Corumbá: Sindicato desmente Prefeitura e afirma que não houve diálogo com cirurgiões-dentistas

7 de agosto de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Segue nota do SIOMS desmentindo a Prefeitura de Corumbá

Prefeitura de Corumbá emitiu nota que não confere com a verdade. Não houve reunião com a categoria

O Sioms – Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul, em resposta à nota emitida pela Prefeitura de Corumbá, acerca da paralisação dos atendimentos odontológicos de urgência e emergência no pronto Socorro, iniciada no último dia 1º/08, esclarece que não está ocorrendo diálogo para a normalização dos serviços.

Em nota, o Sioms ainda pontua que até o momento a categoria não foi chamada para reuniões com nenhum gestor público responsável pelo município.

O presidente do Sioms, David Chadid, reforçou a ausência de diálogo e esclareceu que a Prefeitura de Corumbá alega ter feito estudo para o reajuste, mas que os mesmos não foram apresentados. “Até o momento nenhuma proposta foi apresentada e, não é verdade que todas as instâncias se reuniram com a categoria e de que não houve proposta de não interrupção do atendimento”.

Confira na íntegra a nota do Sioms:

NOTA DE RESPOSTA

O Sindicato dos Odontologistas do Mato Grosso do Sul – SIOMS, inscrito no CNPJ 15.555.873/0001-38, de acordo com suas atribuições legais e estatutárias, vem a público responder sobre a nota da secretaria de saúde de Corumbá acerca da paralisação dos atendimentos odontológicos de urgência e emergência no Pronto Socorro Municipal de Corumbá que iniciou dia 01/08/2022.

Para esclarecer à população que até a publicação desta o sindicato da categoria não foi convidado para nenhuma reunião com nenhum gestor público responsável do município.

Não está ocorrendo diálogo por parte do município até agora para resolver a questão junto aos profissionais.

Na nota do município foi informado que há estudos de valores para reajustar o valor do plantão, mas estes estudos nunca foram apresentados e até o momento nenhuma proposta foi realizada.

Não é verdade que “todas as instâncias se reuniram com a categoria e de que não houve proposta de não interrupção do atendimento”, pois existe ofício dos servidores que deu prazo até 17 de junho de 2022 para que fosse resolvido a questão e ocorresse a continuidade dos atendimentos, existe comunicação de todos os servidores aos seus superiores para que pudessem sair das escalas e existe documentação da coordenação comunicando que no fechamento da escala não havia profissionais pra cumprir a escala de serviços e mesmo assim não houve ação do município em marcar reunião ou oferecer proposta para evitar a paralisação.

O sindicato também esclarece que o piso salarial ou o plano de cargos citados na nota são questões completamente distintas do que está sendo discutido e não envolve plantões ou remunerações de plantões.

Os servidores odontólogos plantonistas do pronto socorro de Corumbá anseiam por valorização e justiça nos valores devidos e aguarda por parte do município uma proposta oficial junto à categoria para retomada dos atendimentos.

O sindicato está atento para que sejam evitados injustiças e prejuízos em relação aos servidores como por exemplo a geração de danos permanentes através da tentativa de substituição dos profissionais como se todo o serviço prestado pelos mesmos à população na história do Pronto Socorro Municipal Corumbá não tivesse nenhum valor.  

Os profissionais Cirurgiões-Dentistas de Corumbá agradecem o apoio recebido da população e a cobertura da mídia do estado sobre a questão.

David Chadid Warpechowski
Presidente do SIOMS

AIorK4zssMkt4TzwneEIFfRnfiNGbpIYpToKZ4hc7ersSSaqZqz3hwSz-ALu-0WlujsaVRyxc1JkRYI

 Bureau de Planejamento Assessoria de Comunicação67 99814-1763 | 67 99814-1763 | 67 99293-2448 (apenas whats)


Compartilhar