Abril morno repercute no tráfego do e-commerce, que cai 2,8%

Abril morno repercute no tráfego do e-commerce, que cai 2,8%

23 de maio de 2024 Off Por Marco Murilo Oliveira
Compartilhar

Setor de marketplaces recua 1,8% e reflete desempenho geral em abril

Queda do E-commerce

Às vésperas do Dia das Mães, o e-commerce brasileiro voltou a perder tráfego em abril. Com 2,40 bilhões de acessos únicos no mês, o resultado caiu 2,8% na comparação a março.

O setor de marketplaces — que, sozinho, representa quase metade de todo o tráfego do comércio eletrônico brasileiro — praticamente espelhou o desempenho geral, diminuindo em 1,8%. Em números absolutos, teve 1,07 bilhão de acessos no mês.

Isenção de U$ 50 em debate

Em meio ao debate sobre acabar com isenções tributárias de compras feitas no exterior com valores abaixo de US$ 50 (cerca de R$ 250, na cotação de maio), as plataformas do setor de Importados, que seriam as mais afetadas pela mudança, cresceram pelo segundo mês seguido, chegando ao melhor número desde novembro de 2023.

Diego Ivo, CEO da Conversion, aponta:

“O e-commerce que compete com e-commerces brasileiros sem a mesma carga tributária está impactando fortemente a indústria e o varejo no país, então creio que seja necessária alguma isonomia de tributos”.

Conversion


Compartilhar