Alô Bebê adota Delphi para ganhar agilidade no desenvolvimento de novos projetos

Alô Bebê adota Delphi para ganhar agilidade no desenvolvimento de novos projetos

16 de maio de 2022 Off Por Danielsuzumura
Compartilhar

São mais de 50 pacotes feitos em Delphi para ajudar na gestão de todas as lojas da Alô Bebê 

São Paulo, 16 de maio do ano 2022 – A transformação digital, tão necessária para as empresas de todos os ramos e setores, se inicia pela base do ecossistema tecnológico de uma organização: a linguagem de programação. De nada adianta pensar em atualizar os sistemas utilizados se a ‘fundação’ é antiga e incompatível com as novas ferramentas que se pretende adotar. 

Utilizar a tecnologia como instrumento de crescimento sempre foi uma das principais características da Alô Bebê. Para a maior rede de lojas de bebê do Brasil, essa é a maneira mais assertiva de oferecer os melhores produtos e prestar um atendimento de qualidade. 

Até o ano de 2006 o sistema de gestão da Alô Bebê, chamado de Alô Win, era desenvolvido em Clipper, linguagem de programação que não atendia mais às necessidades de inovação da empresa. O time de tecnologia até testou outra ferramenta de desenvolvimento de aplicações para ambientes gráficos para Windows, mas sem sucesso. 

“Mesmo sendo desenvolvida pela mesma empresa do Clipper, a linguagem de programação não nos atendeu adequadamente, sendo difícil implementar funcionalidades que já tínhamos em Clipper, e com o Delphi foi ao contrário, muito simples e rápido”, explica o gerente de TI Antônio Milano Junior. 

Para garantir o compromisso de adotar as melhores tecnologias, a saída foi então migrar para uma nova linguagem de programação, o Delphi. O projeto foi iniciado com a conversão dos PDVs (pontos de venda), passando depois para a conversão faseada de todas as funções realizadas pelo ERP. Os benefícios não demoraram a aparecer e as dificuldades enfrentadas com Clipper ficaram no passado. 

“Outro ponto muito importante foram os servidores de aplicação, que nos permitiram integrar a matriz com as lojas e assim ter controle da ficha dos clientes de forma centralizada e praticamente sem custos, entre outras informações, como consultas para trocas, estoque etc.”, comenta Milano. 

Outro gargalo relevante da empresa, os processos logísticos de armazenamento também foram sanados com o desenvolvimento interno em Delphi de um sistema WMS (Warehouse Management System) totalmente integrado com o ERP. 

Em apenas três meses, o software estava em produção e integrado ao banco de dados do ERP, construído em SQL. “Hoje, quando um caminhão descarrega, o sistema já sugere o endereço onde os produtos devem ser guardados, obedecendo uma regra baseada no tipo de produto/tamanho, ou seja, estrutura ou picking. Cada endereço tem um código de barras e as referências dos itens podem ser consultadas no ERP ou em dispositivos móveis Android”, conta Milano. 

Finalizada em novembro de 2021, a migração completa do ERP teve como maior entrave a mudança da cultura. “Foi realmente desafiador mostrar os benefícios do novo sistema para pessoas que estavam tão acostumadas a usá-lo. Passar da melhor forma possível por essa transição só foi possível, pois levamos em conta as sugestões, necessidades e experiências dos usuários”, relembra. 

Um processo de tanto tempo foi necessário para garantir o sucesso tanto da migração como do desenvolvimento de novos módulos e funções. Assim que uma loja finaliza o expediente, o ERP analisa as vendas do dia e as necessidades de reposição. 

O suporte para APIs REST do Delphi também ajuda o e-commerce da Alô Bebê. Foram desenvolvidas APIs que conectam o site com o ERP: mesmo com bancos de dados e estruturas de desenvolvimento distintas, não há falhas de comunicação. “O cartão presente, por exemplo, pode ser utilizado tanto na loja virtual como na física, dando muito mais comodidade para o cliente”.  

Um sistema de logística específico foi também desenvolvido em Delphi para atender o e-commerce. Assim que um pedido é realizado, a mercadoria já é localizada nos endereços, separada e escaneada – o que garante que o cliente receberá o que realmente comprou. A nota fiscal é automaticamente gerada junto com a etiqueta para despacho para as transportadoras. 

Atualmente apenas os módulos Contábil e de Folha de Pagamento são soluções terceirizadas “As mudanças na legislação são constantes. Preferimos deixar o desenvolvimento dessas soluções com empresas especializadas. E, como o Delphi é muito amigável, não temos nenhum problema de integração com o ERP”, afirma. 

Os próximos passos com a linguagem de programação Delphi, segundo Milano, é o desenvolvimento em conjunto com uma ferramenta terceira de um portal (WEB) para automatizar a relação com os fornecedores. Etiquetas e programação de entregas, por exemplo, serão funções simplificadas. Em fase de homologação, a expectativa é de que em pouco tempo a utilização seja iniciada.  

Sobre a Alô Bebê 

Atualmente a Alô Bebê é a maior rede de lojas de bebê do país, com 32 lojas físicas e o e-commerce, distribuídas em todas as regiões da cidade de São Paulo e em Barueri, Santo André, Guarulhos, Campinas, Ribeirão Preto, Sorocaba, São José dos Campos, Rio de Janeiro, Uberlândia, Goiânia, Balneário Camboriú, Florianópolis, Salvador, Belo Horizonte, Brasilia e Porto Alegre. Todas as unidades oferecem uma grande diversidade de produtos, desde carrinho de bebê, cadeira para auto e banheira até roupas para bebê e brinquedos.    

Sobre a Embarcadero 

A Embarcadero (uma divisão da Idera, Inc.) constrói ferramentas para os desenvolvedores de software mais talentosos do mundo, permitindo-lhes oferecer aplicações corporativas seguras e escaláveis mais rápido do que qualquer outra plataforma no mercado. Noventa empresas da Fortune 100 e uma comunidade ativa de mais de três milhões de usuários em todo o mundo confiam nos produtos premiados da Embarcadero para as suas aplicações críticas. Para saber mais, visite o site. 

Conecte Com,.


Compartilhar