Prática milenar, yoga contribui com a saúde mental

Prática milenar, yoga contribui com a saúde mental

13 de janeiro de 2021 Off Por Daniel Suzumura dos santos

Atividade é uma boa alternativa para promover o autocuidado  

Neste mês, a campanha Janeiro Branco sensibiliza a sociedade sobre a importância de cuidar da saúde mental, já que segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 300 milhões de pessoas no mundo sofrem com algum transtorno emocional.  

Com a pandemia da Covid-19, o número de pessoas adoecidas emocionalmente teve um salto significativo. “Com certeza a pandemia contribuiu muito para o aumento do número de pessoas adoecidas nos últimos meses, isso porque junto com a pandemia vieram também situações de estresse, perda de entes queridos, mudanças na forma de trabalhar, educar os filhos e muito mais. É possível perceber esse aumento pela grande procura por psicoterapia após o início da pandemia”, afirma a psicóloga da Unimed Campo Grande, Thayla Siqueira Sandim.  

Para prevenir o adoecimento mental, garantindo mais qualidade de vida, saúde e bem-estar, e mesmo para auxiliar no tratamento de problemas relacionados à mente, vale, além de seguir as orientações de um profissional de confiança, adotar hábitos de vida mais saudáveis. Praticar atividade física regularmente, melhorar a alimentação, abandonar velhos vícios, cultivar boas amizades, ler mais, beber mais água, enfim, são inúmeros os hábitos que podem contribuir com a saúde mental.  

Parceiro da Unimed Campo Grande, o professor de yoga do Movimento Sadhaka, Naigel Haran, que há alguns anos adotou essa prática milenar originária da Índia como um hábito de vida, fala como ela pode contribuir com a saúde mental das pessoas.  

“Agora em janeiro comemoramos o Janeiro Branco, mês da consciência mental. Consciência mental é a base de tudo e, segundo o yoga, tudo o que pensamos, criamos. Quando conseguimos olhar para dentro, criar hábitos que estimulem a saúde mental, tudo à nossa volta começa a melhorar”, afirma.  

Dentre os vários benefícios que a atividade oferece, a prática também promove o autoconhecimento por meio do equilíbrio físico, mental e espiritual. Versátil, pode ser adotada por pessoas de todas as idades e, em tempos de pandemia, é possível fazer de onde estiver.  

Clique aqui e confira o vídeo do professor Naigel.  

Yoga em Casa –  Todo domingo, às 08h, Naigel ministra uma aula on-line no perfil do Instagram do Movimento Sadhaka. Para participar, basta acessar @movimento.sdk. 

Comunicação Unimed Campo Grande – MS