FPA – Análise de Mídia – 12/06

13 de junho de 2020 Off Por Ray Santos

Análise de Mídia – 12/06

– Valor Econômico destaca que o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Alceu Moreira (MDB/RS), pediu na quarta-feira ao presidente Jair Bolsonaro que dê “conforto político” aos ministros para decidirem a favor do agronegócio. Durante reunião em Brasília, a principal solicitação foi por recursos adicionais para subvenção do crédito agrícola no Plano Safra 2020/21, de cerca de R$ 1 bilhão, e de aumento nos orçamentos para assistência técnica e regularização fundiária de mais R$ 700 milhões. Leia +: https://glo.bo/3hhYDcS

– Br Político, do Estadão, informa que um impasse fez a sessão da Câmara dessa última quarta-feira, 10, durar bem menos do que o previsto. O problema veio do Centrão, que defendendo as ideias do governo tentou mudar de última hora a MP que tratava das contribuições ao Sistema S. Momentos antes da votação, o relator Hugo Leal (PSD-RJ) avisou que acataria uma emenda apresentada pelo líder do PL, Wellington Roberto (PL-PB), que reduzia as contribuições em 25% em junho. O Centrão, junto da Frente Parlamentar Agropecuária, romperam o acordo inicial com o relator Marcelo Ramos (PL-AM), e avisaram que apresentariam destaques ao texto. Leia +: https://bit.ly/3fl2Vi2

– Valor Econômico divulga que o valor recorde das exportações do agronegócio brasileiro entre janeiro e maio deste ano ajudou a reforçar a importância do setor na balança comercial e na economia do país no momento em que o mundo amarga perdas profundas em função da pandemia, como destaca o Ministério da Agricultura. Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pela Pasta, nos cinco primeiros meses os embarques do setor somaram US$ 42 bilhões, um aumento de quase 8% em relação ao mesmo período de 2019. O volume embarcado cresceu 13,7%, mas houve queda de 5,1% no índice de preços. Leia +: https://glo.bo/3dRdwRj

– Broadcast Agro, do Estadão, diz que o isolamento social em tempos de pandemia despertou no setor agropecuário a necessidade de adotar tecnologias que reduzam a dependência de mão de obra em algumas atividades e que aproximem produtor e consumidor. A constatação é da consultoria global de gestão e estratégia Boston Consulting Group, que ouviu produtores de alguns países e revelou que os brasileiros estão tão interessados em agricultura digital quanto seu principal concorrente, os Estados Unidos. Leia +: https://bit.ly/3hnJ2Ze

– G1 fala que o Ministério Público Federal (MPF) denunciou uma desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Além da magistrada, outras quatro pessoas foram denunciadas suspeitas de participar de um esquema de venda de decisões judiciais para regularização de terras do Oeste Baiano, revelado pela Operação Faroeste. Leia +: https://bit.ly/3dZcFhm

– Uol informa que o governo aprovou uma política para dar celeridade ao licenciamento ambiental para exploração de projetos minerários que reduzam a dependência da importação de fertilizantes minerais como potássio e fosfato. A proposta foi deliberada hoje em reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), colegiado formado por ministérios e bancos públicos, além da Presidência da República. Leia +: https://bit.ly/2AtqNkz

– Valor Econômico fala que o Índice de Produção Agroindustrial Brasileira (PIMAgro) calculado pelo Centro de Estudos em Agronegócios da Fundação Getulio Vargas (FGV Agro) refletiu com todas as cores a crise provocada pela pandemia de covid-19 no país e despencou em abril. De acordo com cálculos recém-concluídos, o indicador caiu 5,1% em relação a março. E na comparação com abril de 2019 a baixa foi de 16,5%, a maior desde o início da série histórica, em 2003. Nos cinco primeiros meses do ano, a baixa ante igual intervalo do ano passado chegou a 5,4%. Leia +: https://glo.bo/3hf8rEq

