FPA – Análise de Mídia – 09/06

– Painel da Folha de S. Paulo destaca que nessa segunda-feira (8), a Justiça Federal em Mato Grosso suspendeu os principais efeitos de uma instrução normativa publicada em 22 de abril pela Funai (Fundação Nacional do Índio) que permitia a invasão, exploração e até mesmo a venda de terras indígenas ainda não homologadas pelo governo federal. O texto da instrução normativa foi comemorado por representantes da bancada ruralista no Congresso. Leia +: https://bit.ly/3cHSjI1
 
– Colunista do Uol, Leonardo Sakamoto, fala que uma proposta inserida no projeto que transforma a Medida Provisória 927 em lei quer restringir as pausas a que trabalhadores que atuam em frigoríficos têm direito por estarem em ambientes de até 15º C.
 
A coluna perguntou ao deputado federal Celso Maldaner (MDB-SC), relator da MP 927, a respeito da medida que não constava da proposta original enviada pelo governo federal. Sua assessoria informou que ele ainda estava trabalhando em cima da questão e retornaria assim que tivesse uma posição final. Análise da proposta no site da Frente Parlamentar da Agropecuária destaca que ela é de “grande relevância para o agro”. Leia +: https://bit.ly/3hasunt


– Agência Brasil informa que desde o dia 11 de maio, o governo brasileiro vem travando uma guerra contra quem comete crimes ambientais na floresta amazônica. Mais de 3.800 militares, agentes da Força Nacional, Polícia Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e secretarias estaduais de meio-ambiente estão realizando ações de fiscalização, apreensão e autuação em madeireiras, serrarias e garimpos nos estados do Acre, Amazonas, Rondônia, Mato Grosso e Pará – atual campeão de desmatamento. Leia +: https://bit.ly/30oS8Pj
 
– Valor econômico fala que a desintermediação já é uma realidade. À medida que a economia segue com juros baixos, os investimentos vão ganhando mais complexidade, e isso é fato. As pessoas, antes acostumadas aos juros nominais elevados, agora se encontram perdidas em meio a um novo cenário e devem estar atentas à diversificação de seus investimentos. Leia +: https://glo.bo/30rWCEW
 
– Agência Brasil diz que a ministra Tereza Cristina, titular da pasta, destacou as diferentes formas de distribuição e venda de produtos orgânicos frescos durante a pandemia de covid-19. A ministra afirmou, durante a abertura online da campanha, que boas ideias surgem durante momentos de crise. Leia +: https://bit.ly/30qMn3Y
 
– Canal Rural fala que as entregas de fertilizantes ao consumidor final em janeiro deste ano somaram 3,047 milhões de toneladas, 10,3% a mais que em igual mês do ano passado, quando foram entregues 2,762 milhões de toneladas. Os dados são da Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda) e são os mais recentes divulgados pela entidade. Leia +: https://bit.ly/2XOMmoK
 
– Valor Econômico diz que as exportações de carne bovina (in natura e processada) do país alcançaram 183 mil toneladas e renderam US$ 780,1 milhões em maio, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pela Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). Em relação ao mesmo mês do ano passado, o volume cresceu 21% e a receita foi 35% maior. A China foi a grande responsável por esse forte avanço. Leia +: https://glo.bo/2MHO195
 
– Broadcast Agro, do Estadão, noticia que o estoque de produtos agrícolas no País totalizou 26,5 milhões de toneladas no segundo semestre de 2019, segundo a Pesquisa de Estoques divulgada nesta terça-feira, 9, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No mesmo período de 2018, o estoque somava 2,3 milhões de toneladas de grãos a menos. Leia +: https://bit.ly/3hblBCs
 
– Canal Rural diz que uma portaria publicada nesta segunda-feira, 8, pelo Ministério da Cidadania definiu os limites de repasses de recursos aos estados brasileiros, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos, para os próximos 12 meses. A verba total de R$ 150 milhões foi dividida levando em consideração indicadores propostos pela Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação (Sagi) e devem beneficiar, pelo menos, 23 mil agricultores familiares na modalidade Compra com Doação Simultânea. Leia +: https://bit.ly/2Ur6FWS
 
– Broadcast Agro, do Estadão, divulga que a produção nacional de grãos na safra 2019/20 deve atingir recorde de 250,54 milhões de toneladas, ou 8,5 milhões de t (3,5%) a mais do que o colhido em 2018/19. Em relação ao levantamento passado, de maio, houve queda de 335 mil toneladas na estimativa de produção. Mas o recorde da safra se mantém, resultado de uma área semeada de 65,45 milhões de hectares, com crescimento de 2,3 milhões de hectares (3,6%) sobre a safra passada. Os números fazem parte do nono levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado hoje. Leia +: https://bit.ly/3hcqknu

