PRF apreende 247,6 Kg de cocaína em Água Clara (MS)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, na noite desta segunda-feira (08), em Água Clara (MS), 247,6 Kg de cocaína.

Em uma fiscalização de rotina, no km 140 da BR 262, os policiais rodoviários federais deram ordem de parada ao caminhão modelo Iveco Stralishd, de placas de Cascavel (PR). Ao visualizar a ordem, o condutor parou o veículo distante dos policiais às margens da rodovia, e fugiu a pé para dentro de um matagal. Buscas foram realizadas, porém o suspeito não foi localizado.

Os policiais localizaram, embaixo dos bancos do caminhão, diversos tabletes de cocaína, que totalizaram 247,6 Kg (duzentos e quarenta e sete quilos e seiscentos gramas) da droga. O motorista, de 37 anos, deixou os documentos na cabine o que facilitou a identificação como autor do crime.

Ocorrência encaminhada para a Polícia Judiciária local.

Nucom – Setor de Comunicação Social PRF-MS

Polícia Militar Ambiental fiscaliza 30 embarcações, apreende 1.000 metros de redes de pesca no rio Paranaíba e solta 15 kg de peixes vivos dos petrechos ilegais

Campo Grande (MS) – A Polícia Militar Ambiental de Aparecida do Taboado realizou uma operação fluvial iniciada no dia (4) e concluída hoje (6) às 9h00, no rio Paranaíba e afluentes e fiscalizou 30 embarcações com pescadores, além de algumas pessoas que pescavam em barrancos dos rios e todos estavam dentro das normas legais. De qualquer forma, o que tem sido preocupante é a quantidade de petrechos do tipo redes de pesca (petrechos ilegais) armados nos rios e retirados em cada fiscalização.

A equipe retirou 23 redes de pesca, medindo aproximadamente 1.000 metros, que estavam armadas ilegalmente em diversos pontos no rio Paranaíba. Os infratores que armaram as redes não foram localizados e nem identificados. Foram soltos em torno de 15 kg de peixes vivos que estavam presos às redes.

Esse tipo de fiscalização preventiva é fundamental e tem sido prioritária nos trabalhos preventivos à pesca predatória da PMA, pois a retirada desta quantidade de redes (petrechos ilegais) dos rios impede a degradação dos cardumes, tendo em vista o alto poder de captura destes tipos de petrechos. Além disso, é muito difícil a prisão dos elementos que se utilizam desses petrechos ilegais, em virtude do pouco tempo que levam para armar e conferir os peixes capturados pelas redes, ficando pouco tempo expostos. Mais difícil ainda porque armam normalmente à noite.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS – (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON PAULINO QUEIROZ) tel. – 3357-1500

Piloto pousa helicóptero após pane e acaba preso com 188kg de cocaína

INTERIOR, Naviraí, Policial – Jornal do Estado MS

Ele confessou ter adquirido a droga no Mato Grosso e que usava a aeronave para transportar a droga até Naviraí

Helicóptero transportava cerca de 188 quilos de cocaína, além de 2 quilos de Skank

Mais de 188 quilos de cocaína, além de 2 quilos de Skank, que eram transportados em helicóptero foram apreendidos no início da noite deste sábado (6), em Naviraí, a 366 quilômetros da Capital. O flagrante aconteceu após a aeronave sofrer pane elétrica e o piloto pousar em uma propriedade rural da cidade.
Após o pouco, o homem, de 56 anos, foi levado para um hotel da cidade. Conforme o site Capitan Bado, policiais militares receberam denúncia do pouso do helicóptero, modelo R22 com prefixo PP MZY e, no sítio onde a aeronave pousou, foram informados da ida do piloto ao hotel.
No estabelecimento, o homem disse que seguia para Santa Catarina, onde buscaria paraquedistas, quando ocorreu a pane elétrica. O pouco aconteceu a cerca de 2 quilômetros do aeroporto da cidade.
Os militares solicitaram revistar o apartamento do piloto, onde encontraram 10 pacotes de Skank e diversas embalagens de pasta base de cocaína. Ele confessou ter pegado a droga no Mato Grosso e que levaria par Blumenau (SC).
O homem foi preso e levado junto dos entorpecentes à Polícia Federal de Naviraí. Ele será autuado por tráfico de drogas.

