BOLETIM DA OBRA DO PROJETO CERRADO EDIÇÃO Nº 10

BOLETIM DA OBRA DO PROJETO CERRADO EDIÇÃO Nº 10

18 de maio de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Maio Amarelo“Quem vai com calma chega lá”

Preocupada com a segurança no trânsito de Ribas do Rio Pardo (MS) e ao longo da BR-262, a Suzano deu início neste mês de maio a uma série de ações que buscam conscientizar os(as) trabalhadores(as) da obra da sua nova fábrica sobre a importância da direção segura como forma de evitar acidentes.

Para começar, a empresa formou uma comissão interna composta por várias áreas ligadas ao assunto para planejar e executar as ações dentro e fora do canteiro de obras. Dentre as ações estão uma ampla campanha de comunicação na obra, palestras por órgãos públicos, peças de teatro (esquetes) e lives, para citar só algumas, marcando o Maio Amarelo – mês de conscientização pela segurança no trânsito.

O pontapé inicial foi no último no dia 11/05, com o lançamento da campanha “Quem vai com calma chega lá” e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) palestrando para mais de 2,8 mil trabalhadores. Uma parceria e tanto em defesa da vida!

Cinco picadores de madeira operando 24 horas por dia

Para transformar a madeira que vem da floresta na celulose que, por sua vez, será convertida em papel e outros bens de consumo, uma fábrica conta com a ajuda de enormes picadores. São equipamentos de alta performance que reduzem, em questão de minutos, as toras de eucalipto a pequenos pedaços – os chamados cavacos.

Na nova fábrica da Suzano em Ribas do Rio Pardo, a etapa do preparo de cavacos contará com cinco picadores que vão trabalhar 24 horas por dia fragmentando 500 m³ de madeira por hora, o equivalente a 1.000 caixas d’água de 500 litros. E o estaqueamento das estruturas para sustentar essas máquinas potentes já começou no canteiro de obras da futura unidade.

Você sabia?

Cada um dos cinco picadores que a Suzano vai utilizar na nova fábrica será composto por 21 facas e terá quase 4 metros de diâmetro, com uma circunferência de 12,57 metros. Para a conta ficar mais fácil: é maior do que o diâmetro da turbina de um Boing 777, a maior aeronave bimotora do mundo, com capacidade para até 550 passageiros.

Fotos: Divulgação


Compartilhar