– Canal Rural fala que a JBS anunciou que começou nesta segunda, 8, a construção da sua nova fábrica de biodiesel, localizada no município de Mafra, em Santa Catarina. A planta será operada pela JBS Biodiesel, divisão da JBS Novos Negócios, com o investimento de R$ 180 milhões por meio da Seara Alimentos. Assim que finalizada a fase de obras, o que deve acontecer em junho de 2021, a operação deve gerar 100 postos de trabalho diretos e cerca de 300 indiretos, contribuindo para a movimentação econômica na região. Leia +: https://bit.ly/2MF0qL4


– Valor Econômico noticia que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deu início ontem à articulação com o Congresso Nacional para adiar as eleições municipais de 2020 em razão da pandemia de covid-19. Os ministros Luís Roberto Barroso e Edson Fachin, atuais presidente e vice-presidente do TSE, conversaram pessoalmente com os presidentes da Câmara e do Senado, respectivamente o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), sobre a possibilidade de postergar a data do pleito. Ficou acertado que o TSE organizará na semana que vem um encontro deles com especialistas da área da saúde, para bater o martelo sobre a necessidade de adiamento. Leia +: https://glo.bo/37dKed4

– Painel da Folha de S. Paulo fala que em reunião virtual, líderes partidários da Câmara discutiram como viabilizar uma eventual extensão do auxílio emergencial pelo valor atual de R$ 600. A Economia sinaliza renovar o benefício pagando R$ 300. Parlamentares favoráveis à manutenção do valor, que incluem membros da oposição, mas também do centro, defenderam apresentar como alternativa proposta de eliminar fundos que hoje têm verba represada –cerca de R$ 170 bi segundo parlamentares. Leia +: https://bit.ly/37hHxah

– O Globo diz que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julga nesta terça-feira duas Ações de Investigação Judicial Eleitoral (Aijes) que pedem a cassação do presidente Jair Bolsonaro e do vice, Hamilton Mourão, por irregularidades na campanha de 2018. Ministros da Corte ouvidos pelo GLOBO em caráter reservado acreditam que, por falta de provas, os casos serão arquivados. Eles acreditam que o julgamento será concluído no mesmo dia. Leia +: https://glo.bo/30nUuOr

Assessoria de Comunicação
+55 61 3248-4682 | +55 61 3263-1717
fpa.imprensa@gmail.com | www.fpagropecuaria.org.br

Vereadores derrubam veto e aprovam criação de fundo de esportes de base

Na manhã desta terça-feira (09), aconteceu a 18ª sessão ordinária. Assim como nas últimas semanas, seguindo recomendações, normas e decretos para minimizar o contágio do Covid-19, a sessão foi realizada de forma remota, com os vereadores em suas casas ou gabinetes, reunidos por videoconferência. Na sessão, foram analisados 11 objetos em pauta, sendo oito vetos, um relatório de comissão investigativa e dois projetos de lei.

Apenas um dos vetos foi derrubado. Trata-se do veto ao autógrafo da Lei nº 3.463, de 23 de outubro de 2018, que “dispõe sobre a criação do Fundo Municipal de Esportes de Base”. O vereador Gilmar Garcia, autor do projeto, pediu aos vereadores para derrubarem o veto. “Pensem com carinho nesse projeto, ele vai ajudar, principalmente, as crianças, o futebol de base etc. Além disso, o Fundo pode aceitar doações de empresas”, argumentou. Até mesmo vereadores da base do prefeito foram contra o veto. “Sempre apoio e ajudo o esporte no município com doações”, ressaltou Jorginho do Gás. O vereador Realino defendeu o veto, dizendo que a Secretaria Municipal de Esportes, Juventude e Lazer (Sejuvel) já dá o apoio e suporte necessário. “O Poder Executivo tem uma verba específica para esse fomento”, explicou.

Com a derrubada do veto, o poder executivo fica autorizado a criar o fundo.  Dos demais vetos, quatro foram mantidos:

  • Veto integral ao autógrafo da Lei nº 3.561, de 15 de outubro de 2019, que “cria o Banco Municipal de Materiais Ortopédicos no município de Três Lagoas”;
  • Veto integral ao autógrafo da Lei nº 3.564, de 22 de outubro de 2019, que “institui nas escolas da rede municipal de ensino o programa Escola Avisa com intuito de comunicar aos pais ou responsáveis a ausência do aluno na escola”;
  • Veto integral ao autógrafo da Lei nº 3.568, de 29 de outubro de 2019, que “dispõe sobre contratação de percentual mínimo de trabalhadores idosos nos quadros funcionais de empresas privadas no município de Três Lagoas”;
  • Veto integral ao autógrafo da Lei nº 3.575, de 05 de novembro de 2019, que “passa a denominar-se rua Josina Garcia Ribeiro, o corredor municipal (boiadeira), trecho compreendido entre a rua Urias Ribeiro, por toda sua extensão, até o Residencial Montanini, no município de Três Lagoas”;

Ou outros três vetos e os dois projetos de lei foram encaminhados para as comissões permanentes da casa emitirem parecer:

  • Veto integral ao autógrafo da Lei nº 3.578, de 12 de dezembro de 2019, que “passa a denominar-se rua Cirurgião Dentista Munif Thomé a rua ‘A’, localizada no bairro Parque das Mangueiras até um beco na Vila Alegre”.
  • Veto integral do autógrafo de Lei nº 3.663, de 12 de maio de 2020, que “dispõe no município de Três Lagoas, a valorização dos protetores de animais abandonados”.
  • Veto integral do autógrafo de lei nº 3.664, de 12 de maio de 2020, que “dispõe sobre a publicação, na internet, da lista de espera dos pacientes que aguardam por consultas (discriminadas por especialidade), exames e intervenções cirúrgicas e outros procedimentos nos estabelecimentos da rede pública de saúde do município”.
  • Projeto de lei nº 35, de 01 de junho de 2020, que “dispõe sobre as diretrizes orçamentárias para o exercício de 2021”;
  • Projeto de lei nº 36, de 04 de junho de 2020, “passa a denominar-se rua José Alves da Silva (José Preto) a rua ‘2’, no trecho compreendido entre a rua Ostiano Neves Alexandria a rua Antônio Pinelli em toda sua extensão no Jardim Esperança”;
  • Projeto de lei nº 37, de 04 de junho de 2020, “passa a denominar-se rua Luiz Carlos Gimenez a rua Mercúrio em toda sua extensão, no Parque das Mangueiras”.

Comissão de investigação

A comissão de investigação foi criada pela resolução nº 02/2019 com a denúncia do procedimento administrativo nº 09.2018.00003557-0: “acompanhar as providências que a Câmara de Vereadores irá adotar, no exercício do seu poder/dever de fiscalização, diante do fato noticiado ‘superfaturamento na aquisição de medicamentos e insumos farmacêuticos para atendimento aos pacientes do SUS’, por meio do pregão presencial 149/2017, no valor de cerca de R$ 1,5mi, em que se sagrou vencedora a Drogaria Odeon”.

O relatório indicou o arquivamento da denúncia, baseando-se em todos os depoimentos dos envolvidos. O plenário aprovou o parecer, sendo assim, o trabalho da comissão foi encerrado e a denúncia arquivada.

Falas no Expediente

Geralmente os vereadores possuem três e dez minutos no pequeno e grande expediente (respectivamente). Porém, por questões técnicas da sessão online, os vereadores acordaram em utilizar apenas cinco minutos cada, para falarem suas indicações e requerimentos ou de assuntos de interesse da população.

Nem todos conseguiram falar, pois um problema com a internet fez a sessão ser encerrada antes do previsto. Os vereadores que conseguiram utilizar suas falas, apresentaram indicações na área de infraestrutura e parabenizaram os três-lagoenses pelos 105 anos de emancipação do município, que será celebrado no dia 15 de junho de 2020.

imprensa CMTLS

Desempenho do crédito rural do atual Plano Safra atinge R$ 207,56 bilhões em 11 meses

O valor total computou, pela primeira vez, os recursos originários da captação de LCA destinados ao financiamento de aquisições de CPR e de operações com agroindústrias

O desempenho do crédito rural no penúltimo mês da atual safra agrícola (2019/2020) continua superando o resultado da temporada anterior, com total de R$ 207,56 bilhões.

O financiamento com as operações de custeio contabilizou R$ 97,23 bilhões (+11%), investimento, R$ 45,98 bilhões (+18%) e industrialização R$ 10,24 bilhões (+63%). O crédito de comercialização teve redução de 11%, e ficou em R$ 20,92 bilhões, resultante, principalmente, de aumentos nos preços agrícolas, o que desestimula a formação de estoques. Os recursos originários da captação de Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) e direcionados para aquisições de Cédulas do Produto Rural (CPR) somaram R$ 22,7 bilhões e de operações com agroindústrias totalizaram R$ 10,5 bilhões.

Os números fazem parte do Balanço de Financiamento Agropecuário da Safra 2019/2020, divulgado nesta terça-feira (9) pela Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

“O foco do apoio creditício está sendo direcionado cada vez mais para os pequenos e médios produtores rurais e para os programas prioritários de investimento. A participação dos grandes produtores, que respondem pela maior parte do crédito rural, está sendo, aos poucos, reduzida”, avalia o secretário de Política Agrícola, Eduardo Sampaio. “O desempenho favorável das aplicações do crédito rural reflete a confiança do produtor em sua atividade, apesar da ocorrência do Covid19”, diz Sampaio.

LCA

O valor total do desempenho do crédito rural computou, pela primeira vez, a partir de informação do Banco Central, os recursos originários da captação de LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) destinados ao financiamento de aquisições de Cédula do Produto Rural (CPR) e de operações com agroindústrias.

Embora previstos anualmente no Plano Safra, esses dados não vinham sendo contabilizados, pois somente eram captados os valores dos financiamentos realizados diretamente para o produtor rural, registrados no Sistema de Operações de Crédito Rural e do Proagro (Sicor), também do Banco Central. A safra da temporada, 2018/2019, também não possuía essa informação.