Aeronave e entorpecentes apreendidos ao lado de viaturas

Fonte: CAMPO GRANDE NEWS Por: Liniker Ribeiro

PRF e PF atuam no combate a fraudes em compras de Equipamentos de Segurança

Valor muito acima do mercado gerou desconfiança da PRF de que poderia estar ocorrendo uma fraude por parte das empresas

Numa tentativa de compra de máscaras de TNT, em um procedimento licitatório para a aquisição de materiais de higienização e prevenção a viroses, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) recusou a compra de equipamentos que estavam muito acima do valor de mercado.

Com a suspeita de pudesse estar ocorrendo alguma fraude por parte das empresas que participavam do certame, a PRF informou à Polícia Federal, através de Ofício, para providências.

Através da informação da PRF, a Polícia Federal desencadeou uma operação, denominada TNT, que executou Mandados de Busca e Apreensão expedidos pela Justiça Federal.

Com essa constatação realizada a partir da observação de servidores da PRF, reiteramos nosso compromisso com a boa gestão dos recursos públicos oriundos do contribuinte, principalmente no momento de tanta escassez de recursos e dificuldades frente a pandemia.

Segue nota da Polícia Federal:

“Na data de hoje foram cumpridos cinco Mandados de Busca e Apreensão com o intuito de apurar suposta fraude em licitação e possível crime contra a economia popular em cotação eletrônica efetuado pela Polícia Rodoviária Federal de Mato Grosso do Sul, que percebendo os preços muito acima do mercado oferecidos pelas empresas participantes do certame, informou à Polícia Federal que realiza as investigações.

O pregão é destinado à aquisição de materiais de higienização e prevenção à COVID-19, sendo que as empresas que se habilitaram são de SP, MG, e RJ.

A PRF pretendia adquirir 100.000 unidades de máscaras cirúrgicas com características específicas. Porém, com o resultado da classificação dos fornecedores, cinco empresas apresentaram preços aparentemente abusivos se comparados com o valor de referência. Máscaras que eram comercializadas por R$ 0,12 centavos a unidade, foram oferecidas por até R$ 20,00 a unidade.

A operação, denominada TNT em referência ao tipo das máscaras, contou com a participação de cerca de vinte policiais e os mandados foram expedidos pela 3º Vara Federal de Campo Grande/MS, através de Inquérito Policial instaurado pela SR/PF/MS.”

SETOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PRF-MS

IMPRENSA.MS@PRF.GOV.BR

Em duas ocorrências, PRF apreende 187,3 Kg de maconha e skunk em Dourados (MS)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu nesta quarta-feira (3), durante ações da Operação Flagellum em Dourados (MS), 179 Kg de maconha e 8,2 Kg de skunk em dois flagrantes na BR-163. Três pessoas foram presas.

Na primeira apreensão, os policiais rodoviários federais fiscalizavam no km 266 da BR-163, quando observaram o motorista de um Ford/Focus, placas de Marília (SP), em atitude suspeita em frente à Unidade Operacional da PRF. Com suspeitas de que ele pudesse estar realizando o serviço de batedor para outro veículo, os policiais decidiram abordá-lo enquanto outra equipe realizava buscas na região.

As chegar em um posto de combustível próximo, a equipe flagrou um homem, de 23 anos, ao lado de um VW/Voyage com placas de Serrana (SP), que tentou fugir a pé com a chegada da PRF no local. Ele foi alcançado e detido. Dentro do carro foram encontrados 163,8 Kg (cento e sessenta e três quilos e oitocentos gramas) de maconha e uma lista com nomes de cidades, semelhante a um roteiro de viagem. Um lista semelhante também foi encontrada dentro do Ford/Focus abordado anteriormente. Também foi descoberto que envolvidos eram pai e filho.

O motorista que transportava a droga confessou ter pego o entorpecente em Ponta Porã (MS) e levaria até Marília (SP). Pelo transporte, disse que receberia R$ 9 mil reais. O outro condutor disse que não sabia da existência da maconha e que veio apenas prestar socorro mecânico ao VW/Voyage.

Os detidos, os automóveis e o ilícito foram encaminhados para a Polícia Civil em Dourados (MS).

