Dirigente partidário é assassinado no Equador dias após morte de Villavicencio

Dirigente partidário é assassinado no Equador dias após morte de Villavicencio

14 de agosto de 2023 Off Por Ray Santos
Compartilhar

Pedro Briones teria sido morto por dois homens que foram até sua casa em uma moto, segundo testemunhas

Redação Terra Redação Terra 

14 ago 2023 – 20h06
Compartilhar
Ver comentários

O líder político foi assassinado por dois homens, segundo testemunhas
Foto: Reprodução/Twitter

O dirigente partidário Pedro Briones, do Equador, foi assassinado nesta segunda-feira, 14. A informação está sendo veiculada pela imprensa local. Briones era líder da Revolução Cidadã em Esmeraldas.

Segundo o jornal El Comercio, membros do movimento político apoiado por Briones confirmaram a morte através das redes sociais. Eles disseram que o dirigente foi morto por dois homens que foram em uma motocicleta até a casa de Briones e atiraram contra ele.

Notícias relacionadas
O candidato presidencial equatoriano Fernando Villavicencio agita uma bandeira equatoriana enquanto participa de um comício em Quito, Equador, 9 de agosto de 2023 Foto: Reuters/Karen Toro

Vídeo mostra momento em que candidato à presidência do Equador sofre atentado
O candidato reuniu centenas de apoiadores em evento na tarde desta quarta-feira, 9 Foto: Reprodução/Facebook

Candidato à presidência do Equador morre em atentado
Andrea González concorre à presidência do Equador. As eleições foram mantidas para o dia 20 de agosto. Foto: Reprodução/Reuters/Karen Toro/File Photo

Equador: vice de candidato assassinado assume disputa à presidência

A morte é a segunda no meio político em menos de uma semana. Na última quarta-feira, 9, o candidato à presidência Fernando Villavencio foi assassinado enquanto deixava um evento em Quito, capital do Equador.

Briones chegou a ser socorrido por parentes e vizinhos para o Hospital Geral Delfina Torres de Concha, mas os médicos constataram que ele já estava sem sinais vitais. Foram identificados dois ferimentos de bala no lado esquerdo do pescoço do dirigente partidário.

A candidata à presidência pelo partido de Briones, Luisa González, se pronunciou em uma rede social. Ela considerou que o Equador “vive sua época mais sangrenta” e mandou um “abraço solidário à família do companheiro Pedro Briones, que caiu nas mãos da violência”.

Quem era Fernando Villavicencio, candidato à Presidência morto no Equador
+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui!

https://www.cielo.com.br/?utm_source=dv3&utm_medium=cpm&utm_campaign=alp-cl_cpm_institucional-reposicionament_awn_dv3_deal-terra_rea_terra-webstorie-nu-a25mais-nac_camp00003&utm_content=display_banner_720x1280_terra-webstorie-nu-a25mais-nac-chnl_inal02165al&utm_term=terra_webstories_nu_ct02165_inal02165al

Fonte: Redação Terra


Compartilhar