Os financiamentos contratados com recursos provenientes do direcionamento da captação da LCA totalizaram R$ 56,9 bilhões, sendo R$ 23,7 bilhões diretamente ao produtor rural, pelo crédito rural propriamente dito e, R$ 33,2 bilhões,indiretamente, mediante financiamento de aquisições de CPRs e de operações com agroindústrias, que, conforme mencionado, passam agora a ser computadas.

“Nesta divulgação, conseguimos computar pela primeira vez os recursos originários da captação de LCA para aquisições de CPR’s e de operações com agroindústrias, um valor de R$ 33 bilhões, bastante significativo, que acaba também chegando ao produtor rural”, completa o Secretário.

Custeio e investimentos

De acordo com o boletim elaborado pela SPA, o aumento nos financiamentos de custeio foi elevado sobretudo pela contratação feita pelo médio produtor rural (Programa de Apoio ao Médio Produtor – Pronamp), atingindo R$ 22,78 bilhões (34%). A principal fonte de recursos foram os depósitos à vista, que aumentaram 73%. Os financiamentos dos agricultores familiares (Pronaf) atingiram 12,93 bilhões (aumento de 15%), tendo a poupança rural subvencionada como principal fonte de recursos.

O crédito de custeio direcionado aos demais produtores se situou em R$ 61,51 bilhões e responde pela maior parte deste financiamento, aumento de 3%.

O percentual de crescimento nos financiamentos aos médios produtores (Pronamp) foi ainda mais elevado quando destinado a investimentos, atingindo R$ 2,49 bilhões, aumento de 115%. No Pronaf alcançou R$ 12,13 bilhões (+19%) e R$ 31,36 bilhões (+14%) para os demais produtores.

Os investimentos realizados no âmbito dos programas de investimento, administrados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com recursos do BNDES e do Banco do Brasil, tiveram acentuado incremento com destaque para Pronamp R$ 2,49 bilhões (+115%), Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (Inovagro) R$ 1,28 bilhão (+63%), Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura (Programa ABC) R$ 2,02 bilhões (+44%) e Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA) R$ 1,36 bilhão (+31%). 

MAPA

Análises do Mapa apontam contaminantes em cervejas da Backer produzidas desde janeiro de 2019

A empresa permanecerá interditada até que cumpra todas as exigências do Ministério

Análises do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) indicam a presença dos contaminantes dietilenoglicol e etilenoglicol em cervejas produzidas pela marca Backer desde janeiro de 2019, conforme relatórios de produção disponibilizados pela empresa. Após a validação do método quantitativo, que permite determinar a quantidade de contaminantes, o Mapa fez a análise de mais de 700 amostras de produtos e insumos coletados na cervejaria Backer e no comércio, visando apurar a contaminação.

Até o momento os rótulos de cervejas contaminadas detectadas pelo método quantitativo são: Belorizontina, Capitão Senra, Backer Pilsen Export, Corleone, Capixaba, Três Lobos Pilsen, Layback D2 e Bravo.

A empresa também solicitou a reabertura e a liberação de seu parque fabril. O pedido será atendido somente após a cervejaria cumprir as exigências feitas pelo Mapa e ser capaz de garantir a segurança da produção futura.

Análises

No início das apurações, o Mapa trabalhou com o método qualitativo para detectar a presença dos contaminantes e assim mitigar os riscos à saúde dos consumidores. Após validação do método quantitativo pelo Laboratório Federal de Defesa Agropecuária (LFDA) de Minas Gerais, as análises passaram a fornecer a quantidade dos contaminantes nas amostras, o que resultou em uma diferença entre alguns resultados obtidos com o método qualitativo.

Apesar da diferença em alguns lotes, o Mapa ressalta que todos os lotes divulgados com presença dos contaminantes estavam desconformes, mesmo não sendo possível a identificação da quantidade específica presente no produto. “O método qualitativo, apesar de não ser capaz de fornecer informações quanto à quantidade dos contaminantes nas amostras, apresenta maior sensibilidade à presença desses contaminantes, e desta forma identifica-os em níveis inferiores aos detectados pelo método quantitativo”, explica o coordenador-geral de Vinhos e Bebidas da Secretaria de Defesa Agropecuária, Carlos Muller.

A empresa está sendo comunicada dos resultados desconformes das análises quantitativas de seus produtos, e conforme procedimento previsto no Decreto 6.871/2009, poderá requisitar contraprova caso queira contestar os resultados das análises fiscais.

Durante o processo de apuração de contaminação, a cervejaria Backer foi autuada pelo descumprimento de intimações que solicitavam informações essenciais à apuração do caso e determinavam o recolhimento de produtos suspeitos de contaminação no mercado. Como a empresa não cumpriu as intimações em tempo hábil, foi autuada e poderá apresentar defesa às infrações impostas no processo administrativo competente.

O Mapa continuará as apurações da contaminação nas bebidas da cervejaria, atendendo missão da Defesa Agropecuária de garantir a qualidade e inocuidade dos produtos agropecuários.

