Pesquisa da Faculdade São Leopoldo Mandic desenvolve superfície nanoestruturada que facilita procedimentos de implante

24 de fevereiro de 2020 0 Por daniel

Inovação reduz pela metade o tempo de tratamento, além de proporcionar integração eficaz ao organismo do paciente

Uma nova superfície nanoestruturada foi desenvolvida para aprimorar os tratamentos de implante. O modelo denominado IntraOss Nano Active traz uma inovação significativa para a Implantodontia, pois ele possibilita acelerar e maximizar a osseointegração, resultando em experiências mais eficazes e dinâmicas para os pacientes. A novidade foi produzida pelo Dr. André Antonio Pelegrine, da área de Implantodontia da Faculdade São Leopoldo Mandic, em parceria com a empresa IntraOss e o Departamento de Engenharia de Materiais da Unesp, resultando em um pedido de patente.  

Uma parte da fase de testes da superfície IntraOss Nano Active foi feita na Universidade da Califórnia, onde o Dr. André Antonio Pelegrine fez parceria como professor visitante. Outro resultado da parceria foi a publicação do estudo que mostrou a relevância desta nova superfície, na revista científica Journal of Clinical Medicine, em 2019.

Com a nanotecnologia, os tratamentos de implante são reduzidos pela metade do tempo, pois a superfície apresenta maior molhabilidade e hidrofilia, possibilitando uma aderência maior de células ósseas e sanguíneas no local do implante. “Um tratamento que levava de três a quatro meses para ser concluído, agora com o IntraOss Nano Active durará menos de quarenta dias. Outro ponto relevante é que a literatura científica vem mostrando que superfícies nanoestruturadas possuem maior tolerância com relação às bactérias relacionadas ao desenvolvimento da peri-implantite”, afirma Dr. André Antonio Pelegrine, da Faculdade São Leopoldo Mandic.

O estudo para o desenvolvimento dos implantes IntraOss Nano Active começou em 2017. A nova superfície estará disponível no mercado a partir do segundo semestre deste ano.

Sobre a São Leopoldo Mandic

Considerada uma das dez melhores instituições de ensino superior do País há 12 anos consecutivos no Índice Geral de Cursos (IGC) do MEC, a Faculdade São Leopoldo Mandic reúne, no corpo docente, professores doutores formados pelas melhores instituições de ensino do Brasil e do Exterior. Estruturada com laboratórios de última geração e clínicas odontológicas completas, a Instituição oferece aos alunos vivência prática nos cursos de Odontologia e de Medicina desde o 1º ano, atividades de pesquisa e prestação de serviços comunitários, convênio com hospitais e Unidades Básicas de Saúde, cursos de graduação e pós-graduação. Além de laboratórios com exercícios de simulação realística, utilizando recursos modernos para diagnóstico, o HUB de Inovação e o Barco da Saúde. O corpo docente é formado por doutores e pós-doutores com vasta produção intelectual. A Faculdade São Leopoldo Mandic tem outras nove unidades distribuídas pelo País, que oferecem cursos de pós-graduação e mais uma unidade de graduação em Medicina, na cidade de Araras (SP). Canais: slmandic.edu.br; facebook.com/saoleopoldomandic.