Atividade física durante a gravidez traz benefícios não só para o corpo mas também para a mente, diz especialista

5 de abril de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Praticar exercícios é recomendado para qualquer pessoa que busca ter mais saúde. Uma rotina ativa e saudável traz diversos benefícios para o corpo e mente, reduzindo o risco de doenças crônicas e promovendo bem-estar. E durante a gravidez não é diferente. A atividade física se tornou uma grande aliada não somente para a saúde da mulher grávida, como também para a do bebê. Praticar uma atividade física vai muito além da estética, é fator importante para o quesito qualidade de vida. Para muitas mulheres, estar na gestação significa dar uma pausa. Mas não é bem assim que deve ser. “O primeiro passo que uma grávida deve tomar é conversar com o seu médico obstetra sobre a prática de uma atividade física. Depois, se não houver contra indicações, é só colocar em andamento uma rotina onde o exercício esteja incluído”, explica Danillo Santana, Coordenador Geral da Rede Alpha Fitness.

O treinamento de uma gestante tem seus diferenciais. Mas nem a gravidez em si ou um bebê, podem ser obstáculos. Exercícios de salto ou os que têm risco de queda, devem ser evitados, assim como a intensidade dessas práticas. Mas se não houver contra indicações, são recomendados 150 minutos semanais (recomendação da Organização Mundial de Saúde – OMS), com exercícios de fortalecimento, aeróbico e consciência corporal. “A atividade física vai promover tanto benefícios físicos, quanto psicológicos. Além disso, reduz o risco de diabetes gestacional e pré-eclâmpsia. A mulher melhora a circulação e o aporte nutricional do bebê. Com os exercícios, ela passa a ter uma manutenção postural boa. Previne incontinência urinária e tem o controle do ganho de peso mais adequado”, acrescenta o coordenador da Rede Alpha Fitness. Estar bem e cuidar da saúde como um todo, é um caminho para qualidade de vida da mãe e do bebê que está para chegar. E os benefícios vão muito além da saúde corporal. As mulheres grávidas, que vivem um turbilhão de sensações e emoções, conseguem de alguma forma equilibrar alguns hormônios a partir da prática do exercício e ter um ganho também na saúde mental. “Isso sem falar que o tempo em que ela está ali, na prática esportiva, termina tirando o foco de possíveis preocupações típicas do período”, finaliza Danillo.

Pippa Com,.


Compartilhar