Agronegócio conclui reuniões para formalização da gestão da Central de Comercialização da Agricultura Familiar

Agronegócio conclui reuniões para formalização da gestão da Central de Comercialização da Agricultura Familiar

23 de maio de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

A equipe de Agronegócio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA) encerrou, na última quinta-feira (19), o ciclo de reuniões com associações de produtores rurais da agricultura familiar de Três Lagoas.

Os encontros foram realizados nas próprias associações, com objetivo de conhecer a realidade atual desses produtores e convidá-los a participar da gestão administrativa da futura Central de Comercialização da Agricultura Familiar (CEAFAM).

A equipe foi a campo e levou toda a metodologia aos associados e produtores dos Assentamentos 20 de Março, Pontal do Faia, Palmeira, Cinturão Verde, Asprofolha, Asprocampo, Cooperams – Fazenda Urbana, Centro Rural de Arapuá.

Conforme a diretora de Agronegócio, Amanda Pivotto, durante as reuniões “nós apresentamos o modelo de administração que deve ser o alicerce para o abastecimento e distribuição da Central de Comercialização. A ideia é formar uma cooperativa que trabalhe em acordo com as associações, alinhando preços, qualidade e quantidade de produtos, respeitando o tempo de produção e a variedade ofertada por cada associação”, explicou.

Para o secretário da Pasta, José Mauro De Grandi Junior, as reuniões foram positivas e a formação de uma cooperativa é uma excelente oportunidade para o pequeno produtor rural e a comunidade em geral.

“A administração pública está exercendo um papel de mediador entre o produtor, produto e consumidor, sendo que com a estrutura e localização da Central de Comercialização, eles terão um centro de entrega de sua produção, trazendo o interesse de empresas, restaurantes, escolas e o cidadão em concentrar suas compras com produtos 100% saudáveis, preços atrativos e variedade. O modelo de gestão de cooperativismo é o caminho ideal para alavancar a agricultura familiar de Três Lagoas”, detalhou.

O Presidente da Asprofolha, Marcelo Vieira Yamamoto, aprovou o projeto e considerou uma grande vantagem para as associações “porque além do respaldo que sempre temos do Departamento de Agronegócio, este sistema ajuda a escoar nossa safra, centralizando a venda num local apropriado, colaborando com a nossa economia de tempo, gastos de entrega e demanda. Agora resta alinhar com as outras associações um modo de trabalho que fique bom pra todos”, disse.

A próxima etapa da formalização do futuro modelo gestor da Central de Abastecimento, segundo o secretário, é fazer uma reunião geral com todas as associações e seus participantes para explicar de modo geral como será esse trabalho e já definir o estatuto e direção da cooperativa.

Neste projeto, o Departamento de Agronegócio conta com a parceria do Sindicato Rural, Empresa Suzano, através do Instituto Simbiose, AGRAER e SENAR.

AIorK4xFNr-wL5nBkEqd_-h7ZB-2ej6h63DQRL_24T3VaZNcRV-RQAGVAXk-Ii0HjLu7lBFXDlIqxCU

Fotos: Divulgação


Compartilhar