Criatividade marca os treinos de esgrimista durante a pandemia

Criatividade marca os treinos de esgrimista durante a pandemia

25 de junho de 2020 Off Por Ray Santos

Na briga pela vaga em Tóquio, Bia Bulcão monta um boneco em casa

Publicado em 24/06/2020 – 21:42 Por Juliano Justo – Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional – São Paulo

A esgrimista brasileira Ana Beatriz Bulcão, de 26 anos, também conhecida como Bia Bulcão, segue firme na luta para se garantir na segunda edição olímpica da carreira.

Sem poder treinar normalmente há mais de três meses, já que a pandemia da covid-19 fechou o Esporte Clube Pinheiros, onde ela faz as atividades na capital paulista, a atleta, que disputa as competições no florete, buscou alternativas para adequar a rotina de preparação. E para isso não faltou criatividade. Nos últimos dias, ela improvisou até a companhia de um novo colega: o boneco Dart.

“Na verdade, criar esse boneco foi uma solução de emergência para tentar manter ao menos algum tipo de treinamento específico com o florete, já que o isolamento limitou demais as minhas ações. Ele me ajudou com o treino de braço, pois na esgrima existe uma musculatura muito específica dos dedos. O contato com a lâmina é muito importante para não perder isso”, explica Bia, medalhista nos Jogos Pan-americanos de Lima em 2019.

Bia Bulcão

Bia Bulcão – Arquivo Pessoal /Bia Bulcão

Esse tipo de treinamento com bonecos não chega a ser novo na modalidade. Mas, são poucos os atletas brasileiros que conseguem ter um desses em casa, já que o material é importado.

“A gente tem esse tipo de boneco nos clubes. Achei que seria uma boa ideia para este período de pandemia e isolamento, com um longo tempo sem treinar e tocar em ninguém. E é claro que depois que tudo isso passar eu ainda vou poder usá-lo aqui em casa”, diz a esgrimista.

Bia ainda aguarda a reabertura do clube que ela faz parte no Brasil para voltar a ter atividades nas pistas. Além disso o clube da brasileira na Itália, o Fracati Scherma, também não passou nenhuma sinalização de volta. A brasileira deve disputar a vaga nos Jogos de Tóquio no Pré-Olímpico das Américas, previsto para acontecer em abril de 2021, no Panamá
 

Edição: Liliane Farias