MAPA

Curso gratuito em Agrofloresta trará fundamentos e caso real

O conteúdo será dividido em duas etapas, nos dias 10 e 24 de junho, e apresentado por videoconferência

A PRETATERRA, iniciativa que se dedica à disseminação de sistemas agroflorestais regenerativos, disponibilizará um curso completo, online e totalmente gratuito, para disseminar conhecimentos e práticas sobre agrofloresta regenerativa. O curso será realizado via videoconferência e tem vagas limitadas.

O conteúdo será dividido nos dias 10 e 24 de junho, sempre às 19h, contará com uma hora de apresentação e 30 minutos para perguntas e respostas. No dia 10, próxima quarta-feira, o tema será “Agrofloresta regenerativa: fundamentos para a transição”. A segunda parte ocorrerá no dia 24 de junho com o case “Agrofloresta na Amazônia: design, planejamento e implantação de um projeto real”.

O curso será ministrado pelos fundadores da PRETATERRA, Paula Costa e Valter Ziantoni, que somam juntos mais de 30 anos de experiência profissional. Nesse tempo, chefiaram o P&D da Fazenda da Toca, projetando e implementando os primeiros sistemas agroflorestais do empreendimento para produção de citrus em larga escala para exportação, além de estarem à frente de diversos projetos no Brasil e no mundo. Ambos são engenheiros florestais, Ziantoni com especialização em Gerenciamento pela FGV e mestre em Agrofloresta pela Bangor University e Paula com especialização em Gerenciamento Ambiental pela ESALQ – USP e Bióloga pela UNESP, premiada em 2016 pela Sociedade Brasileira de Silvicultura.

Com mais de 35 mil seguidores nas redes sociais, a PRETATERRA tem uma demanda crescente de agricultores, produtores, investidores e até de entusiatas, por conhecimento e assessoria sobre o tema. “Apesar de os sistemas agroflorestais serem um modelo de agricultura antigo, os produtores ainda tem pouco acesso a experiências exitosas”, cita Valter. “Por isso a missão da PRETATERRA é contribuir na disseminação dessa forma de agricultura, para que os proprietários de terra entendam que além de ser mais sustentável é uma otima oportunidade para ter mais lucro, com menos risco”, completa Paula.

Para se inscrever acesse https://www.pretaterra.com/curso-agrofloresta-online-gratuito-pretaterra.  

Sobre a PRETATERRA

Iniciativa que se dedica à disseminação de sistemas agroflorestais regenerativos, desenvolvendo designs replicáveis e elásticos, combinando dados científicos, informações empíricas e conhecimentos tradicionais com inovações tecnológicas, construindo um novo paradigma produtivo que seja sustentável, resiliente e duradouro.  

Na vanguarda da Agrofloresta, a PRETATERRA projetou, implementou e modelou economicamente o design agroflorestal que ganhou, em 2019, o primeiro lugar em Sustentabilidade do Prêmio Novo Agro, do Banco Santander e da ESALQ, com o case “Café dos Contos”, em Monte Sião (MG). Em 2018, a PRETATERRA ganhou o primeiro lugar em negócios inovadores no concurso de startups no Hackatown e, em 2020, a PRETATERRA está entre os finalistas do Prêmio Latinoamerica Verde, de startups e projetos inovadores em sustentabilidade da América Latina.

Para mais informações acesse www.pretaterra.com e acompanhe as redes sociais: LinkedIn, Instagram, Facebook, Twitter e Youtube.

e8feee4cb330ce2d93024b8b2f8635cf_small.jpg

Divulgação PRETATERRA

4748089b57f9740f45daec87bac0c6db_small.jpg

Divulgação PRETATERRA
baixar em alta

Informações para a imprensa
Attuale Comunicação (11) 4022-6824

Mariele Previdi – (11) 99954-4626 | mariele@attualecomunicacao.com.br
Juliana Bonassa – (11) 94928-0849 |juliana@attualecomunicacao.com.br
Mariane Belasco – (11) 97066-0426 |mariane@attualecomunicacao.com.br
Tamara Horn – (11) 97116-1390 | tamara@attualecomunicacao.com.br
Ana Flávia Gimenes – (11) 99590-4699 | anaflavia@attualecomunicacao.com.br
Glaucia Bezerra – (15) 98146-5045 | glaucia@attualecomunicacao.com.br

Sinjorgran recebe inscrições de chapas até amanhã

Termina nesta quarta-feira (10) o prazo para apresentação das candidaturasno processo eleitoral para a diretoria 2020-2023 do Sindicato dos Jornalistas Profissionais na Região da Grande Dourados (Sinjorgran). O segundo edital de convocação de assembleia geral ordinária foi publicado no Caderno de Atos Oficiais do jornal Diário MS, na última sexta-feira. O primeiro prazo foi encerrado em 27 de maio, sem nenhum inscrito.

A chapa deve indicar 20 membros, sendo sete na diretoria (presidente, vice, primeiro secretário, segundo secretário, tesoureiro, diretor de assistência social e diretor cultural e recreativo); conselho fiscal formado por três titulares e três suplentes; comissão de sindicância formada por três membros; delegação à Federação Nacional dos Jornalistas composta por dois titulares e dois suplentes. Historicamente tem havido consenso em torno da formação da chapa e o processo tem sido definido por aclamação.

