Coral Paulistano apresenta concerto em homenagem a Naomi Munakata

Coral Paulistano apresenta concerto em homenagem a Naomi Munakata

23 de março de 2022 Off Por Danielsuzumura
Compartilhar

Maestrina, que faleceu em 2020, receberá homenagem em apresentação no próximo dia 26 de março, no Theatro Municipal de São Paulo. No mesmo dia, a Camerata da Orquestra Experimental de Repertório apresenta “Beethoven por ele Mesmo”, na Praça das artes

São Paulo, 23 de março do ano 2022 – No próximo dia 26 de março, às 20h, o Coral Paulistano irá homenagear a maestrina Naomi Munakata, em única apresentação no Theatro Municipal de São Paulo. O concerto será baseado na obra “Um Requiem Alemão, Op. 45 (versão para piano a 4 mãos) (80’)”, do compositor alemão Johannes Brahms.

Naomi Munakata, que faleceu em 2020, foi uma das maiores e mais importantes regentes da música coral brasileira, elevando o nível da música de coral em São Paulo, além de ter sido muito presente como educadora, pois acreditava na educação por meio do campo coral.

Em sua trajetória profissional, destacou-se como regente titular do Coral Paulistano, além de ter sido por duas décadas, regente do Coro da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, diretora e professora da Escola Municipal de Música de São Paulo e diretora artística e regente do Coral Jovem do Estado.

“O concerto do próximo final de semana é de suma importância para o legado da Naomi, visto que era uma apresentação que estávamos ensaiando em 2020, com ela própria na regência, porém a pandemia chegou e tudo aconteceu. Agora temos o dever de levar adiante esse concerto, um dos mais bonitos e preferidos dela, sua música e seus ensinamentos”, afirma Maíra Ferreira, regente do Coral Paulistano.

No mesmo dia, às 17h, é a vez da Praça das Artes receber o concerto Beethoven por ele Mesmo, apresentado pela Camerata da Orquestra Experimental de Repertório. O concerto terá a presença do pianista Lucas Gonçalves e de Thiago Tavares na regência.

Lucas Gonçalves formou-se na Escola Técnica de Música e Dança “Ivanildo Rebouças da Silva” e obteve o primeiro lugar nos principais concursos de piano do país ao longo de sua carreira profissional. Além de ser pianista da Orquestra Experimental de Repertório do Theatro Municipal de São Paulo, atua também como professor de piano do Centro Suzuki de Educação Musical e do Instituto Fukuda.

Thiago Tavares reassumiu a função de regente assistente  da Orquestra Experimental de Repertório em 2017, ganhando destaque em diversos concertos sinfônicos, cênicos e didáticos que realizou com o corpo artístico, como a estreia em Ópera com The Rake’s Progress, de Igor Stravinsky, alternando com Jamil Maluf, em 2013.

No concerto deste final de semana será apresentado a Abertura Coriolano, op﹒62 (8’), o Concerto para piano n.6, op﹒61 em Ré maior (42’), transcrito do próprio compositor do Concerto para violino. Os ingressos podem ser retirados gratuitamente pelo site abaixo. A abertura será no próximo dia 24/03, às 12 horas e o limite será de 2 ingressos por pessoa.

Para mais informações sobre o concerto em homenagem a Naomi Munakata, acesse o site

Para mais informações sobre o concerto Beethoven por ele Mesmo, acesse o site

SERVIÇO

Homenagem a Naomi Munakata

Concerto presencial, aberto ao público

Coral Paulistano

Maíra Ferreira, regência

Aymée Wentz, soprano

Ademir Costa, barítono

Renato Figueiredo e Rosana Civile, piano

Programa

JOHANNES. BRAHMS

Um Requiem Alemão, Op. 45 (versão para piano a 4 mãos) (80’)

Ingressos R$ 30,00

Classificação livre

Duração total 80 minutos

Beethoven por ele Mesmo

Concerto presencial, aberto ao público

Camerata da Orquestra Experimental de Repertório

Lucas Gonçalves, piano

Thiago Tavares, regente

 LUDWIG VAN BEETHOVEN

Abertura Coriolano, op﹒62 (8’)

Concerto para piano n.6, op﹒61 em Ré maior (42’)

(transcrição do próprio compositor do Concerto para violino)

Ingressos: retirada dos ingressos gratuitos pelo site. Abertura dia 24/03, ás 12 horas. Limite de 2 ingressos por pessoa

Duração: 50 minutos

Classificação: livre

Lugares: 140

SOBRE O COMPLEXO THEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO

O Theatro Municipal de São Paulo é um equipamento da Prefeitura da Cidade de São Paulo ligado à Secretaria Municipal de Cultura e à Fundação Theatro Municipal de São Paulo.

O edifício do Theatro Municipal de São Paulo, assinado pelo escritório Ramos de Azevedo em colaboração com os italianos Claudio Rossi e Domiziano Rossi, foi inaugurado em 12 de setembro de 1911. Trata-se de um edifício histórico, patrimônio tombado, intrinsecamente ligado ao aperfeiçoamento da música, da dança e da ópera no Brasil. O Theatro Municipal de São Paulo abrange um importante patrimônio arquitetônico, corpos artísticos permanentes e é vocacionado à ópera, à música sinfônica orquestral e coral, à dança contemporânea e aberto a múltiplas linguagens conectadas com o mundo atual (teatro, cinema, literatura, música contemporânea, moda, música popular, outras linguagens do corpo, dentre outras). Oferece diversidade de programação e busca atrair um público variado.

Além do edifício do Theatro, o Complexo Theatro Municipal também conta com o edifício da Praça das Artes, concebido para ser sede dos Corpos Artísticos e da Escola de Dança e da Escola Municipal de Música de São Paulo.

Sua concepção teve como premissa desenhar uma área que abraçasse o antigo prédio tombado do Conservatório Dramático e Musical de São Paulo e que constituísse um edifício moderno e uma praça aberta ao público que circula na área.

Inaugurado em dezembro de 2012 em uma área de 29 mil m², o projeto vencedor dos prêmios APCA e ICON AWARDS é resultado da parceria do arquiteto Marcos Cartum (Núcleo de Projetos de Equipamentos Culturais da Secretaria da Cultura) com o escritório paulistano Brasil Arquitetura, de Francisco Fanucci e Marcelo Ferraz.

SOBRE A SUSTENIDOS

Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Sustenidos é a organização responsável pela gestão do Projeto Guri (nos polos de ensino do interior, litoral e Fundação CASA), do Conservatório Dramático-Musical dr. Carlos de Campos – Tatuí e do Complexo Theatro Municipal. Além do Governo de São Paulo, a Sustenidos conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Sustenidos, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm suporte fiscal da Lei Federal de Incentivo à Cultura e do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir neste link.

Patrocinadores e apoiadores do Theatro Municipal de São Paulo – Sustenidos: Bradesco.
Patrocinadores Institucionais da Sustenidos: Microsoft e VISA.

Approach Com,.


Compartilhar