Dia do Serralheiro: como tornar o trabalho mais seguro e eficiente

5 de abril de 2022 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Por Joana Kfuri *

Celebrado em 23 de abril, o Dia do Serralheiro homenageia uma das profissões mais antigas do mundo, já que o metal é utilizado na sociedade há mais de 10 mil anos. Foi ao longo das últimas décadas, porém, que esse especialista passou a ter melhores condições de trabalho, principalmente no que diz respeito às ferramentas de seu dia a dia. 

Responsável por serviços na arquitetura, indústria, no setor automotivo e até mesmo em obras de arte, o serralheiro necessita de segurança e conforto para executar um trabalho com excelência. Afinal, é preciso mais que habilidade para lidar com peças em chapas de metal, como zinco, latão, alumínio, cobre, aço, ferro galvanizado e estanho.

Para que esses profissionais atuem com excelência, a ferramenta certa deve se tornar a aliada número um do talento. Investir constantemente em capacitação e atualização é de extrema importância. Afinal, novas tecnologias surgem a todo o momento e podem aumentar a produtividade e a segurança do serviço.

Um bom marcador de nível magnético, por exemplo, garante leveza e precisão às medições – os modelos de alumínio são os mais versáteis, adequados para diversas aplicações, desde trabalhos com estruturas metálicas até instalações de móveis. Outro instrumento de medição que precisa ser bem escolhido é o esquadro, já que, se corroído pelo tempo, pode influenciar diretamente no desfecho obtido.

Todo serralheiro sabe bem da importância de se utilizar um bom disco de corte. Quando possui a qualidade necessária, esse acessório é capaz de otimizar o tempo e de garantir o melhor resultado a todo o serviço. 
 

E, por último, vale destacar a tesoura de aviação. Quando não recebe a atenção necessária em sua escolha, a ferramenta tão utilizada pelo serralheiro pode não apenas prejudicar o seu desempenho como também provocar lesões. Para que isso não ocorra, é fundamental que possua dispositivo de segurança para garantir que as lâminas permaneçam fechadas quando não estiverem em uso. Além disso, existem diversas opções no mercado com cabos anatômicos, lâminas serrilhadas e tratadas termicamente, mais resistentes ao desgaste e responsáveis por proporcionar cortes mais limpos e sem rebarba e a IRWIN tem todas essas opções em seu portfólio.

Joana Kfuri é Gerente Sênior de Brand Activation da IRWIN, marca que conta com ferramentas manuais e acessórios para os mais tipos de profissionais

Image 360º


Compartilhar