Os interessados em concorrer ao pleito tem das 9h às 16h, para fazer o registro da chapa na sede do sindicato, localizada na Avenida Joaquim Teixeira Alves, 1985, sala 07, Centro de Dourados. O candidato precisa estar em dia com seus direitos estatutários, estar filiado a pelo menos 6 meses e preencher as demais condições de elegibilidade do estatuto, que pode ser acessado em: https://sinjorgranms.files.wordpress.com/2011/09/estatuto-dos-jornalistas-2008.pdf.

A documentação necessária para a candidatura é: Requerimento assinado pelo candidato e endereçado à presidente do Sindicato (Karine Segatto); Fichas de qualificação dos candidatos em duas vias assinadas; Cópia das Carteiras de Trabalho e Previdência Social (páginas de identificação, de registro profissional e de contrato de trabalho); Documento que comprove tempo de exercício da profissão ou atividade, vinculada a categoria profissional, na Base Territorial do Sindicato e; Comprovante de residência. A ficha de qualificação está disponível em: https://sinjorgranms.wordpress.com/2020/05/21/ficha-de-qualificacao-do-candidato/.

A nova diretoria precisa ter renovação de 50% dos membros. Entre os filiados que não podem concorrer estão: os aposentados, a menos que tenham retornado ao exercício profissional há mais de dois anos da data da eleição; os desempregados; os empregadores (pessoa jurídica) e; os associados com menos de 90 dias de exercício profissional.

SINJORGRAN

Fundado em 9 de dezembro de 1989, a jurisdição do Sinjorgran é sobre 25 Municípios localizados mais ao Sul de MS: Dourados, Itaporã, Fátima do Sul, Rio Brilhante, Maracaju, Caarapó, Ponta Porã, Amambai, Antônio João, Aral Moreira, Naviraí, Eldorado, Itaquiraí, Mundo Novo, Deodápolis, Iguatemi, Nova Andradina, Ivinhema, Gloria de Dourados, Angélica, Tacuru, Paranhos, Sete Quedas, Coronel Sapucaia e Bataiporã.

CONTATOS

Telefone 3422-5540

E-mail sinjorgran@gmail.com e sinjorgran@yahoo.com.br

Blog: https://sinjorgranms.wordpress.com/

Redes sociais: @sinjorgran.dourados

Endereço: Av. Joaquim Teixeira Alves, 1985 – Centro, Dourados – MS, 79801-012Telefone: (67) 3422-5540E-mail:sinjorgran@gmail.com

O edital:

uc?export=download&id=1ARPb9urpBwjlX2MiWPbYoa6ioGvvl7g0&revid=0B9BbcDfw1PUkOEdOTHVCWWdONXlEaEwzbEdlWnZWL1lWTE1rPQ

Existe clima para comemorar o dia dos Namorados?

Ao que tudo indica a temperatura estará lá embaixo, uma delícia para comemorar entre os lençóis

Chuva e tempo ameno é a temperatura que os termômetros devem marcar no próximo dia 12 de junho, Dia dos Namorados. A comemoração vai exigir criatividade para “esquentar os lençóis”. As flores e o jantar a luz de velas não precisam ser esquecidos e o clima intimista com as baixas temperaturas devem deixar a celebração ainda mais gostosa. Presentes nessa data são super esperados, mas quer que sejam memoráveis? Se a resposta for “SIM” siga o passo a passo que o Shopping Campo Grande preparou para vocês.

1 – Café da manhã para reis e rainhas
O dia precisa começar completo. Acordar de mau humor é sinal de que o tão esperado SIM pode ser um TALVEZ. Antes do café da manhã, pense no sono. Que tal um bom colchão, travesseiros macios e um jogo de lençóis. Lembre-se que posteriormente isso será parte do seu enxoval. O presente será para o casal que depois pode se emaranhar nos lençóis e travesseiros ultramacios. A loja MMartan tem kits prontos que trazem colcha e jogo de lençóis. Nem precisa se preocupar em fazer as combinações. Um Kit Colcha Matelassê Shiny Maite + Jogo de Lençol Percal Ultra Soft Maite por R$ 729,00. Se a grana está curta há opções mais em conta no Shopping Campo Grande na Riachuelo ou mesmo na Artex. Não esqueçam de se alimentar, afinal, mesmo que não seja o dia do pedido oficial, vai precisar de energia…

2 – Brunch para seu príncipe ou princesa
Mesmo em home office é possível surpreender. Dá para preparar um superbrunch com suco de laranja, frutas numa linda bandeja que também pode ser usada para manter o trabalho. Passe no Carrefour para comprar as frutas, iogurte, pães. A sugestão é uma bandeja que não teve para quem quis, “Bandeja Laptop”, da Imaginarium no Shopping Campo Grande, ela custa R$ 219,90. O bom é que além de servir um mimo para o amado(a), nem é preciso sair da cama, é só voltar com notebook e retomar o trabalho de onde parou.

