Armazenagem de grãos aliada à tecnologia traz inúmeros ganhos para o agronegócio

12 de agosto de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

*Por Giordania R. Tavares

A agricultura está entre as principais atividades econômicas do mundo. De acordo com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), o Brasil é o maior produtor de soja, açúcar e café, além de ser considerado como um dos maiores exportadores mundiais de grãos, dominando cerca de 50% desse mercado. Entretanto, embora tenha resultados animadores no universo dos negócios, o setor graneleiro ainda negligencia etapas fundamentais de planejamento estratégico, que poderiam evitar o desperdício ou o armazenamento inadequado de insumos.  

A armazenagem de grãos é parte fundamental de um ciclo de etapas no setor do agronegócio e, por esse motivo, manter a qualidade e a proteção dos produtos colhidos é crucial para garantir as boas práticas agrícolas. Assim como em diversos segmentos, o uso de novos aparelhos e tecnologias especializadas, como portas rápidas automáticas, podem ajudar a garantir o cuidado e a segurança necessária em ambientes confinados, como silos, armazéns graneleiros e paióis. 

Para cada um desses ambientes, é importante que haja equipamentos que auxiliem nas diferentes fases dos processos de manuseio e armazenagem. No caso da utilização das portas automáticas, o principal benefício encontra-se na característica de vedação completa da área em que está instalada, evitando, assim, a entrada de pragas. Outro ponto positivo está na proteção contra agentes externos, como a forte incidência do vento e da chuva, além, é claro, de evitar a troca de ar entre um local e outro.

A importância da instalação de portas automáticas para a indústria agrícola também está relacionada ao isolamento térmico e a uma abertura ultrarrápida do equipamento, que permite manter a temperatura ideal dos espaços, evitando a proliferação de microrganismos que interferem diretamente na qualidade dos grãos.

Embora pareça simples, a adoção de novas tecnologias e medidas preventivas podem tornar os processos deste tipo de indústria cada vez mais adequados, tanto para aprimorar os resultados e trazer maior competitividade ao mercado, quanto para promover a produtividade, aumentar a receita e otimizar a logística, disponibilizando também o comércio dos insumos em diferentes períodos.

Vw9vImg3-vt6sDVVm8HNTMv4nGa4lduuLSLvpspOVGqoWOumYXPeIpiD18EmS2PdjojDmkqOxWW_XaDGQnP-imTudyElUx8G9X2_m7nKpKAizsU4ukBEu-vHkuhhYHcUPDypmNwkkxB0kNEkUGN_hAgCEO da Rayflex, Giordania R. Tavares é graduada em administração pela UNICID, com especialização pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Com mais de 20 anos de experiência no mercado de portas industriais e equipamentos de doca, foi responsável por tornar a Rayflex expoente de mercado no Brasil e na América Latina.
AIorK4xevFObYj1dw8FHY_s5FQdlmVhllVb0NqeCR70U4ZHzPjge3WKNZSz8oHpsjVjLJy6j5oVbceI

Compartilhar