Auxílio emergencial: Caixa alerta que não enviará mensagens

4 de abril de 2020 0 Por raysantos

Presidente da CEF, Pedro Guimarães, deu entrevista ao Poder em Foco

(Crédito: Sérgio Lima/Poder 360) – TODAS AS IMAGENS NO LINK: https://we.tl/t-EemEsSXkhs

 O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, alertou a população que a instituição não enviará nenhum tipo de mensagem para cadastrar trabalhadores informais que terão direito a receber o auxílio emergencial de R$ 600. Em entrevista ao Poder em Foco, no SBT, que irá ao ar neste domingo (05), logo após o Programa Silvio Santos, ele informou que se a pessoa receber contato por Whatsapp, email ou telefonema dizendo que vai ajudá-la a receber o dinheiro é tudo falso.        “Zero chance de a Caixa enviar mensagem”, afirmou. Guimarães explicou que é a pessoa que deverá procurar o banco pelos canais oficiais da instituição – internet, central telefônica e pelo aplicativo que será lançado na terça-feira para registrar os trabalhadores que não estão no cadastro único do Governo nem no Bolsa Família.

No início da semana, o Governo também anunciará o calendário de pagamentos do benefício.         

Na entrevista ele também revelou que a Caixa Econômica Federal estuda a abertura de empréstimo para microempreendedores com juros de 6 a 7% ao ano e que faz o trabalho juntamente com o Sebrae.

Outros temas como privatização e o tamanho do estado foram abordados na conversa. “Neste governo nós não temos essa discussão em relação a privatizar a Caixa. O que existe são conversas para abrir o capital de subsidiárias de seguro, cartões, gestão de patrimônio. Quero reforçar, não será o presidente Jair Bolsonaro que entrará na discussão de privatizar a Caixa. A gente respeita totalmente, 100 %, a posição do presidente.  O que acontece com a Caixa é que ela tem um papel social claríssimo. O que fica claro é que, se ela algum dia ela não for mais estatal, alguém tem que fazer esse serviço”, destacou. 

O Poder em Foco é apresentado pelo jornalista Fernando Rodrigues e tem uma hora de duração.

O programa de entrevistas do SBT é feito numa parceria editorial com o jornal digital Poder 360.