Outro presente que está garantindo o conforto durante o teletrabalho é um suporte para as cadeiras para correção postural. A suporte para correção postural para assento ortopédico para a coluna pode ser encontrada na loja da Doctor Feet e custa R$ 279,00.

3 – A realeza também trabalha
E, mesmo sendo um dia dedicado ao amor, a realidade “chama à porta”, mas é possível trabalhar com todo o conforto. Pois mesmo a realeza trabalha para seus súditos. Se você precisa estar presencialmente em reuniões, as máscaras de pano estão a venda em várias lojas no Shopping Campo Grande. Na Lupo, por exemplo, um kit com duas máscaras sai por R$ 17,90. É possível combinar as máscaras com cada estilo.

O período de home office também deixou o ambiente  mais tranquilo dentro do escritório. O ar corporativo deixou de ser tão rígido e é possível usar camisas e até mesmo camisetas. Na Hering, as camisetas de manga longa estão em promoção, se comprar 3 peças, a unidade sai por R$ 39,99, as de tricot (masculinas) R$ 79,99 cada.

4 – Para deixar a coroa de lado
E se a pedida é deixar sua coroa de princesa ou príncipe de lado e relaxar, aí é que não faltam opções. Na Imaginarium, tem uma almofada massageadora por R$ 399,00. Na Netshoes, os saltos e sapatos fechados podem ser substituídos por tênis que estão sendo a sensação neste período de #FicaEmCasa. Tênis sem cadarço da Olympikus sai por R$ 169,98.

Pijamas e camisolas também são ótimos presentes para garantir todo conforto do “mozão”. A Jogê tem camisolas, pijamas e kaftans para esquentar o Dia dos Namorados. Eles tem uma linha intitulada “Lua de Mel” com diversas opções. Entre elas, a camisola curta cetim Valentines por R$ 339,15.

5 – Fazer o rei/rainha perderem a cabeça
Calma, aqui não é enforcamento e nem guilhotina! O objetivo é seduzir. A sedução começa pelo olfato, sem esquecer da pele. Nem é preciso se descabelar para selecionar o produto correto, O Boticário está com vários kits para todo tipo de pele e de bolso. O kit Lily que traz Lily Eau de Parfum Válvula, 75ml, creme esfoliante corporal, 200ml, creme acetinado desodorante hidratante corporal, custa R$ 249,90. Já para os homens, o kit Quasar com Quasar desodorante colônia, 100ml, antitranspirante Desodorante Aerossol, 31g, e creme desodorante hidratante corporal FPS15, 200ml, sai por R$ 134,90.

6 – Pedido digno da realeza
Agora se quer marcar a data entregando seu coração e sua vida, é hora de arranjar uma aliança digna da realeza. Mesmo sem o pedido de casamento, dá para oficializar o amor com essa aliança da Pandora You & Me, que sai por R$ 489,00.
Que tal um solitário de ouro branco da Vivara? O solitário de ouro branco com 13 pontos de diamantes sai por R$ 3.390,00. Esse é digno de um solene SIM.
Para os eternos namorados, a dica é expressar o romantismo entregando todo o seu amor num pingente em ouro escrito Love, da H. Stern. R$ 1.190,00


Educação e mercado de trabalho: o que esperar do futuro?

Girl studying at school looking very happy

O mundo está em constante mudança e movimento. O modo como interagimos uns com os outros e como vamos encarar a nova realidade pós-pandemia é completamente diferente de tudo o que já imaginamos ou vivemos.

Hoje, somos e estamos totalmente influenciados pelas novas tecnologias, cada vez mais próximos de um ponto de virada na história, em que a automação em larga escala cresce e novas profissões surgem.

O que esperar deste novo mundo? Como serão as relações interpessoais? O que o futuro reserva para a educação e o mercado de trabalho?

Neste e-mail, reuni alguns conteúdos sobre esta temática, para alimentar reflexões, buscar respostas e ajudá-lo a promover transformações.

Boa leitura!

Transdisciplinaridade na educaçãoA importância da metodologia no processo de transformação da educação

O papel do professor na sociedade
Como os professores estarão inseridos neste novo contexto de mundo? 

Transformação e inovação nas escolas
Educadores precisam estar preparados para mudar radicalmente sua forma de ensinar

Comunicação não-violenta
Falar e ouvir sem se ofender e os processos de facilitação de relacionamentos 

Sinais do futuro no presente – André Gravatá
O jornalista, educador e poeta explica como é possível promover e provocar mudanças reais

O propósito da transdisciplinaridade
O que podemos fazer de diferente
Adaptar metodologias é eficiente?
Como promover mudanças reais
Como repensar a educação para o futuro?

Aprender com a própria história – Edson Mackeenzy
Um dos empreendedores mais influentes do Brasil dá conselhos valiosos aos educadores

Influência da internet na educação
Conselho para os professores
Do que o trabalho do futuro precisa?

