Homicídios dolosos caem; latrocínio e roubos aumentam no estado de SP

25 de fevereiro de 2020 0 Por raysantos
Rio de Janeiro - Campanha contra homicídios de jovens negros pinta centenas de silhuetas de corpos no chão do Largo da Carioca (Fernando Frazão/Arquivo Agência Brasil)
© Fernando Frazão/Arquivo Agência Brasil

Dados se referem a janeiro de 2020 comparados com janeiro de 2019

Publicado em 24/02/2020 – 17:47 Por Camila Boehm – Repórter da Agência Brasil – São Paulo

O estado de São Paulo registrou redução nos casos e vítimas de homicídios dolosos – aquele com intenção de matar. O número de boletins de ocorrência de mortes intencionais caiu de 270 para 263, comparando janeiro de 2019 com 2020. O número de vítimas desse crime caiu de 284 para 276 – a menor quantidade da série histórica, iniciada em 2001, para o mês de janeiro.

No entanto, os casos e as vítimas de latrocínios – roubo seguido de morte – cresceram, ambos aumentaram de 17 para 18. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do estado.

Em janeiro, houve cinco ocorrências a menos de estupro, passando de 1.071, em janeiro de 2019, para 1.066, em janeiro de 2020.

Furtos e roubos

Os roubos em geral subiram 14,3% em janeiro deste ano, com 23.997 ocorrências no total. Já os roubos de carga tiveram queda, passando de 610 para 595 de janeiro do ano passado para janeiro deste ano. O mesmo ocorreu com os roubos de veículo, que caíram 7,2% (de 3.948 para 3.662), a menor quantidade da série histórica para o período.

No período, os furtos em geral caíram 3,1%, passando de 45.163 para 43.784 – 1.379 casos a menos. Já os furtos de veículos tiveram 163 registros a mais na comparação com janeiro de 2019.

Pela primeira vez o estado não teve casos de roubo a banco em janeiro, ante uma ocorrência no mesmo período do ano anterior.

Capital

A capital paulista teve aumento nos casos e nas vítimas de homicídio doloso, com 12 casos e 14 vítimas a mais em janeiro deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. No primeiro mês do ano passado, houve 55 ocorrências de mortes intencionais, com total de 56 vítimas.

A tendência de alta se estendeu para os latrocínios, que teve dois boletins e duas vítimas a mais em janeiro deste ano, ante seis casos com seis vítimas em janeiro de 2019. Nos estupros, o aumento foi de 24 casos, totalizando 238 boletins.

Edição: Denise Griesinger