitar adquirir quaisquer produtos, inclusive  combustíveis.

O superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão, reforça a importância do consumidor ter hábito de pesquisar, tornando o mercado mais competitivo.

Pesquisa Combustível – fevereiro de 2020

Waldemar Hozano – Assessoria de Comunicação – Procon/MS
Foto : Procon/MS