Inquietação como combustível – Eliza Hostin
A consultora em sustentabilidade aponta que estamos caminhando para a obsolência de algumas profissões

O que será valorizado no futuro do trabalho?
Educação de hoje e o trabalho do futuro
Sustentabilidade em sala de aula
O papel do professor na conexão com a comunidade
Mensagem para professores
Buscar inspiração para mudanças

O profissional do futuro

Ebook
O futuro da educação no Brasil: Reflexões para inovar na educação
Conjunto de respostas e pensamentos de quem já está revendo as formas de ensinar e preparar as crianças e jovens para a nova realidade. Saiba mais
Ebook
Reflexões sobre o trabalho do futuro 
O mercado de trabalho vem sentindo os impactos das mudanças geracionais e tecnológicas há algum tempo. Este material reúne reflexões sobre o tema. Saiba mais

Oficina de Classroom para professores
Transposição para ambientes digitais
Storytelling na educação a distância
Novas tecnologias para o ensino remoto
Criação de roteiro e gravação de aulas on-line

“Ana Carla – Sebrae/MS”

Consultorias gratuitas preparam negócios para reabertura em MS

De protocolos para reabertura das atividades à gestão da empresa, soluções do programa Sebrae Orienta apresentam dicas rápidas e personalizadas

Negócio deve seguir protocolo de segurança para retomada das atividades

Para auxiliar os empresários a superar os efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus, o Sebrae/MS lançou o programa de aconselhamento empresarial Sebrae Orienta. A iniciativa conta um combo de consultorias gratuitas, que abordam desde protocolos para reabertura das atividades à gestão do negócio.

Desde o lançamento do programa, em março, até o momento, novas soluções foram incorporadas, buscando atender às demandas do setor empresarial. Por isso, atualmente, o foco do Sebrae Orienta está nas consultorias de biossegurança, que foram viabilizadas a partir de uma parceria com o Sistema Fiems (por meio do Sesi/MS) e o Senac/MS.

As organizações disponibilizam dois produtos para atender os negócios nos temas Saúde e Segurança no Trabalho: uma consultoria voltada às empresas que já estão funcionando, e outra para os negócios interessados em reabrir. O primeiro pacote inclui quatro horas de consultoria com foco na elaboração de Procedimentos Operacionais Padrão (POP) para qualquer segmento.

Já a segunda consultoria tem seis horas de duração, com foco na reabertura física da empresa, abordando o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), o Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional (PCMSO), finalizando com a elaboração do protocolo de reabertura para ser entregue à prefeitura de cada município.

Gestão da Empresa
Para os interessados em organizar a gestão e melhorar o negócio sem sair de casa, a opção é pelo pacote de consultorias nos temas “Gestão Financeira”, com quatro horas de duração; “Marketing Digital”, também com quatro horas; e “Estratégias de Mercado”, com oito horas.

No programa, os participantes contam com o apoio e orientação de um consultor especializado, que escuta os problemas das empresas e indica as soluções mais adequadas para cada caso. Outra vantagem é que os inscritos ganham uma peça para divulgação online (post para redes sociais, banner, etiqueta para embalagem, entre outros), com direito a até duas alterações.

As inscrições para o Sebrae Orienta seguem abertas. Para participar, os interessados devem preencher um formulário na página oficial do programa: orienta.ms.sebrae.com.br. Após, um técnico da instituição entrará em contato para fazer o agendamento o mais breve possível.

Tratamento cirúrgico para infertilidade feminina é tema de live da Clínica Origen

Na próxima quarta-feira, 10 de junho, às 18 horas, acontece live da Clínica Origen. Para debater o tema “Tratamento Cirúrgico para Infertilidade Feminina”, os médicos Marcos Sampaio e Selmo Geber convidam Rodrigo Hurtado, especialista em Reprodução Humana pela Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida e especialista em Cirurgia Videoendoscópica pela Sobracil. O “encontro” será pelo Instagram da clínica (@clinicaorigenreproducao).

Sobre os participantes:

Dr. Marcos Sampaio: médico pela Universidade Federal da Bahia, diplomado em Fertilização in Vitro e investigação biomédica pela Faculdade de Medicina de Valência, na Espanha. Doutor em Ginecologia e Obstetrícia, pós-doutor em Embriologia e Fertilização In Vitro pela Universidade de Melbourne, na Austrália. Atualmente é Médico e Diretor do Centro de Medicina Reprodutiva – Clínica Origen.

Dr. Selmo Geber: médico da Clínica Origen, professor titular e livre docente do Departamento de Ginecologia da Faculdade de Medicina da UFMG. Membro Titular da Academia Mineira de Medicina.

Dr. Rodrigo Hurtado: Formado em Medicina na UFMG. Mestre e Doutor em Saúde da Mulher pela UFMG. Especialista em Reprodução Humana pela Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida. Especialista em Cirurgia Ginecológica pela Sociedade Brasileira de Videoendoscopia Professor Adjunto de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina da UFMG.

Jaqueline da Mata
Link Comunicação Empresarial

jaqueline.mata@linkcomunicacao.com.br
(31) 2126-8053