Canabidiol ganha mercado e chega a 4 anos de comercialização em farmácias, desde que foi lançado por farmacêutica que abriu setor no Brasil
Estudo clínico realizado pela farmacêutica em parceria com a USP de Ribeirão Preto é o único em andamento no país. Foto: Prati-Donaduzzi

Canabidiol ganha mercado e chega a 4 anos de comercialização em farmácias, desde que foi lançado por farmacêutica que abriu setor no Brasil

18 de junho de 2024 Off Por Marco Murilo Oliveira
Compartilhar

Incorporação no SUS deve ampliar acesso do medicamento à população; Prati-Donaduzzi investe em pesquisas para tratamento de patologias do Sistema Nervoso Central

Primeira a obter a autorização para comercialização do canabidiol no Brasil, a indústria farmacêutica Prati-Donaduzzi chega ao marco de quatro anos do início desse processo. O pioneirismo se estende ao estudo clínico realizado em parceria com a Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto, único em andamento no país. A pesquisa investiga a eficácia do canabidiol em casos de epilepsia refratária, uma doença que afeta mais de 50 milhões de pessoas no mundo. Todos os participantes do estudo continuam recebendo gratuitamente o produto.

“A pesquisa e a inovação estão no DNA da Prati-Donaduzzi e norteiam nossas ações. Por isso, quando mapeamos a utilização do canabidiol em alguns países do exterior em 2014, já iniciamos nossos estudos. Estabelecemos uma parceria com a USP e somos os únicos a conduzir um estudo clínico no Brasil”, afirma o CEO da Prati-Donaduzzi, Eder Maffissoni. “Em dezembro de 2022, finalizamos o estudo clínico fase III e submetemos à aprovação da Anvisa. Nossa expectativa é que em breve teremos a publicação do registro para o Myalo, para que o produto possa ser incorporado ao SUS e que chegue gratuitamente a quem hoje não tem acesso à medicação”, complementa. Atualmente, o canabidiol da Prati-Donaduzzi está disponível em três concentrações: 20 mg/ml, 50 mg/ml e 200 mg/ml.

Hoje, o insumo farmacêutico ativo (IFA) utilizado na fabricação do canabidiol isolado é importado da Europa. O restante do processo de produção ocorre integralmente na unidade fabril da Prati-Donaduzzi, em território nacional. “Seguimos rigorosamente todas as normas estabelecidas pela Anvisa, realizamos controle de qualidade, tudo para garantir a eficácia e segurança dos medicamentos”, complementa Eder. Agora a farmacêutica está investindo para se tornar referência em doenças do Sistema Nervoso Central até 2028. A intenção é continuar desenvolvendo mais medicamentos destinados ao tratamento de patologias como epilepsia, depressão, ansiedade e autismo.

Mais pesquisas e inclusão

O uso do canabidiol para tratamento de saúde cresceu 130% em 2023, segundo dados do Anuário da Cannabis Medicinal. Aproximadamente 430 mil pessoas utilizaram canabidiol em seus tratamentos de saúde no ano passado, comparado a cerca de 188 mil pacientes em 2022. Esse aumento pode ser explicado, em parte, pelo crescimento no número de médicos que prescreveram o canabidiol, que atingiu quase 25 mil profissionais nos últimos 12 meses. 

Um estudo da Kaya Mind, empresa especializada em dados e inteligência de mercado no segmento da cannabis, mostra ainda que 219 mil pacientes fazem importação de medicamentos à base de cannabis no Brasil, 114 mil utilizam via associações e outros 97 mil realizam a compra nas farmácias. “A Prati-Donaduzzi tem investido intensamente para desmistificar o produto, levando mais informações aos médicos por meio da educação continuada e à população, além de realizar fortes investimentos em pesquisa”, finaliza o CEO.

Sobre a Prati-Donaduzzi

A Prati-Donaduzzi, indústria farmacêutica 100% nacional, é especializada no desenvolvimento e produção de medicamentos. Com sede em Toledo, Oeste do Paraná, produz aproximadamente 13 bilhões de doses terapêuticas por ano e gera mais de 5 mil empregos. A indústria possui um dos maiores portfólios de medicamentos genéricos do Brasil e desde 2019 vem atuando na área de Prescrição Médica, sendo a primeira farmacêutica a produzir e comercializar o Canabidiol no Brasil.

Central Press


Compartilhar