– Folha de S. Paulo destaca que cerca de 20% das importações de soja que a União Europeia e que a China fazem de Mato Grosso, maior exportador do produto no Brasil, são indicadas como provenientes de fazendas com desmatamento ilegal. Predomina a derrubada irregular de vegetação nativa, tanto de Amazônia quanto de cerrado e Pantanal, nas áreas produtoras de soja do estado, com 95% de desmate ilegal, ou seja, sem autorização. Jornal Impresso

– Canal Rural fala que os impactos causados pela peste suína africana (PSA) à China, que resultaram desde o ano passado na redução brusca do seu rebanho e da produção de carne suína, podem criar oportunidades para o Brasil aumentar ainda mais as exportações de proteínas animais para o país asiático e expandir a participação do agronegócio naquele mercado. A conclusão é do estudo “Como a peste suína africana influenciou os hábitos de consumo na China”, elaborado pelo escritório internacional da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) em Xangai, em parceria com a InvestSP. A publicação mostra que a PSA, aliada à crise da Covid-19, fará com que os chineses demandem mais carnes de outros países para suprir a oferta doméstica. Leia +: https://bit.ly/3cQUwAZ

– Broadcast Agro, do Estadão, diz que os preços remuneradores do milho e a incerteza econômica em meio à pandemia do novo coronavírus impulsionam a contratação de seguro agrícola para a segunda safra do cereal, cultivada após a colheita de verão. Capitalizado, o produtor investiu na lavoura, sem perder o foco nos riscos que a cultura suscetível aos meses de frio pode sofrer. “Saímos de uma safra com a saca de 60 kg de milho negociada a R$ 32 e entramos neste ciclo com a saca a R$ 44. Isso foi decisivo”, avalia Everton Todescatto, gerente comercial de Agronegócios da Sancor Seguros. Leia +: https://bit.ly/2AlyMQR

– Valor Econômico noticia que o convite ao deputado Fábio Faria (PSD-RN) para assumir o Ministério das Comunicações faz parte da estratégia do presidente Jair Bolsonaro de afinar a relação com o Congresso e, ao mesmo tempo, incrementar a comunicação do governo, hoje vinculada à ala ideológica. Ao transferir a Secretaria de Comunicação (Secom) do Palácio do Planalto para a Esplanada dos Ministérios, Bolsonaro também busca se afastar do inquérito das “fake news” no Supremo Tribunal Federal (STF). Leia +: https://glo.bo/2B3yca2

 – Estadão fala que o presidente Jair Bolsonaro sugeriu nesta quinta-feira, 11, que seus seguidores entrem em hospitais públicos para filmar os leitos de UTI e mostrar se eles estão realmente ocupados. Em transmissão ao vivo no Facebook, o mandatário afirmou que há “ganho político” em aumento do número de mortes e que ninguém no País perdeu a vida por falta de respirador ou leito. “Pode ser que eu esteja equivocado, mas na totalidade ou em grande parte ninguém perdeu a vida por falta de respirador ou leito de UTI. Pode ser que tenha acontecido um caso ou outro. Seria bom você, na ponta da linha, tem um hospital de campanha aí perto de você, um hospital público, arranja uma maneira de entrar e filmar. Muita gente tá fazendo isso, mais gente tem que fazer para mostrar se os leitos estão ocupados ou não, se os gastos são compatíveis ou não.” Leia +: https://bit.ly/2zuq6qM

– Painel, da Folha de S. Paulo, informa que o ministro Og Fernandes vai decidir nesta sexta-feira (12) se autoriza o compartilhamento do inquérito das fake news com as ações que pedem a cassação da chapa de Jair Bolsonaro. Ele é relator dos processos.  Leia +: https://bit.ly/2UA3nkw

Assessoria de Comunicação
+55 61 3248-4682 | +55 61 3263-1717
fpa.imprensa@gmail.com | www.fpagropecuaria.org.br