BOLETIM INFLUENZA: Mato Grosso do Sul zera casos e mortes por H3N2 nesta segunda de carnaval

28 de fevereiro de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Mulheres (51,9%) se infectam com o vírus H3N2 mais do que homens (48,1%)

Naiara Camargo – 28/02/2022 13:30 – Correio do Estado

Dados do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES) apontam que nenhuma pessoa morreu ou se contaminou com o vírus da gripe Influenza A (H3N2) nesta segunda-feira (28) em Mato Grosso do Sul.

Os dados ainda mostram que 474 pessoas foram infectadas pelo vírus e 89 morreram vítimas da doença desde dezembro de 2021.

A taxa de letalidade é de 18,8%. A taxa de contágio não foi divulgada. A média móvel de óbitos dos últimos sete dias é de 0,3 e de casos de 3,6.

Mulheres (51,9%) se infectam com o vírus H3N2 mais do que homens (48,1%). Porém, homens (54,3%) precisam de hospitalização mais do que mulheres (45,7%). Mulheres (63,2%) morrem vítimas de H3N2 mais do que homens (36,8%).

Confira o histórico de óbitos por Influenza H3N2:

Ano          Nº de óbitos
2009 1
2013                      3
2014                      7
2015                      4
2017                      3
2018                     12
2019                     3
2021                     4
2022        85 (até o momento)

H3N2

A H3N2 é um subtipo do vírus Influenza A que causa gripe em humanos, aves e mamíferos. A gripe é transmitida pelo ar e tem registrado surtos em algumas cidades do Brasil.

Sintomas

Os sintomas comuns da gripe H3N2, vírus Influenza A, são:

  • Febre
  • Tosse seca
  • Dor de garganta
  • Coriza
  • Dor de cabeça
  • Dor muscular
  • Mal-estar
Transmissão

A transmissão da gripe A H3N2 se dá por inalação ou contato com gotículas de saliva, secreções respiratórias ou superfícies contaminadas. Portanto, a transmissão pode ocorrer por meio de:

  • Tosse
  • Espirro
  • Catarro
  • Apertos de mão
  • Contato pessoal próximo
  • Contato com objetos contaminados
Prevenção

Existem inúmeras formas de se prevenir o contágio e proliferação da gripe H3N2. Veja:

  • Vacinação
  • Uso de máscara
  • Uso de álcool gel
  • Lavagem das mãos com água e sabão
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca
  • Não compartilhar objetos pessoais
  • Ventilar ambientes
  • Evitar aglomerações e espaços fechados
  • Medicação: Oseltamivir/Tamiflu

Assine o Correio do Estado


Compartilhar