Análise de Mídia – 07/04

7 de abril de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar



Estadão destaca que a produção de grãos no Brasil na safra 2021/22 poderá atingir 269,13 milhões de toneladas, o que representa 5,4%, ou 13,8 milhões de toneladas, a mais em comparação com a safra anterior 2020/21 (255,51 milhões de t).

Os números fazem parte do sétimo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta quinta-feira, 7.

Em comparação com o primeiro levantamento da estatal para a atual safra 2021/22, quando a previsão era de 288,6 milhões de toneladas, o volume representa uma redução de 6,7%, ou 19,3 milhões de toneladas. Leia +: https://bit.ly/3DPR7Bx

Valor Econômico informa que poucos dias depois de anunciar que ampliaria o volume de cotas de exportações de fertilizantes para países importadores, o governo da Rússia sinalizou que irá aumentar também o prazo de validade do instrumento.

A extensão deve ser de pelo menos um ano. A medida entrou em vigor em dezembro passado e, em princípio, teria validade até 31 de maio. Ontem (5/4), a vice-primeira ministra do país, Victoria Abramchenko, anunciou que, após reunião com o presidente Vladimir Putin sobre medidas relacionadas ao desenvolvimento do complexo pesqueiro e agrícola russo, o instrumento de cotas de exportação de adubos deverá abarcar as semeaduras de inverno e primavera 2022/23. Leia +: http://glo.bo/38zizYX

Vaivém das Commodities, da Folha de S. Paulo, fala que o Brasil desbancou Canadá, Austrália, Nova Zelândia e México e, pela primeira vez, liderou as exportações de carne bovina para os Estados Unidos.

Em janeiro, os norte-americanos importaram 45,4 mil toneladas dessa proteína do Brasil, volume que sobe para 71 mil toneladas no acumulado do primeiro bimestre.

Os dados foram divulgados pelo Usda (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) nesta quarta-feira (6).

O desempenho dos brasileiros nos meses de janeiro e de fevereiro deste ano supera em 446% o do primeiro bimestre de 2021. Leia +: https://bit.ly/3Jho8b5

Valor Econômico destaca que o banco ABC Brasil obteve uma linha de US$ 100 milhões (mais de R$ 460 milhões) com a IFC, braço de investimentos privados do Banco Mundial.

O financiamento ajudará a aumentar o acesso ao financiamento climático no Brasil para iniciativas de descarbonização na agricultura.

O pacote permitirá que o ABC Brasil foque em dois segmentos: projetos de agricultura inteligente para culturas com certificação qualificada de cana-de-açúcar, café e laranja; geração e transmissão de energia elétrica associados a projetos de biomassa de cana-de-açúcar. Leia +: http://glo.bo/3jgThAE

Broadcast Agro, do Estadão, informa que o Brasil passará a exportar material genético animal para novos países.

A conquista mais recente é a possibilidade de exportar sêmen equino para Israel, com aceite de protocolos fitossanitários pelos dois países no último mês, segundo informações da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura.

Para o Peru, o Brasil obteve aval para exportar embrião bovino produzido in vitro. Ainda no mês passado, o Canadá liberou a entrada de carne bovina e suína do Brasil, após visita da então ministra da Agricultura Tereza Cristina. Leia +: https://bit.ly/3KmnVEP

Valor Econômico destaca que agricultores da Argentina venderam 20,7 milhões de toneladas de milho da temporada 2021/22 para exportação até agora, segundo a agência Reuters, que cita dados do Ministério da Agricultura. Desse total, 1,2 milhão de toneladas foram comercializadas na semana encerrada em 30 de março.

O volume semanal aumentou acentuadamente em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram vendidas 631,6 mil toneladas. Leia +: http://glo.bo/37koHDF

O Globo fala que no terceiro dia do julgamento da “pauta ambiental” no Supremo Tribunal Federal (STF), a ministra Cármen Lúcia, relatora de seis dos sete processos que estão sendo analisados, determinou que o governo federal apresente um plano de combate ao desmatamento equivalente ao Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia (PPCDAM) em até 60 dias e declarou um “estado de coisas inconstitucional em matéria ambiental no Brasil”. Leia +: http://glo.bo/35NvntA

Broadcast Agro, do Estadão, informa que o subsecretário de Política Agrícola do Ministério da Economia, Rogério Boueri, disse há pouco que o governo pretende avançar na criação da Cédula de Produto Rural (CPR) 3.0.

“A ideia é permitir também a emissão de CPRs por fornecedores de insumos, para a logística de distribuição do agro”, afirmou Boueri durante painel sobre crédito privado, seguro e ESG no Congresso Brasileiro de Direito do Agronegócio. Leia +: https://bit.ly/3v2pNMp

Isto É diz que o Brasil acelerou as importações de fertilizantes nos primeiros três meses do ano, segundo dados de embarque nesta quarta-feira, já que as sanções ocidentais a grandes fornecedores como a Rússia e Bielorússia representam um risco para os carregamentos daqui para frente.

Segundo dados da Cargonave, as importações brasileiras de fertilizantes no ano até março aumentaram 27,4%, com as importações atingindo 10,43 milhões de toneladas. Rússia, China e Canadá estão entre os três principais fornecedores do Brasil, mostraram dados da Cargonave. Leia +: https://bit.ly/3KoYXoj

Valor Econômico informa que horas após se encontrar com a senadora Simone Tebet (MDB), Eduardo Leite (PSDB) jantou com aliados da sigla tucana que encabeçam a resistência à pré-candidatura de João Doria (PSDB) à presidência da República.

Segundo apurou o Valor, os aliados de Leite classificaram como “frutífera” a aproximação dele com Tebet. Para eles, uma eventual dobradinha entre os dois, independente da posição que ocupem, largou na frente das demais combinações. Leia +: http://glo.bo/3uZGwzZ

Estadão destaca que o presidente Jair Bolsonaro (PL) recuperou parte da preferência entre os eleitores evangélicos e voltou a superar Luiz Inácio Lula da Silva (PT) entre esse público, segundo pesquisa XP/Ipespe divulgada na quarta-feira, 6.

O chefe do Executivo, que chegou a perder do petista por cinco pontos em um levantamento de março, agora tem 40% das intenções de voto dessa denominação religiosa, contra 33% do ex-presidente.

O levantamento ainda não considera eventuais impactos das declarações de Lula em defesa do aborto. Leia +: https://bit.ly/3LSL6Hn

O Globo informa que depois de ver seus indicados para presidência da Petrobras e para o Conselho de Administração da estatal — Adriano Pires e Rodolfo Landim —desistirem dos cargos por risco de conflito de interesses, o presidente Jair Bolsonaro buscou uma solução em quadros de seu governo, numa operação que incluiu até o inédito escrutínio do nome do indicado para dirigir a estatal em 24 horas.

José Mauro Ferreira Coelho, que foi apontado para assumir o comando da estatal, é considerado homem de confiança do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Leia +: http://glo.bo/3NXDaWT

Assessoria de Imprensa e Comunicação
+55 61 3246-4682
+55 61 3263-1717
fpa.imprensa@gmail.com

Compartilhar