O segundo flagrante, também no km 266 da BR-163, ocorreu quando os policiais rodoviários federais abordaram um Citroen/C3, placas de Tres Lagoas (MS). O motorista, de 33 anos, transportava 15,3 Kg (quinze quilos e trezentos gramas) de maconha e 8,2 kg (oito quilos e duzentos gramas) de skunk, encontrados escondidos dentro das portas e painel do veículo.

O envolvido confessou ter deixado o carro em Ponta Porã (MS), onde foi preparado com os entorpecentes. Ele disse também que receberia R$ 1.500 reais pela viajar até Tres Lagoas (MS).

O preso, o automóvel e os ilícitos foram encaminhados para a Polícia Civil em Dourados (MS).

SETOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PRF-MS

IMPRENSA.MS@PRF.GOV.BR

Operação Flagellum: PRF apreende 366,9 Kg de maconha e skunk em Ponta Porã (MS)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu nesta quinta-feira (04), durante ações da Operação Flagellum em Ponta Porã (MS), 357,7 Kg de maconha e 9,2 Kg de skunk. As apreensões ocorreram em três abordagens.

No primeiro flagrante, os policiais rodoviários federais se deslocaram até o km 71 da MS-164, onde tentaram abordar um Toyota/Corolla, placas aparentes de Campo Grande (MS). O motorista não parou e iniciou fuga. Durante o acompanhamento tático, o suspeito perdeu o controle da direção, colidiu com uma residência e empreendeu fuga a pé, ele não foi localizado.

Dentro do carro, a equipe encontrou 204 Kg (duzentos e quatro quilos) de maconha. As placas do carro eram falsas, sendo as verdadeiras de Orlândia (SP), sem registro de roubo/furto.

O veículo e a droga foram encaminhados para a Polícia Civil em Ponta Porã (MS).

O segundo flagrante ocorreu no km 64 da BR-463. Os policiais rodoviários federais abordaram um Fiat/Uno, placas de Ilhéus (BA). O motorista, de 25 anos, e a passageira, de 23, foram flagrados transportando 9,2 Kg (nove quilos e duzentos gramas) de skunk escondidos no parachoque do carro.

O condutor confessou ser o proprietário do entorpecente, porém não deu mais informações sobre origem e destino do skunk. A passageira disse que não sabia da existência do ilícito.

Os dois envolvidos, a droga e o veículo foram encaminhados para a Polícia Federal em Ponta Porã (MS).

Na última abordagem, a equipe abordou, no km 75 da BR-463, um Ford/Focus, placas aparentes de Águas de Lindóia (SP). O motorista, de 27 anos, tentou fugir da fiscalização, porém desistiu durante o acompanhamento tático e foi detido.

Dentro do Ford/Focus, os policiais rodoviários federais encontraram 153,7 Kg (cento e cinquenta e três quilos e setecentos gramas) de maconha. Eles também descobriram que as placas estavam adulteradas, sendo as verdadeiras de Barra do Garça (MT) com registro de furto.

O preso, o veículo e o entorpecente foram encaminhados para a Polícia Federal em Ponta Porã (MS).

SETOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PRF-MS

IMPRENSA.MS@PRF.GOV.BR

PRF apreende 38 m³ de madeira com documentação ambiental irregular em Coxim (MS)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu nesta quinta-feira (4) em Coxim (MS) 38 m³ de madeira sem documentação ambiental válida para o transporte.

Os policiais rodoviários federais fiscalizavam no km 734 da BR-163, quando abordaram um caminhão Scania/G 420 A4X4, placas de Mandaguaçu (PR), atrelado a dois semirreboques com placas de Maringá (PR), conduzido por um homem, motorista da transportadora.

O condutor apresentou as notas fiscais referentes à carga, porém a equipe constatou que havia em excesso 7 m³ de madeira, dos tipos caibro, viga e prancha, sem documentação ambiental válida para o transporte, estando portanto em desacordo com a Instrução Normativa 21/2014 e 09/2016 do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). A documentação da carga também havia expirado.

O motorista assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência e responderá, juntamente com a transportadora, por crime ambiental. A Polícia Militar Ambiental em Coxim (MS) prestou apoio na ocorrência. O conjunto foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Rodoviária Federal em Coxim (MS), juntamente com a madeira apreendida.


SETOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PRF-MS

IMPRENSA.MS@PRF.GOV.BR

PRF em Água Clara (MS) apreende 425 mil maços de cigarros e caminhão adulterado

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu durante esta quinta-feira (4) em Água Clara (MS) 425 mil maços de cigarros contrabandeados e uma carreta adulterada em dois flagrantes.

Na primeira apreensão, os policiais rodoviários federais fiscalizavam no km 141 da BR-262, quando abordaram um caminhão Iveco/StraliHD, placas de Sorriso (MT), acoplado a um reboque com placas de São Paulo. Durante consulta aos sinais de identificação dos veículos, a equipe descobriu que existiam indícios de adulteração. O caminhão abordado possui dados iguais a outro caminhão com registro de baixa no Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Diante das informações, o motorista, de 30 anos, e os veículos foram encaminhados para a Polícia Judiciária em Água Clara (MS).

Já a segunda abordagem ocorreu no km 144 da BR-262. Os policiais rodoviários federais realizavam ronda na região, quando localizaram um caminhão Scania/R124, placas de Pitanga (PR), estacionado em um posto de combustíveis. Durante a entrevista, o motorista, de 26 anos, confessou que não possuía habilitação e que transportava diversas caixas de cigarro contrabandeado.

Ao verificar a carga, a equipe apreendeu 850 caixas do ilícito, totalizando 425.000 (quatrocentos e vinte e cinco mil) maços de cigarros. O condutor disse ter pego a carreta carregada em Campo Grande (MS) e levaria até Tres Lagoas (MS). Pelo serviço, declarou que recebeu R$ 1.500 reais, ao receber o caminhão, e que receberia mais R$ 500 reais no destino final.

O preso também possuía uma CNH falsa. Em consulta aos sistemas, os agentes descobriram um mandado de prisão em aberto no verdadeiro nome do suspeito. Ele foi encaminhado para a Polícia Federal em Três Lagoas, junto com os veículos e o cigarro apreendido.

SETOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PRF-MS

IMPRENSA.MS@PRF.GOV.BR

PRF apreende 47.500 maços de cigarros em Guia Lopes da Laguna (MS)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na noite desta quinta-feira (4) em Guia Lopes da Laguna (MS) 47.500 mil maços de cigarros contrabandeados. Três veículos foram apreendidos com a carga.

Os policiais rodoviários federais fiscalizavam no km 581 da BR-060, quando avistaram três carros em comboio seguindo em uma estrada vicinal. Desconfiados de que algum ilícito estivesse sendo transportado, a equipe iniciou o acompanhamento tático aos automóveis.

Em seguida, os suspeitos abandonaram os veículos e empreenderam fuga a pé. Buscas foram feitas na região, porém ninguém foi encontrado. Dentro dos carros, um VW/Voyage, um Chevrolet/Prisma e um GM/Kadet, foram encontradas as caixas do contrabando, totalizando 47.500 (quarenta e sete mil e quinhentos) maços de cigarros de origem paraguaia.

A ocorrência foi encaminhada para a Receita Federal em Ponta Porã (MS).

SETOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PRF-MS

IMPRENSA.MS@PRF.GOV.BR

PRF apreende 14,4 Kg de maconha em Itaquiraí (MS)

Homem que transportava a droga disse ter recebido a maconha no rio Paraná
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na noite desta quinta-feira (4) em Itaquiraí (MS) 14,4 Kg de maconha durante a Operação Flagellum.

Os policiais rodoviários federais fiscalizavam no km 113 da BR-163, quando abordaram um VW/Gol, placas de Mirandópolis (SP). O motorista, de 43 anos, foi flagrado transportando 14,4 (quatorze quilos e quatrocentos gramas) de maconha após a equipe sentir o forte odor do entorpecente próximo ao veículo. Os tabletes da droga estavam escondidos dentro da porta do carro.

O condutor confessou ter recebido a maconha na beira do rio Paraná e que receberia R$ 1.500 reais para transportá-la até Três Lagoas (MS). Ele foi preso e encaminhado para a Polícia Civil em Itaquiraí (MS), junto com o automóvel e o entorpecente.

SETOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PRF-MS

IMPRENSA.MS@PRF.GOV.BR